Estilo de Vida

3 segredos contraintuitivos sobre ganhar mais dinheiro

Pessoa utilizando o notebook para pesquisar sobre como ganhar mais dinheiro
Cecília Mesquita
Escrito por Cecília Mesquita

Você não encontrará muitas outras pessoas falando sobre isso. É mais fácil falar sobre reduzir gastos e economizar.

3 segredos contraintuitivos sobre ganhar mais dinheiro

Banner convidando para o site do Mobills

Você provavelmente já pensou em economizar durante um certo tempo para realizar um sonho, talvez até tenha passado 2 anos guardando dinheiro para aquela viagem perfeita e depois começou a pensar se valia mesmo a pena gastar aqueles 10 mil reais com isso.

O fato é que muitas pessoas têm dificuldade para juntar dinheiro (Se esse é o seu caso, acesse agora mesmo o Mobills web e comece seu controle financeiro de maneira descomplicada).

Por isso, uma das perguntas que a maioria dos brasileiros costuma se fazer é: “como eu posso aumentar minha renda?”

Neste post, eu vou te mostrar 3 segredos contra intuitivos sobre ganhar mais dinheiro. Aliás, você não encontrará muitas outras almas bondosas falando sobre isso. É mais fácil falar sobre reduzir gastos e economizar.

Não que poupar dinheiro não seja uma atividade com seu mérito, mas são poucas as pessoas que gostam de falar sobre ganhar mais dinheiro de forma consistente. Por quê? Bom, esse é um assunto difícil. Contudo, vamos tentar.

Confira o texto até o final porque tenho certeza que ele pode ajudar a clarear um pouco sua mente.

Segredos contraintuitivos sobre ganhar mais dinheiro

 

O que é simples para você é bem difícil para outra pessoa

Uma das primeiras coisas que costumamos pensar é: “Por que alguém me pagaria?”

Então, a gente vai lá e paga alguém para trocar o óleo do nosso carro, limpar nossa casa, passear com nossos cachorros, fazer algum reparo na casa, para ensinar a nos vestirmos melhor, para nos ensinar outro idioma, dar aulas de violão a nossos filhos, e assim por diante.

Enfim, nós gastamos muito dinheiro todos os anos em serviços que outras pessoas fornecem, e ainda assim quando vamos refletir sobre a possibilidade de ter uma renda extra, acabamos voltando à estaca zero e pensamos que não temos nada a oferecer!

Triste.

Talvez você já tenha criado seis cães na sua vida. Talvez você ame organizar grandes festas de aniversário para crianças. Talvez você tenha um vício no Pinterest e agora tenha a cozinha mais organizada do mundo.

Cada uma dessas ideias poderia gerar mais de R$ 30,000 por ano para você. Já pensou como isso seria incrível?

A verdade é que todo mundo tem alguma habilidade que pode ser paga, por exemplo:

  • Organizar mala de viagem;
  • Devolver ou fazer a troca de um item em alguma loja para outra pessoa;
  • Redigir textos;
  • Projetar uma apresentação;
  • Ajudar em um Brainstorming;
  • Ensinar a fazer drinks.

Você não precisa ser um programador ou um designer para fazer pequenos trabalhos pagos.

Na internet ou até mesmo no bairro que você mora, é possível encontrar pessoas procurando por todos os tipos de ajuda. Ao listar suas habilidades, pontos fortes e interesses, você pode pensar em muitas ideias para ganhar um dinheiro extra.

Caso não tenha conseguido pensar em nada, leia esse outro artigo:

25 FORMAS SIMPLES DE GANHAR UM DINHEIRO EXTRA

O preço barato não faz com que os clientes te procurem

Mesa com vários discos de música, os antigos LPs

Venda algo que faça sentido e valorize seu serviço!

Quando olhamos para a matemática de quanto você pode ganhar a mais, o que se destaca? Para muitos de nós, pelo menos no início, a ideia de fazer R$ 50/h parece alta, imagine então R$ 100 ou até R$ 500 por hora.

Se você oferecer seus serviços a um preço barato, como R$ 20/h, é verdade que muitas pessoas vão te pagar essa taxa. Porém, você vai descobrir que não queria muitos clientes pagando isso, mas sim os clientes certos que estão dispostos a pagar o valor que você considera justo pelo seu serviço.

Entenda que existem 2 fatos surpreendentes sobre o preço baixo.

Quanto menor for sua taxa, mais pessoas tentam conseguir um desconto.

Por quê? A lógica ditaria que, se você oferecer aos clientes uma ótima taxa, eles teriam menos probabilidades de se opor ao seu preço. Contudo, a verdade é que, ao baixar o preço, você atrai clientes que procuram um preço ainda mais baixo, e não o melhor valor.

Você já realizou uma venda de bazar? Tente vender uma lâmpada por um real. Você terá pessoas negociando com você. E depois, essa mesma lâmpada estaria em uma loja de antiguidades com preço de R$ 100 e ninguém faria cara feia por isso.

As pessoas que querem pagar menos tendem a ser mais trabalhosas.

Os clientes que estão pagando uma quantidade maior valorizam seu trabalho e o respeitam mais. Eles fizeram uma escolha deliberada para investir neste serviço e sabem que seu tempo e conselho valem a pena.

Pense sobre pessoas que desejam entrar em forma. Por que os instrutores pessoais que cobram R$ 300/mês ou mais são muito mais bem-sucedidos do que as próprias academias?

Sim, parte disso se deve ao atendimento personalizado. Mas também, R$ 30/mês não é tentador o suficiente para motivar você a usar um serviço. Você não está investido o suficiente para que isso realmente o motive a ir.

Portanto, as grandes questões a se pensar são:

  • Como você atrai clientes dispostos a pagarem preços mais altos?
  • Como fazer os clientes darem o devido valor a seus serviços?

A resposta é relativamente simples.

Você deve solicitar que eles “invistam” algum esforço em você. A melhor maneira de descobrir se um cliente é sério é dar a ele algum “pré trabalho”. Pode ser um processo de inscrição, uma pesquisa ou um formulário.

Isso filtra os clientes que não estão prontos para investir tempo e trabalhar com você. Se eles não querem aproveitar o tempo agora para preencher uma pesquisa simples, por que eles seguiriam seu conselho e dariam valor ao seu serviço mais tarde?

Comece a utilizar o MOBILLS WEB e atinja a TRANQUILIDADE FINANCEIRA muito mais rápido!

Os clientes não pagam pelo seu tempo

Mão segurando mini relógio despertador

Entregue os resultados que os clientes esperam!

Você já deve ter visto algum artigo girando em torno de um cálculo básico que representa “qual o seu valor”, como forma de determinar sua taxa básica.

Esta é uma maneira difícil de olhar para seu preço. Ninguém se importa se você acha que vale R$ 50 ou mesmo R$ 20 por hora. Nem mesmo se importam com quanto tempo um projeto leva.

Se você disser para seu cliente que pode construir um site em 2 semanas, é importante para ele que você gaste todas as 24h de todos os dias enquanto trabalha nisso? Ou se faz o mesmo serviço em 10h?

Não, seu cliente não liga. Você deu a estimativa, não importa o que aconteça se o RESULTADO for bom.

Se seu cliente pagar R$ 5.000 por um projeto que traz R$ 20.000 em receita, sua taxa horária é irrelevante para ele. A única coisa relevante é o resultado. E o que vemos como resultado nem sempre é o que o cliente vê como resultado.

Você tem que encontrar o que o cliente realmente quer.

Voltemos ao exemplo do site.

Se alguém te contratar para projetar um site, esse cliente realmente não se importa com o site. Eu vou falar isso de novo porque é importante. Seu cliente não se importa com o site que você faz, o que importa é o resultado que o site pode obter.

Sendo assim, como um web designer, a pergunta que você deve fazer, para começo de conversa, é “por que eles querem um site?”.

É para fazer novas conexões? Para melhorar a credibilidade perante o mercado? Ou para que os clientes possam encontrar de forma mais fácil a loja dele no Google?

Estes são resultados muito diferentes e se você criar um site bonito, mas os clientes ainda não estão encontrando a loja, então seu cliente não ficará feliz. Você deu um resultado, mas o resultado errado.

Isso funciona em qualquer setor.

Digamos que você tem um negócio de bolo e se especializou em bolos das princesas para festas de aniversário para crianças. Qual é o resultado?

Algumas mães realmente querem um bolo que é delicioso. Outras, no entanto, querem um bolo que permita tirar uma foto bonita e postar no Instagram. Vê como a necessidade do cliente pode mudar drasticamente a abordagem?

Pense em quão fácil é encontrar uma mãe que está desesperada por essa foto perfeita do Instagram. Em vez de perder tempo dando amostras e testes de sabor, você pode mostrar a ela o bolo através de uma foto, para ela escolher.

O cliente escolhe pelo que ele quer pagar.

Percebeu como em ambos os cenários nossa “taxa horária” é trivial se pudermos entregar o resultado?!

Aqui estão exemplos de perguntas para fazer a seu cliente e descobrir o verdadeiro resultado que ele está procurando:

  • Como você define qualidade?
  • Em uma escala de 1-10, quão satisfeito você esteve com o seu último (fornecedor/consultor)? Como isso poderia ter sido mudado para um 10?
  • Se resolvêssemos esse problema, o que você faria com os recursos extras (tempo/dinheiro/energia)?
  • Com essas ideias, criei o que você estava esperando? O que você não gosta?
  • Quais 3 coisas específicas podemos realizar para atingir esse objetivo?
  • Quem mais está envolvido nessa decisão?

Hora de refletir…

Notebook, plantinha e outros objetos sobre a mesa

Agora é sua vez, quero que você pense em um momento em que você (ou alguém que você conhece) pagou a alguém por um serviço. Por que você pagou? E qual foi o resultado REAL que você estava procurando?

Exemplos:

“Minha esposa pagou alguém para limpar minha casa. Ela queria que nossa casa parecesse legal para os feriados. O resultado REAL era que ela queria que minha mãe ficasse impressionada com ela”.

“Minha mãe pagou alguém para me ensinar quando eu estava no ensino médio. Eu tinha boas notas, mas queria que eu tivesse uma vantagem na escola. O resultado REAL é que ela queria que eu entrasse em uma boa faculdade “.

“Eu paguei alguém para fazer minha contabilidade. Eu queria ter certeza de que a declaração do imposto de renda foi feita com precisão. O resultado REAL é que estava demorando muito tempo e estava cansado de fazê-lo. Eu queria esse tempo para gastar em coisas mais prazerosas”.

Deixe um comentário abaixo com um motivo surpreendente pelo qual você pagou por algo.

Sua interação é muito importante para entendermos se o conteúdo foi efetivo.

Forte abraço e até o próximo artigo!

*****

LEIA MAIS: 

Trabalho online: 10 maneiras de ganhar dinheiro sem sair de casa

A importância de ter rendas extras

Como ganhar dinheiro comprando em e-commerce

20 plataformas para você ganhar dinheiro sem sair de casa

Banner convidando para o site do Mobills

Comentários