Se você trabalhou em 2018, pode ter direito a receber até R$ 1.045 referente ao abono salarial do PIS/PASEP

Inicia-se hoje (19/03) o pagamento de mais um lote do abono salarial do PIS/Pasep para quem trabalhou com carteira assinada em 2018.

O PIS (programa voltado a funcionários de empresas privadas) estará liberado para quem nasceu em maio ou junho.

Já o Pasep (relacionado a servidores públicos) estará disponível para funcionários com final de inscrição 8 ou 9.

Para ter direito, é necessário preencher alguns requisitos, como ter ganho em média até 2 salários mínimos por mês (você pode ver a lista completa das condições logo após o calendário).

A quantia paga é de até 1 salário mínimo (que teve um pequeno aumento para R$ 1.045 em fevereiro) e varia conforme o período trabalhado.

Caso a pessoa tenha exercido sua função durante o ano todo, recebe 1 salário mínimo.

Por outro lado, se trabalhou apenas um mês, ganha proporcionalmente: 1/12 do mínimo.

O saque pode ser realizado até 30 de junho de 2020, ou seja, não é obrigatório retirar o dinheiro imediatamente.

No entanto, especialmente com essa pandemia do coronavírus e o cenário incerto para os próximos meses, se você tem direito, é bom aproveitar e sacar o mais rápido possível.

Em relação ao abono do PIS, quem tem conta individual na Caixa que esteja com os dados atualizados e movimentação, provavelmente já recebeu o dinheiro na conta desde o dia 11/03.

Vale ressaltar, ainda, que o saque do abono salarial acontece todos os anos e é diferente do resgate das cotas do fundo PIS/Pasep, o qual só vale para quem trabalhou entre 1971 e 1988.


Como ganhar dinheiro extra? Veja 27 maneiras comprovadas!


Calendários

O calendário de saques segue o mês de nascimento dos beneficiários do PIS e o número de inscrição no Pasep. Confira os calendários a seguir.

Calendário para funcionário de empresa privada

Nascidos em:Recebem a partir de:Recebem até:
Julho25/07/201930/06/2020
Agosto15/8/201930/06/2020
Setembro19/9/201930/06/2020
Outubro17/10/201930/06/2020
Novembro14/11/201930/06/2020
Dezembro12/12/201930/06/2020
Janeiro16/01/202030/06/2020
Fevereiro16/01/202030/06/2020
Março13/02/202030/06/2020
Abril13/02/202030/06/2020
Maio19/03/202030/06/2020
Junho19/03/202030/06/2020

Calendário para servidor público

Final da inscriçãoRecebem a partir de:Recebem até:
025/07/201930/06/2020
115/08/201930/06/2020
219/09/201930/06/2020
317/10/201930/06/2020
414/11/201930/06/2020
516/01/202030/06/2020
6 e 713/02/202030/06/2020
8 e 919/03/202030/06/2020

Dúvidas comuns sobre o pagamento do abono salarial referente ao PIS/PASEP

Quem tem direito ao abono?

Pessoas que:

  • Trabalharam com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2018;
  • Ganharam, no máximo, 2 salários mínimos, em média, por mês;
  • Estão inscritas no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos.

Obs.: É preciso que a empresa onde o funcionário trabalhava tenha informado os dados corretamente ao governo.


13 erros financeiros que a maioria das pessoas comete sem perceber


Como saber se você tem direito?

Para descobrir se tem direito ao abono salarial, você pode fazer a consulta das seguintes maneiras:

PIS

Pasep

  • Pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas); 0800 729 0001 (demais cidades) e 0800 729 0088 (deficientes auditivos)

Qual o valor máximo do saque?

A quantia paga é de até um salário mínimo (R$ 1.045, em fevereiro de 2020) e varia conforme o período trabalhado pela pessoa.

Caso a pessoa tenha exercido sua função durante o ano todo, recebe 1 salário mínimo.

Por outro lado, se trabalhou apenas um mês, ganha proporcionalmente: 1/12 do mínimo.

De acordo com o Ministério da Economia, os valores são arredondados para cima.

Logo, quem trabalhou por 1 mês, por exemplo, teria direito a R$ 87,083 de abono. Contudo, devido ao arredondamento, o trabalhador recebe R$ 88.


Os 15 melhores filmes sobre finanças que você DEVE assistir!


Onde é feito o saque?

Depende:

Funcionários de empresa privada

  • Com Cartão Cidadão e senha cadastrada: o saque pode ser realizado em caixas eletrônicos da Caixa ou em lotéricas
  • Não tem o Cartão Cidadão? O saque é feito em uma agência da Caixa, com documento de identificação
  • Correntista individual da Caixa? O abono é depositado diretamente na conta, se houver saldo acima de R$ 1 e movimentação

Servidor público

  • O saque é realizado nas agências do Banco do Brasil, com documento de identificação.
  • Servidores correntistas do banco recebem o dinheiro diretamente na conta.

Mais informações sobre o Pasep podem ser obtidas pelo telefone do BB: 0800 729 0001


Como elaborar um planejamento financeiro pessoal incrível em 13 passos simples


Abono salarial não é o mesmo que as cotas do Fundo PIS/Pasep

Paralelamente ao pagamento do abono salarial, o governo autorizou o saque das cotas do fundo PIS/Pasep.

Como eu já mencionei no começo da notícia, tem direito ao dinheiro das cotas somente quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988 e ainda não sacou os recursos.

Para verificar se tem direito à cota, os funcionários de empresas privadas podem fazer a consulta através do site da Caixa.

Os funcionários públicos, por sua vez, devem acessar o site do Banco do Brasil.


SAIBA MAIS:

Visando socorrer famílias e empresas, bancos vão prorrogar dívidas de clientes por 60 dias


View this post on Instagram

A falta de um planejamento financeiro pode trazer sérios problemas para a vida das pessoas. ⠀ Por isso, separamos aqui 7 estratégias que você pode usar para começar a se planejar financeiramente! Confira: ⠀ 1. Poupe uma parte de sua renda todo mês: É importante que todos comecem a construir uma poupança o mais cedo possível. Se você ainda não faz isso, não perca mais tempo: defina uma parte da sua renda para ser guardada mensalmente. ⠀ 2. Evite dívidas e compre sempre à vista: Se você tem alguma dívida, trabalhe para se livrar dela o mais rápido possível! Negocie melhores condições com o banco para quitá-la. ⠀ 3. Tenha uma reserva para emergências: Não se esqueça que imprevistos podem acontecer a qualquer hora. Portanto, é importante reservar parte da renda mensal para criar uma reserva de emergência. Se você ainda não tem uma, essa deve ser o seu primeiro objetivo financeiro. Ela servirá para situações onde é preciso usar o dinheiro com urgência. ⠀ 4. Descubra quanto você gasta por mês: Poupar todos os meses, evitar dívidas e criar uma reserva de segurança são atitudes fundamentais. . Por isso, se esforce para manter o registro contínuo de tudo o que você gasta, para saber exatamente quanto é seu gasto mensal. Uma boa forma de fazer isso é utilizando o aplicativo Mobills! ⠀ 5. Corte gastos desnecessários: Se a sua renda mensal é menor ou próxima do que você está gastando, faça uma análise criteriosa do seu orçamento e verifique onde é possível fazer cortes. Priorize despesas essenciais, como moradia, saúde e alimentação. ⠀ Marque um amigo nesse post. ⠀ Siga @mobillsedu e @mobillsapp ⠀ 📲 Ative as notificações! 💙 Se gostou, deixar o like e seu comentário. 📌 Se não tem tempo para ler agora, salve este post para ler depois. ⠀ #mobillsedu #aprendizmb #CDB #RDB #rendafixa #investimentos #dinheiro #educacaofinanceira #bancos #depositos #lucro #prejuizo #rendimentos #viverderenda #comparativos #reservadeemergencia #emergencia #empreendedorismo #planejamentofinanceiro

A post shared by Mobills Educação Financeira (@mobillsedu) on