Swing Trade: entenda como funciona essa estratégia de negociação de ativos

Se você se interessa pelo mercado financeiro, muito provavelmente já ouviu ou leu em algum lugar a expressão “Swing Trade”.

Neste artigo, vamos esclarecer o que ela significa, como o swing trade é usado, como ganhar dinheiro com ele e quais são suas diferenças para outras estratégias de mercado.

Portanto, caso você esteja curioso para entender detalhadamente o que é swing trade e vários outros pontos relacionados à temática, não deixe de ler até o final, tenho certeza que vai agregar conhecimento.

Ah, e se gostar do artigo, lembre-se de compartilhá-lo com seus amigos e familiares através das redes sociais.

Ao fazer isso, você nos ajuda a levar educação financeira de qualidade para cada vez mais brasileiros.

O que é swing trade?

Swing Trade funciona como uma espécie de meio termo entre investimentos buy and hold, ou seja, os que são feitos visando o longo prazo e os day trade, os quais objetivam lucros nos curtos e curtíssimos prazos.

Dessa forma, o swing trade é uma metodologia de negociação que visa lucrar no mercado de capitais ao comprar ativos e mantê-los por alguns dias ou semanas, até que atinjam uma posição esperada e possam ser vendidos com uma margem de lucro.

Para alguns, o swing trade une o melhor dos dois mundos, por não exigir atenção exclusiva ao ponto de ser considerado uma profissão (como o Day Trade), mas ao mesmo tempo permitindo que ganhos sejam realizados em operações com prazos bem menores se comparadas com a estratégia buy and hold.

O que é swing trader?

Swing Trader é como o investidor que adota esse tipo de posicionamento junto ao mercado é chamado. 

Assim, swing trader é o investidor que negocia ativos nos mercados de capitais em questão de dias ou semanas, visando um lucro sobre a valorização dos mesmos.

Estas expectativas de ganhos são baseadas em tendências de mercado.


Conheça os 5 melhores investimentos para iniciantes!


Day trade ou swing trade?

Só o próprio investidor pode responder a essa pergunta, mas podemos ajudá-lo a decidir esclarecendo algumas questões.

Primeiramente, devemos lembrá-lo que o day trade é visto pelos especialistas no mercado de capitais como uma profissão, uma vez que as negociações devem ser feitas com uma precisão temporal rígida.

Desse modo, o day trader precisa analisar o mercado ponto a ponto e estar sempre atento às menores oscilações, pois elas podem decidir se ele terá lucro ou prejuízo no dia.

Logo, para quem não pode dedicar uma quantidade de tempo considerável para acompanhar o mercado, essa estratégia pode significar prejuízo.

O segundo ponto é a tolerância ao risco.

Os swing traders se expõem menos ao risco, já que o horizonte temporal em que operam é maior, aumentando as chances de valorização do ativo.

Uma boa dica é apostar no swing trade, levando em consideração que você tem outras tarefas no dia a dia, mas podendo fazer algumas operações de day trade quando tiver mais conhecimento e as condições forem favoráveis.

Diferença entre day trade e swing trade

A diferença básica é o horizonte temporal em que as negociações são feitas, visto que o objetivo de ambos é ganhar sobre a valorização de um ativo.

No entanto, o day trader realiza várias operações no mesmo dia, esperando um saldo positivo ao comprar ativos em um valor e vender por outro maior.

O objetivo do swing trader é o mesmo, porém, as operações levam um pouco mais de tempo, podendo a chegar a semanas. Até por isso, o risco envolvido é menor.


Como investir em ações e quais erros você não pode cometer!


Ganhar dinheiro com swing trade

Para ganhar dinheiro no mercado de capitais, é preciso conhecimento para aproveitar as oportunidades e analisar corretamente os ativos com maior potencial.

Por isso, você deve estudar as estratégias de swing trade antes de começar a operar.

Como operar no swing trade?

Para performar bem como swing trader, é preciso escolher adequadamente as ações para comprar. Uma das principais ferramentas para tal é a análise técnica ou gráfica.

Muitos são os indicadores que podem ser utilizados para que o trader visualize qual será a tendência de mercado, mas dentre eles o preço das ações e o volume de negociação são os mais relevantes.

O swing trader bem-sucedido consegue identificar as rupturas gráficas e oportunidades de compra ou venda, de acordo com as informações extraídas dos gráficos.

Assim, a base para ganhar com swing trade é interpretar corretamente as tendências de mercado e saber se elas são de alta, baixa ou neutra.

E em que horizonte temporal são esperadas: curto, médio ou longo prazo.

Para uma análise mais assertiva, alguns indicadores são mais utilizados, vejamos quais:

Melhores indicadores para swing trade

IFR – Índice de Força Relativa: funciona como um termômetro da disposição do mercado em continuar em uma mesma tendência. Variando entre 0 e 100, ele indica se ainda há margem para que o ativo continue subindo ou caindo.

Bandas de Bollinger: têm como objetivo prever a volatilidade do ativo, a fim de indicar se o mesmo está sobrecomprado, estável ou sobrevendido.

Médias Móveis Exponenciais: mostram a direção atual dos preços de uma ação. Funcionam também como filtros de ruído, entretanto, não objetivam prever a direção futura dos valores do ativo.

Candlesticks de reversão: são marcadores que avisam aos traders quando alguma mudança na tendência de mercado pode ocorrer de acordo com o comportamento do mesmo.


Aplicativo de Investimento: os melhores para gerenciar sua carteira, investir e receber notícias!


Melhores ações para swing trade

Afirmar categoricamente em quais ações investir para ter bons resultados em trade é uma tarefa difícil, já que depende de uma série de análises, como dito anteriormente.

As melhores ações são aquelas que – ao passarem pela sua análise, após estudar bastante o mercado e obter conhecimento de como aplicar as técnicas para operar swing trade – apresentem uma tendência de mercado de alta no horizonte temporal esperado.

Estratégias de swing trade

Os indicadores para análise gráfica são inúmeros e cada trader desenvolve formas de conectar as informações do modo que melhor os atende.

Quanto mais conhecimento você adquire e quanto melhor você domina os indicadores para ter um panorama mais completo da situação dos ativos analisados, mais segura vai ser sua opinião sobre a tendência de mercado.

Dessa maneira, começar operando por simuladores é uma boa estratégia para quem está iniciando agora no swing trade.

Plataforma para Swing Trade

Existem inúmeras plataformas para operar swing trade, mas as mais populares entre os investidores são: Home Broker, ProTrader, ProfitChart, Tryd Pro e Meta Trader 5.

Home Broker

É a mais simples em termos de ferramentas e é indicada para traders iniciantes e pequenos investidores, podendo ser utilizada em conjunto com as demais.

ProTrader

É uma das plataformas mais completas do mercado, uma vez que objetiva ser a única ferramenta utilizada pelo trader em suas negociações.

Para os traders iniciantes, existe a versão gratuita com menos funcionalidades, mas ainda assim bem completa para as necessidades de quem está começando.

ProfitChart

Oferece 200 indicadores diferentes que podem ser analisados nos mais diversos períodos de tempo, além de disponibilizar ferramentas especiais para swing trade.

Tryd Pro

Diferentemente das demais, não é indicada para iniciantes e é mais amplamente utilizada por profissionais e scalpers.

Meta Trader 5

É largamente utilizada em todos os países do mundo, principalmente no mercado de Forex, ou seja, compra e venda de moedas. 


Saiba quais são as 10 melhores corretoras de valores do Brasil


Imposto de renda em swing trade

Operar como swing trader garante ao investidor uma margem não tributável de vendas de ações de até R$ 20.000,00 no mês.

Assim, ao vender ações na modalidade swing trade, o investidor pode negociar um limite isento de IR mensal de R$ 20.000,00.

Caso negocie outros ativos (ETFs e opções, por exemplo), deve pagar o IR sobre essas negociações independentemente do limite citado, uma vez que o mesmo só se aplica a ações.

Se for o caso de negociar um valor maior que o limite citado, o investidor terá que recolher a título de IR 15% do lucro das operações.

Vale ressaltar que isenção no pagamento do IR não significa desobrigação em declarar os lucros obtidos nas operações.

Então, mesmo não pagando o imposto, as variações patrimoniais devem constar na declaração de imposto de renda.

Planilha Swing Trade

Muitos traders gostam de gerenciar os riscos de suas posições através de planilhas. Alguns modelos estão disponíveis para serem baixadas na internet, como esse.

Eles são editáveis e atendem a diferentes necessidades, mas no geral seus campos são referentes a informações da operação, relação entre risco e ganho, além do gerenciamento de risco.


Conheça os 15 principais tipos de planilha de controle financeiro!


Conclusão

Swing Trade pode ser uma boa opção quando se tem disposição de aprender e tolerância ao risco.

Contudo, ele não deve ser encarado como uma aposta e muito menos ser operado sem conhecimento.

Lembre-se que o que está sendo investido é seu patrimônio, o qual foi construído com muito esforço por você.

Nesse sentido, seja qual for o modo como escolher operar junto ao mercado de capitais, o principal é estar preparado e sempre buscando novos conhecimentos.

Ademais, caso queira ter mais dinheiro para investir mensalmente, a sugestão é que você utilize um app de gerenciamento financeiro, como o Mobills.

Ao fazer isso, você controlará seus gastos de uma maneira mais eficiente, descobrirá quais são suas maiores despesas e poderá cortar o que for desnecessário.

A partir daí, poderá economizar mais e terá condições de direcionar esses valores para os seus investimentos, o que facilitará a conquista dos seus objetivos financeiros.


LEIA TAMBÉM:

Clear: saiba tudo sobre a corretora que não cobra taxas para investir em ações e fundos imobiliários!


View this post on Instagram

Você cultiva algum desses hábitos? Se sim, recomendo que elimine-os agora mesmo. E não tem essa de deixar para o ano novo que se aproxima. 😌 ⠀ Muitas pessoas, às vezes sem perceber, acabam cultivando hábitos que afetam suas vidas negativamente. Tais como: ⠀ Não saber se planejar: O planejamento é de suma importância não só para negócios financeiros, mas também se aplica para finanças pessoais e objetivos cotidianos. Além de nos guiar na realização daquilo que almejamos, é uma ferramenta que otimiza nossos resultados. ⠀ Ser perfeccionista: Lembre-se, feito é melhor do perfeito! Quantas vezes você deixou de fazer algo porque se julgava incapaz e quantas oportunidades já perdeu por medo de errar? ⠀ Escolher as amizades erradas: Assim como existem pessoas que agregam positivamente nossas vidas, têm aquelas que nos tornam pessoas piores, por isso, aproxime-se daquelas que te ajudam a ser uma pessoa melhor. ⠀ Estar sempre distraído: A distração é a inimiga da produtividade. Portanto, quanto mais focado você estiver em seus objetivos, mais produtivo você será. ⠀ Trabalhar o tempo todo: Ninguém é de ferro, não é mesmo? Descansar o corpo e a mente é fundamental para todos os aspectos de sua vida. ⠀ Pensar somente no curto prazo: Quem pensa somente no curto prazo tem uma forte tendência ao fracasso. Faça a sua parte diariamente e visualize os seus resultados no longo prazo. Por mais clichê que seja, já tempo de plantar e há tempo de colher. ⠀ Preparado para começar a mudança que deseja em sua vida? Marca um amigo para ver esse post. 🤩 ⠀ Siga @mobillsedu e @mobillsapp ⠀ 📲 Ative as notificações para ficar por dentro do nosso conteúdo. 💙 Se gostou, não esqueça de deixar o like. 📌 Se não tem tempo para ler agora, salve este post para ler depois. ⠀ #mobillsedu #aprendizmb #planejamentofinanceiro #dicaspraticas #habitos #finançaspessoais #perfeccionismo #criatividade #job #trabalhar #imediatismo #longoprazo #escolhas #anonovo

A post shared by Mobills Educação Financeira (@mobillsedu) on