De acordo com a previsão do governo, espera-se que as alterações nas regras previdenciárias gerem uma economia de R$ 800 bilhões em 10 anos para a União.

Reforma da previdência foi promulgada pelo Congresso Nacional

Depois de transcorridos praticamente nove meses desde que o governo federal entregou a proposta ao Legislativo, a Reforma da Previdência foi promulgada pelo Congresso Nacional nesta terça-feira (12/11).

As novas regras aprovadas para a aposentadoria começar a ter validade a partir do momento em que forem publicadas no Diário Oficial da União – DOU.

A única exceção diz respeito às alterações nas alíquotas, as quais têm um prazo de 90 dias para entrarem em vigor.

Em relação às mudanças propostas e aprovadas na reforma, destacam-se:

  • Fixação de nova idade mínima para se aposentar (62 anos para mulheres e 65 anos para homens);
  • Média de todos os salários recebidos para o cálculo do benefício;
  • Regras de transição para o trabalhador ativo.

Quem estava presente na cerimônia?

Na sessão do Congresso Nacional que promulgou a emenda, estavam presentes os relatores da reforma na Câmara dos Deputados e no Senado Federal – deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) e senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), respectivamente -, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), além de outros líderes.

Quem não compareceu à sessão desta terça foi o presidente da república.


19 Aplicativos para ganhar dinheiro no seu tempo livre e obter uma boa renda extra


O que disseram os participantes?

No decorrer do seu discurso na cerimônia de promulgação da emenda, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, declarou que o sistema previdenciário vigente até o momento “prejudica os pobres e beneficia os ricos.

Desse modo, para ele, “o Congresso Nacional diminuiu as desigualdades ao aprovar a reforma”.

Banner convidando para pedir o cartão Méliuz

Veja, a seguir, um trecho do discurso de Rodrigo Maia.

“No Brasil de hoje, o sistema previdenciário beneficia os ricos e prejudica os pobres (…) Mesmo não tendo avançado em tudo que nós precisaríamos, até porque vivemos em um sistema democrático graças a Deus, nós diminuímos as desigualdades quando votamos a reforma da Previdência. Os que vão pagar mais são exatamente aqueles que estão no andar de cima e não no andar de baixo”.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, também comentou sobre a possibilidade de “eliminar distorções” e atrair investidores para o Brasil.

“A reforma da Previdência vem para eliminar distorções, como aposentadorias precoces, dar mais sustentabilidade ao sistema previdenciário e aumentar o espaço fiscal para ação do Estado brasileiro. Além disso, ela expande a confiança dos investidores no futuro do Brasil, estimulando a captação de recursos para o desenvolvimento da nossa Nação e a criação de novos empregos.”


Educação financeira: o conceito que deveria ser aprendido por todos desde a infância


Estimativa de economia com a Reforma da Previdência

De acordo com a previsão do governo, espera-se que as alterações nas regras previdenciárias gerem uma economia de R$ 800 bilhões em 10 anos para a União.

A proposta que foi enviada inicialmente previa economia de R$ 1,2 trilhão neste período.

Contudo, as mudanças feitas pelo Congresso acabaram desidratando o texto. Uma delas foi a manutenção do Benefício da Prestação Continuada – BPC como é atualmente.

A aprovação do texto na Câmara ocorreu em agosto, já a votação no Senado foi finalizada no dia 23 de outubro.

PEC paralela

O senador Tasso Jereissati, relator da proposta de reforma da Previdência no Senado, fez algumas alterações de mérito (ou seja, de conteúdo) no texto através de uma proposta em separado, a qual ficou conhecida como PEC paralela.

O objetivo do relator foi conseguir fazer algumas modificações no sistema previdenciário sem que a PEC original tivesse que retornar à Câmara dos Deputados, o que atrasaria sua tramitação e, consequentemente, a promulgação.

A título de exemplo, a PEC paralela inclui a permissão de estados e municípios serem incluídos no regime da União, caso aprovem uma lei ordinária.

Com isso, estima-se uma economia de aproximadamente R$ 350 bilhões aos entes federativos em 10 anos.

Ademais, a proposta determina uma cobrança gradual de contribuições previdenciárias do setor do agronegócio exportador e cobranças no sistema Simples, as quais destinam-se a incentivar micro e pequenas empresas a investirem em prevenção de acidentes de trabalho e proteção do trabalhador contra exposição a agentes nocivos à saúde.

Com essas outras duas medidas, a economia esperada é de cerca de R$ 95 bilhões em 10 anos.


Controle de orçamento: 21 dicas essenciais que vão te ajudar neste objetivo


Resumo das novas regras para se aposentar

Quadro-Resumo Reforma da Previdência para Trabalhadores privados e servidores

Quadro-Resumo Reforma da Previdência para Trabalhadores rurais e professores

Quadro-Resumo Reforma da Previdência para policiais

View this post on Instagram

JÁ COMEÇOU A PLANEJAR SUA APOSENTADORIA? ⠀ Ter uma aposentadoria tranquila é o sonho da maioria das pessoas. ⠀ Afinal, depois de passar boa parte da vida trabalhando de maneira árdua, é muito importante que se tenha conforto e estabilidade na terceira idade. ⠀ No entanto, quando não há planejamento financeiro pessoal, é bastante difícil realizar esse sonho. ⠀ Confiar apenas na renda proveniente da Previdência Social significa reduzir radicalmente o padrão de vida na sua aposentadoria. ⠀ Portanto, é necessário adotar outras estratégias para garantir uma aposentadoria tranquila. ⠀ Nesse sentido, uma boa dica é investir no título IPCA+ 2045. ⠀ Este título do Tesouro Direto é bastante procurado por quem está planejando a aposentadoria, justamente por oferecer vencimentos mais longos e rendimentos atrativos. ⠀ A rentabilidade final será sempre acima da inflação, uma vez que parte dela é prefixada e outra é indexada ao IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) variando, portanto, de acordo com o movimento deste índice. ⠀ Ou seja, ao investir nesse título, você consegue manter seu poder de compra no longo prazo. ⠀ Quanto, ao fluxo de pagamento do Tesouro IPCA+, é simples. Isto é, na data de vencimento ou de resgate, o investidor vai receber todo o valor investido mais a rentabilidade conquistada no período. ⠀ MARQUE seus familiares ou amigos que também precisam começar a planejar a aposentadoria! ⠀ Obs: A simulação apresentada foi feita no próprio site do Tesouro Direto. ⠀ Siga @mobillsedu ⠀ 📲 Ative as notificações!⠀ 💙 Gostou? Deixe seu like e comentário, isso é muito importante para nós. 📌 Se não tem tempo para ler agora, salve este post para ler depois. ⠀ #mobillsedu #investir #investimento #tesourodireto #poupardinheiro #juntardinheiro #disciplina #dicas #dicasfinanceiras #aprender #rico #riqueza #planejamentofinanceiro #educacaofinanceira #inteligenciafinanceira ⠀

A post shared by Mobills Educação Financeira (@mobillsedu) on


LEIA TAMBÉM:

Como investir dinheiro: o passo a passo definitivo!


Postado em: Notícias


Escrito por Victor Leitão

Victor Leitão, Líder de Conteúdo e SEO na Mobills. Consultor financeiro pessoal. Pesquisador incansável dos temas educação financeira e finanças pessoais. Formado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Ceará.


Hey, o que você achou desse conteúdo?

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

logo-mobills-app

Baixe agora para o seu dispositivo

logo-mobills-app
logo-mobills-app
logo-mobills-app