Planejamento Financeiro

6 dicas para poupar dinheiro sem deixar de fazer o que você gosta

Casal relaxando na praia simbolizando o tema poupar dinheiro sem deixar de fazer o que você gosta
Victor Leitão
Escrito por Victor Leitão

6 dicas para poupar dinheiro sem deixar de fazer o que você gosta

Banner convidando para o site do Mobills

Até pouco tempo atrás, o que os especialistas em finanças pessoais recomendavam era a poupança desde o início da vida profissional, o aumento do valor economizado à medida que o salário fosse melhorando e o investimento constante até o fim da carreira.

Essas atitudes, possibilitariam uma vida tranquila após a aposentadoria. Entretanto, a área das finanças pessoais passa por uma revisão destas premissas.

A antiga receita para o acúmulo de dinheiro trazia uma mensagem muito clara: abdique do que você gosta no presente para colher benefícios no futuro. Contudo, os contestadores dessa fórmula estão aumentando gradativamente.

Segundo Gustavo Cerbasi, autor de 15 livros sobre o tema, “poucos seguiam esse planejamento e, quando o faziam, a sensação era de frustração, pois o dinheiro nem sempre pagava o estilo de vida da pessoa na maturidade”.

Tanto Gustavo como outros consultores financeiros consideram necessário incluir alguma satisfação no presente para que a pessoa não perca o estímulo em economizar para o futuro. Ou seja, curtir a vida de maneira equilibrada e ainda fazer um colchão financeiro.

A seguir, listamos 6 dicas que lhe ajudarão a atingir o objetivo de poupar dinheiro sem deixar de fazer o que você gosta. Confira!

Como poupar dinheiro sem deixar de fazer o que você gosta

 

1 – Seja ponderado no início de carreira

Quando o jovem começa a trabalhar, a grande dificuldade é ter uma reserva no fim do mês, pois o salário normalmente é baixo. Além disso, também é comum, no início da carreira, a vontade de comprar para criar uma sensação de status, o que atrapalha a poupança.

O professor de finanças da Fundação Getulio Vargas, Samy Dana, considera que aplicar uma parte do salário desde cedo pode ser uma estratégia bem-sucedida, quando observamos a multiplicação proporcionada pelos juros compostos.

Aplicar o dinheiro desde cedo fará com que o tempo fique a seu favor, de acordo com o planejador financeiro Leonardo Gomes. Contudo, ele afirma que “é preciso ter disciplina, pois desviar da rota pode significar abandonar o investimento e sucumbir ao consumo”. Por exemplo, evite a tentação de sacar o dinheiro para trocar de carro.

2 – Aumente o risco nos investimentos

Investir em ações e títulos de renda variável é uma boa opção para quem deseja obter retornos maiores em suas aplicações. Entretanto, para esses ativos o risco de perdas também é maior.

De acordo com a estrategista da corretora XP Investimentos, Lívia Mansur, “quem planeja se aposentar daqui a 30 anos pode optar por ativos mais arriscados”.

Ela afirma “que o risco diminui quando o prazo do investimento se alonga e, conforme chegar à aposentadoria, a pessoa pode reduzir a volatilidade”.

3 – Poupe com ganho real

O simples hábito de poupar dinheiro hoje não vai garantir que você tenha uma quantidade razoável deste no futuro. De acordo com Gustavo Cerbasi, a poupança “pode ser um esforço ilusório se você não for capaz de blindar seus ganhos contra o efeito corrosivo da inflação”.

Portanto, poupar sem considerar os efeitos da inflação é tão ineficaz quanto deixar de guardar um montante todo mês, ainda mais em um cenário desfavorável, de inflação elevada e juros altos.

4 – Use o crédito a seu favor

A mensagem principal é: fuja das dívidas. Na visão de Gustavo Cerbasi, o crédito deve ser usado em duas situações: para corrigir falhas no planejamento de longo prazo ou para financiar algo que ajude a gerar mais riqueza (investimento em educação, por exemplo), desde que sejam empréstimos ocasionais e que o pagamento de juros não interfira em planos mais valiosos.

É essencial, antes de tomar um empréstimo, calcular o custo efetivo total para sentir o peso dos juros embutidos e dos encargos financeiros. “Quanto menor o custo, melhor”, diz Samy Dana, da FGV. E sempre que for tomar crédito, negocie com o gerente e compare as taxas em diferentes bancos.

5 – Fontes de renda alternativas

É muito comum hoje em dia encontrar pessoas que mantêm dois caminhos profissionais ao mesmo tempo. Enquanto em um emprego conservam a estabilidade, no outro desenvolvem um plano B ou aumentam a renda.

Aquiles Mosca, estrategista de investimentos pessoais do Santander, é um dos que defendem a opção pela dupla atividade. Para isso, ele cita o exemplo de Steve Jobs, que concebeu a Apple enquanto estava empregado.“É uma estratégia interessante, que às vezes começa com um hobby.”, afirma.

6 – Trabalhe para sempre

Trabalhar até uma idade mais avançada pode não ser de todo ruim. Primeiro, porque as pessoas atualmente vivem mais e com mais saúde, de modo que mais profissionais se sentirão produtivos ao atingir a maturidade.

Segundo, porque manter o fluxo de receita é indiscutivelmente melhor para o seu bolso do que as demais alternativas, as quais consideram a interrupção da remuneração no momento da aposentadoria. “Continuar trabalhando faz todo o sentido”, diz Aquiles Mosca, estrategista de investimentos pessoais do Santander.

O desafio, neste caso, é manter o interesse pelo trabalho diante da vontade de curtir a família e os amigos, mas você é capaz de fazer esforço para viver melhor, não é?!

*****

Ama escrever e gosta do tema finanças pessoais? Conte suas experiências voluntariamente no Portal Mobills e colabore para a educação financeira de outras pessoas. Preencha o formulário para se cadastrar!

Leia mais:

Quer aprender como juntar dinheiro em 2017? Veja 15 dicas indispensáveis!

Por que devemos guardar dinheiro e como

52 semanas para poupar dinheiro: encare esse desafio

O que achou das nossas dicas para poupar dinheiro sem deixar de fazer o que você gosta? Conhece alguma outra dica interessante? Compartilhe conosco!

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo 6 dicas para poupar dinheiro sem deixar de fazer o que você gosta? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários

Sobre o autor

Victor Leitão

Victor Leitão

Victor Leitão, coordenador de marketing do Mobills e editor-chefe do Portal Mobills, tem 26 anos, mora em Fortaleza-CE. Formado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Ceará - UFC e técnico em informática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE. Pesquisador incansável dos temas educação financeira e finanças pessoais. Principais hobbies: assistir filmes/séries, jogar futebol/Dota 2 e viajar.

Deixe um comentário