Saiba como alcançar a tranquilidade financeira em 10 passos

Quem não deseja ter tranquilidade financeira? Dormir à noite sem nenhuma preocupação com dívidas ou juros exorbitantes do cartão de crédito/cheque especial.

Melhor ainda, saber que seu dinheiro está muito bem alocado em bons investimentos, trabalhando para você a cada minuto e que seu patrimônio financeiro está aumentando todos os dias.

Seria maravilhoso, não é mesmo?

No entanto, como em qualquer outro objetivo, para se tornar financeiramente estável, será necessário o desenvolvimento de algumas boas práticas.

Inicialmente, alguns pontos que devem ser trabalhados são: quitar suas dívidas, poupar mais dinheiro e aumentar a segurança financeira da sua família através de uma reserva para emergências, por exemplo.

Ficou com vontade de atingir a tranquilidade financeira na sua vida? Então, esse artigo é para você!

Vamos explicar como você pode alcançar a tranquilidade financeira em 10 passos. Confira!

Como alcançar a tranquilidade financeira em 10 passos

1 – Anote todos seus gastos e divida-os em categorias

Parece clichê todos os artigos ou dicas de como economizar falar que você deve anotar todos os seus gastos, não é?

Mas a verdade é que sem isso é impossível melhorar sua situação financeira.

Sendo assim, durante um mês, anote absolutamente todos os seus gastos.

Se você acha isso entendiante e nunca conseguiu se motivar, tente utilizar o Mobills, tenho certeza que vai achar essa tarefa bem mais fácil.

Vale destacar, porém, que o mais importante de anotar todos os seus gastos não é a ferramenta que você vai usar para isso, pode ser um aplicativo de controle financeiro, uma planilha ou até mesmo um caderninho de anotações.

Independentemente do meio escolhido, o fundamental é tomar a decisão definitiva de fazer disso um hábito na sua vida. Você não pode falhar!

Tem que se comprometer a ter todas as suas despesas anotadas de forma organizada.

Além disso, ao registrar seus gastos diários, você deve separá-los em categorias/subcategorias.

Isso é fundamental para que você saiba exatamente como está utilizando o seu dinheiro e o que pode fazer para melhorar.

Outra divisão interessante das despesas é separá-las em gastos essenciais e gastos supérfluos.

Lembrando que você tem que avaliar cuidadosamente para decidir o que é ou não essencial para você e sua família.

Essa etapa de categorização muitas vezes é menosprezada, mas ela é primordial para o segundo passo rumo à tranquilidade financeira.


Entenda, de uma vez por todas, a diferença entre despesas fixas e variáveis


2 – Analise onde está gastando mais

Ao dividir suas despesas em categorias/subcategorias ficará muito mais fácil ver em que pontos você está gastando mais do que deveria.

De posse dessas informações, você conseguirá saber exatamente onde poderá cortar gastos ou, pelo menos, reduzi-los ao menor custo possível.

A decisão sobre cada gasto é absolutamente sua, decida o que é realmente necessário, e então elimine o que for supérfluo.

Não se preocupe, você vai se surpreender com quanto gasta em coisas que podem ser facilmente cortadas e, com os novos hábitos, não vai nem sentir tanta falta.


Descubra 12 hábitos dos milionários que, se praticados, irão mudar sua vida


3 – Elabore um orçamento e defina metas para seus gastos

Se você nunca se preocupou em montar um orçamento, já passou da hora de sentar e fazer isso.

Diferentemente do que muitos pensam, criar um orçamento não é nenhum bicho de sete cabeças, mas exige uma boa dose de comprometimento da sua parte.

Elaborar e seguir um orçamento vai te ajudar a ter uma gestão financeira pessoal eficiente.

O orçamento nada mais é do que uma visão geral de tudo o que você recebe e gasta.

Sem dúvidas, criar um orçamento é um grande passo para quem quer atingir a tranquilidade financeira.

Se você não tem ideia do quanto ganha e gasta, não é possível descobrir onde você pode e deve cortar gastos para começar a economizar e fazer uma reserva para o futuro.

Metas ajudam você a economizar e a não perder o controle dos seus gastos

Ademais, também é essencial que você defina metas para suas categorias de gastos.

Ao estabelecer metas, fica muito mais fácil atingir seus objetivos financeiros e economizar.

A título de exemplo, se ao analisar seus gastos do último mês, você percebeu que gastou R$ 500 reais com a categoria de lazer, você pode definir uma meta de R$ 400 reais para este mês, ou seja, 80% do valor passado.

Caso se esforce, e consiga se manter dentro da meta, somente nesta categoria você terá economizado 20%, dinheiro este que pode lhe ajudar a cumprir outros objetivos financeiros.

4 – Corte gastos desnecessários

Como já tinha começado a citar nos tópicos anteriores, o terceiro passo para atingir a tranquilidade financeira é eliminar ou ao menos diminuir aqueles gastos que não são tão essenciais assim na sua vida.

Inicialmente, talvez você tenha uma certa dificuldade para identificá-los, mas tendo feito o orçamento e detectado todos os seus tipos de gastos mensais, vai ficar bem mais tranquilo fazer esses cortes.


15 despesas mensais para cortar e economizar dinheiro


5 – Busque novas formas de economizar dinheiro

Agora que você eliminou os gastos desnecessários, é hora de agitar um pouco a mente e usar a criatividade para encontrar novas formas de economizar dinheiro.

Vamos dar algumas dicas, mas o legal é que você olhe para si e veja o que mais pode fazer (dentro da sua realidade) para poupar dinheiro.

Mudança de Comportamento

Você tem um padrão de vida no momento, mas talvez ele comprometa boa parte do seu orçamento. Já pensou em diminuir esse padrão?

Não estou falando de se privar de qualidade de vida, mas de fazer algumas escolhas.

Por exemplo, diminua o uso do carro durante a semana. Ao invés de sair para jantar fora com os amigos, faça uma reunião especial em casa. Busque programas de entretenimento gratuitos na sua cidade.

Enfim, há várias possibilidades, veja o que se encaixa para você, porém, evite ficar na sua zona de conforto.


Como economizar dinheiro a partir de hoje: 13 dicas fundamentais (Com Infográfico!)


Controle os gastos impulsivos

Esse certamente é um problema para a maioria dos brasileiros.

O consumo por impulso (comer fora, gastos supérfluos no shopping, compras online etc) permanece como um dos grandes vilões das nossas finanças.

Aqui, a dica é ser forte!

Existem também algumas técnicas que você pode usar como a das 48h ou dos 30 dias para compras grandes, entretanto, tudo depende da sua força de vontade.

Faça listas de compras

Para ter maior equilíbrio financeiro no momento das compras, as listas podem ser grandes aliadas, mas novamente, seguir à risca o que está nelas para conseguir economizar é uma questão de disciplina.

Além de ajudar a controlar o impulso, as listas de compras apresentam outra vantagem.

Com tudo listado, fica mais fácil para você pesquisar os melhores preços e garantir uma boa economia.

Evite desperdício

Seja energia elétrica, água, internet, telefone, TV a cabo, uma porção de batata frita grande de acompanhamento entre outros.

Esses são itens comuns de desperdício.

Reveja seus hábitos de consumo.

Você poderá poupar bastante dinheiro através de pequenas mudanças.

Combine com a família

Você fez o orçamento e decidiu onde serão feitos os cortes, mas lembrou-se de conversar com o restante da família sobre suas decisões?

Essa é uma etapa indispensável!

Todos os membros da família devem estar engajados na mudança, para que resultados reais aconteçam.


Veja 10 dicas essenciais para controlar melhor as finanças familiares


6 – Aumente sua renda e ganhe mais dinheiro

renda extra criativa para a tranquilidade financeira
Procure formas criativas de ter uma renda extra

Você pode buscar inicialmente uma renda paralela ou optar por tentar um aumento no seu emprego atual.

A verdade é que existem muitas maneiras de incrementar sua renda com atividades secundárias.

Fazer docinhos para vender, revender cosméticos, ensinar algo para alguém, tentar algum job como freelancer etc.

Veja alguns textos sobre o assunto que podem te ajudar a começar.

7 – Elimine suas dívidas

Você já cortou gastos e encontrou uma maneira de melhorar sua renda?

Agora é hora de usar esse dinheiro que está sobrando para eliminar suas dívidas.

Com os altos juros cobrados no nosso país, qualquer descontrole mínimo pode levar você a ficar muito endividado.

Então, o melhor é se livrar logo desse impasse.

Se você possui cartões de créditos, empréstimos/financiamentos ou qualquer outra dívida, é provável que precise de um plano para eliminar seus débitos.

Para começar, faça uma lista com todas as suas dívidas e organize-as da maior para a menor taxa de juros.

Priorize as dívidas mais altas e logo que elas forem pagas, vá para as próximas.

Mesmo que elas sejam menores, não reduza os valores que você já estava pagando. Dessa forma, você conseguirá quitar mais rapidamente.

Continue esse processo até você quitar todas as suas dívidas. E claro, após todo esse trabalho, evite fazer novas dívidas.


10 dicas muito úteis para acabar com as dívidas e começar a acumular dinheiro


8 – Monte um fundo para emergências

Formar uma reserva para emergências deve ser sua próxima prioridade. Com as dívidas quitadas, vai ser mais fácil montar esse fundo de segurança financeira.

O fundo de emergência serve para te proteger de imprevistos, como problema de saúde, perda de emprego entre outros.

Se você é casado ou tem filhos que dependem de você financeiramente, considere também a possibilidade de fazer um seguro de vida.

Seu fundo de emergência deve segurar os gastos por pelo menos seis meses, mas ter um seguro também é importante.


Aprenda a montar sua reserva de emergência e proteja-se de imprevistos financeiros


9 – Comece a investir

Um dos “investimentos” mais comuns entre os brasileiros é a famigerada Caderneta de poupança.

O rendimento dela é baixíssimo e ela não deveria nem ser uma opção.

Enquanto você acumula mais dinheiro e estuda outros tipos de investimentos mais vantajosos, pode pensar em deixar o dinheiro no Tesouro Selic ou no RDB da Nuconta.

De todo modo, se você nunca investiu, a principal lição que deve aprender é a de se pagar primeiro, só assim você alcançará a liberdade financeira!

Portanto, faça do seu investimento a primeira “conta” a ser paga sempre que você receber seu salário.

Invista corretamente

Defina objetivos de curto, médio e longo prazo.

Além disso, no início, considere colocar a maior parte de seu patrimônio em investimentos com baixo risco, pelo menos enquanto você estuda e começa a entender melhor o mercado.

Digo isso porque, principalmente para iniciantes, é fácil errar no mundo dos investimentos.


Como investir dinheiro: o passo a passo definitivo!


Invista no seu futuro

Se você é jovem e está começando sua jornada financeira agora, provavelmente ainda não pensa muito sobre aposentadoria, mas saiba que quanto antes planejá-la, maiores as chances de viver bem nesse período.

Veja algumas orientações que podem te ajudar.


7 dicas para ter uma aposentadoria financeiramente tranquila


10 – Invista em conhecimento financeiro

Fuja da armadilha de achar que não precisa estudar, ou que está velho demais para aprender coisas novas. Multiplique seus conhecimentos e se adapte às novas realidades.

Busque tudo aquilo que possa contribuir para o seu sucesso financeiro. Investir em conhecimento será uma arma muito útil durante seu percurso para a tranquilidade financeira.

Muitos brasileiros não querem pagar por livros sobre finanças pessoais ou utilizar seu dinheiro para comprar uma ferramenta de controle e educação financeira, pois consideram que esses são gastos desnecessários.

Por exemplo, a assinatura premium do Mobills, o gerenciador financeiro mais bem avaliado do Brasil, e que possui uma infinidade de recursos imprescindíveis para você ter total domínio sobre seu dinheiro, custa apenas R$ 79,90 por ano, aproximadamente R$ 0,22 por dia, mas não são raras as histórias de quem ainda considera esse valor muito alto.

Contudo, com esse mínimo investimento, você pode ter grandes retornos, como o caso do Zaqueu Gonçalves que conseguiu economizar em média 35% do seu orçamento total depois que passou a utilizar o Mobills.

Veja bem, se você não tem coragem de investir nem mesmo menos de 0,25 centavos por dia em prol da sua tranquilidade financeira, sinto informar que você NUNCA irá atingi-la.

Dica Bônus: Recompense a si mesmo toda vez que atingir um objetivo

Atingir a tranquilidade financeira é uma meta de vida maravilhosa, mas isso não significa que você tenha de se privar de todas as coisas boas que aparecem na sua jornada.

Ao utilizar seu dinheiro de maneira inteligente e alcançar um objetivo financeiro é fundamental que você recompense a si mesmo.

Quem sabe, ir naquele restaurante caro que você sempre quis ir, mas que nunca tinha dinheiro para realizar esse sonho.

Ou fazer uma viagem de férias depois de muito tempo.

Mas lembre-se: nunca extrapole o seu orçamento para se recompensar, afinal, o que você quer mesmo é alcançar a tranquilidade financeira.

Conclusão

Seguindo esses 10 passos, seu caminho para o sucesso financeiro será muito mais simples.

Embora seja difícil incluir outras pessoas no seu planejamento para a tranquilidade financeira, sua família tem que estar engajada e conhecer aquilo que você pretende alcançar.

Apesar disso, não é necessário criar um clima ruim para conseguir o que quer, com uma boa conversa é possível que todos tomem consciência e passem a agir em prol do mesmo objetivo.

Outro ponto muito importante durante a caminhada é não deixar de lado as boas experiências, já falamos sobre aproveitar os bons momentos como forma de se recompensar pelas conquistas.

Para finalizar, você deve ter percebido que a tranquilidade financeira não é impossível de ser alcançada.

Porém, serão necessários foco, dedicação e o mínimo de investimento em conhecimento.

View this post on Instagram

EM QUE NÍVEL VOCÊ SE ENCONTRA ATUALMENTE? ⠀ Nível 1: No acompanhamento das despesas, é altamente recomendada a utilização de aplicativos de controle financeiro no seu smartphone, como o @mobillsapp, pela praticidade e porque você pode fazer os registros em tempo real. Criar um orçamento é essencial para que você defina um teto para cada categoria de gastos. E, se você está endividado, acabar com as dívidas deve ser o seu primeiro objetivo financeiro. ⠀ Nível 2: Após registrar seus gastos, você deve analisá-los e buscar reduzi-los ao máximo. Além disso, procure sempre novas formas de economizar e invista uma parte dos seus rendimentos, assim que recebê-los. Você tem que valorizar o dinheiro que ganha com tanto suor. ⠀ Nível 3: Conseguiu organizar sua vida financeira? Então, agora é hora de encontrar aquilo que você ama fazer (ou se já sabe, apostar nisso) e montar seu próprio negócio. Trabalhou muito e começou a ter sucesso? Pense em escalar para atingir o máximo de pessoas! ⠀ Nível 4: A ideia aqui é que você tenha continuado investindo desde o nível 2, sendo que foi aumentando o % investido ao longo dos anos e diversificando sua carteira. Desse modo, além do seu negócio, terá várias outras fontes de renda. ⠀ Nível 5: FIM DE JOGO! Você se tornou uma pessoa extremamente bem-sucedida quando o assunto é dinheiro e alcançou a independência financeira devido a sua disciplina, consistência, trabalho e ao poder dos juros compostos. Agora você faz somente o que quer e quando quer. PARABÉNS! ⠀ E aí, animado para chegar ao nível 5? Marque quem vai te acompanhar nessa jornada! ⠀ Siga @mobillsedu ⠀ 📲 Ative as notificações!⠀ 💙 Gostou? Deixe seu like e comentário, isso é muito importante para nós. 📌 Se não tem tempo para ler agora, salve este post para ler depois. ⠀ #mobillsedu #jogo #jogodariqueza #planejamentofinanceiro #controlefinanceiro #financaspessoais #educacaofinanceira #dicas #dicasfinanceiras #aprender #rico #riqueza #inteligenciafinanceira #liberdadefinanceira

A post shared by Mobills Educação Financeira (@mobillsedu) on


LEIA MAIS: 

Como manter o foco, fazer o que é necessário e ter sucesso


Banner convidando para o Mobills