Aquilo que você talvez não saiba, mas deveria saber, sobre seu cartão de crédito
Por favor, avalie esse Post

Aquilo que você talvez não saiba, mas deveria saber, sobre seu cartão de crédito

Banner convidando para o site do Mobills

Grande parte dos brasileiros não apenas possui cartão de crédito, como o utiliza com frequência. Contudo, embora os cartões de crédito estejam bastante presentes na vida dos consumidores, a maioria das pessoas desconhece informações importantes sobre o funcionamento deles.

Por exemplo, é comum que o consumidor não entenda como são calculadas as taxas e os juros cobrados pelos bancos. Mais surpreendente ainda é que muitas pessoas também não sabem quais as partes formam um cartão de crédito.

Veja abaixo a explicação sobre detalhes que você deveria saber sobre seu cartão de crédito.

Aquilo que você deveria saber sobre seu cartão de crédito

O banco que determina a taxa de juros

Nem todos os cartões de crédito cobram os mesmos juros, incluindo cartões que possuem a mesma bandeira. Isso ocorre porque os bancos são os responsáveis por especificar as taxas de juros. Assim, os juros de um cartão Visa emitidos pelo banco X podem ser maiores do que os juros de um Visa do banco Y.

Além disso, os juros também variam de acordo com o tipo de transação. Saques em dinheiro normalmente são cobrados com juros maiores do que as compras.

Por isso, vale sempre pesquisar antes de adquirir um cartão, para fechar negócio com a opção mais vantajosa do mercado.

Código de segurança

O chamado “código de segurança” é o código de três números que fica na parte de trás do cartão ou o de quatro números da frente de um cartão (American Express). Esse código é comumente solicitado ao fazer uma compra pela internet ou telefone.

Se você for fazer alguma compra por site ou telefone estrangeiro, saiba que o código pode ter três nomes diferentes: CVN (Card Verification Number), CVD (Card Verification Data) ou CVV (Card Verification Value).

Ele serve como uma etapa de segurança adicional para as transações em que o cartão não se encontra presente. É um número que não deve ser registrado ou guardado por vendedores, sistemas de pagamento virtual ou lojas online.

Números

Todos os cartões de créditos possuem 16 números. Ao contrário do que se pode imaginar, nem todos eles são utilizados para identificação, mas possuem outras informações úteis. O sistema numérico foi criado para garantir estabilidade para processadores e fornecedores.

As informações de seu cartão, como o tipo ou quem o emitiu, estão contidas no número. O primeiro dígito do cartão determina qual a bandeira do cartão, sendo:

3 – American Express e Diners Club
4 – Visa
5 – MasterCard, ELO
6 – Discover

Os dígitos 2 a 6 indicam qual o banco emissor, enquanto os de 7 a 15 trazem o número da conta bancária e são únicos. O dígito final é chamado dígito de verificação e é usado por um algoritmo para determinar se o número provido é valido.

Tarja

A tarja preta localizada na parte de trás do cartão é feita com partículas de metal e magnetizada. Ela também guarda informações.

São três as linhas de informação que ela possui, das quais geralmente apenas duas são usadas: as duas primeiras são apenas para leitura, ou seja, as informações podem ser lidas, mas não alteradas; a última contém informações que podem ser alteradas durante a transação e guarda informações de segurança.

Vale lembrar que elas não contêm informação pessoal do dono do cartão, como o endereço e data de nascimento, igual dizem mitos populares. As informações da tarja são as visíveis no cartão e alguns dados de segurança.

Letras pequenas

Não importa o quão simples sejam, elas não podem ser entendidas se não forem lidas. Por isso, o mais importante ao pegar um cartão de crédito, é ler o contrato.

Ele deixa claro quais as taxas que serão cobradas e por quanto tempo a taxa é garantida, como é calculada e outras informações, como seus direitos e responsabilidades com o cartão.

Empréstimo

Na realidade, o cartão de crédito também é um simples empréstimo. Quando você resolve parcelar uma fatura, pagando o valor mínimo, você acaba contraindo um empréstimo. E como qualquer outro banco, ele também cobra taxas por tal empréstimo.

Por exemplo: se você parcela uma fatura em 12 vezes, terá de pagar um juro em cada uma das parcelas. No final, aquela fatura original sairá muito mais cara do que se tivesse pago tudo de uma vez.

O cartão de crédito pode ser um grande aliado no orçamento mensal, mas para que isso aconteça, é importante conhecer bem seu funcionamento e saber usá-lo com sabedoria, para não contrair dívidas.

Leia mais:

Saiba como usar o cartão de crédito a seu favor

10 dicas para usar melhor seu cartão de crédito

Como sair das dívidas do cartão de crédito em 5 passos

Conhece mais algum detalhe importante sobre o cartão? Sabia sobre esses? Compartilhe conosco! 

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo Aquilo que você talvez não saiba, mas deveria saber, sobre seu cartão de crédito? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários