Para ficar rico, pague-se primeiro!

Mas afinal, o que significa “Se pagar primeiro”?

“Pague-se primeiro” é um conceito muito comum (pelo menos para quem já percorre o caminho da riqueza) quando falamos de finanças e planejamento financeiro pessoal.

Em palavras simples, esse termo significa automatizar os depósitos na sua conta de poupança (NÃO na Caderneta de poupança) toda vez que você recebe seu salário.

Ou seja, todos os meses, você vai separar uma quantia predeterminada da sua renda e vai procurar fazer esse dinheiro trabalhar para você, antes de começar a gastar com suas obrigações e lazer.

Mas atenção, não vale confundir o “Pague-se primeiro” com gastos “satisfatórios”, por exemplo: comprando um celular, roupas novas ou trocando de carro.

Esse dinheiro não é para se presentear, mas sim para garantir seu futuro financeiro.

Outras maneiras de explicar esse termo são: quando você contribui com uma porcentagem da sua renda para sua aposentadoria ou para abrir um negócio.

Quando você decide por se pagar primeiro, garante que aquela quantidade especificada de dinheiro – que você planeja economizar – seja realmente atingida.

Se você ignora esse ensinamento e não se paga primeiro, é muito provável que você chegue ao fim do mês sem dinheiro sobrando para guardar ou investir.

Criar um sistema para se pagar primeiro estabelece uma prioridade para suas economias e ajuda a desenvolver hábitos financeiros fortes.

Esse é o momento de parar e pensar no seu patrimônio financeiro. Você deve definir o quanto será investido, use seu dinheiro considerando não só o seu presente, mas também o seu futuro.

Quer entender melhor por que você deve se pagar primeiro?! Continue a leitura do texto, temos dicas bem valiosas para você!

Pague-se primeiro: o caminho para alcançar a riqueza

Configurando planos de poupança automática

A melhor maneira de garantir que você vai economizar uma parte da sua renda a cada salário recebido, é criar um plano de poupança ou investimento automático.

Para ficar mais fácil de vislumbrar isso, vamos considerar suas economias ou investimento como outra despesa que você deve pagar.

Logo, essa “despesa” deve ter a mesma prioridade e ser paga como todos os seus outros débitos.

Dessa maneira, esse dinheiro se tornará invisível para você, e você aprenderá a ajustar o resto de seus hábitos e gastos de acordo com a renda que sobrou.


Desafio das 52 semanas para poupar dinheiro: veja como fazer e junte até R$ 13.780,00


Onde colocar esse pagamento?

Você DEVE pensar em outras opções além Caderneta de poupança para colocar esse dinheiro.

Se não tem reserva de emergência, por exemplo, pode ir colocando o dinheiro no Tesouro Selic, um dos títulos do Tesouro Direto, que é tão ou mais seguro que a poupança e tem um melhor rendimento.

Você pode, ainda, investir em um CDB, fundo de aposentadoria, talvez se arriscar no mundo das ações, ou quem sabe até no mercado imobiliário?

As opções são inúmeras, mas é importante estudar qual a melhor para você antes de iniciar.


Entenda o que é e aprenda como investir no Tesouro Direto em 5 passos


Estabeleça você como prioridade

Quando você se paga primeiro, estabelece você mesmo e seu futuro como os pontos centrais/mais importantes das suas finanças pessoais.

Normalmente, deixamos de lado essa questão, preferindo usar o dinheiro para diversão, lazer e, em alguns casos, gastos supérfluos.

Esses gastos podem até fazer bem momentaneamente, mas no futuro esse dinheiro usado sem controle poderá custar um preço alto.

Por isso, ao separar um valor para investimentos, você também garante seu prazer, o qual poderá ser aproveitado com mais controle e sem culpa.

Afinal, como você já reservou o valor para seu futuro, o dinheiro que sobra serve justamente para pagar suas contas e para o seu lazer.

Faça o dinheiro trabalhar para você

Separar uma quantia determinada, significa que você mesmo definiu o valor a ser separado dos seus ganhos.

Um percentual adotado comumente costuma ser um total 10% do seu ganho líquido.

Se seus ganhos mensais são baixos e vão realmente te fazer falta, talvez seja necessário começar separando um pouco menos, 5% ou até mesmo 3% e aos poucos ir aumentando este percentual.

Essa porcentagem deve condizer com tudo o que você ganha, tudo mesmo.

  • Salário;
  • Bônus;
  • Bicos;
  • 13º;
  • Férias;
  • Trabalho freelancer etc.

Como dito anteriormente, esse valor também deve estar associado ao seu ganho líquido, ou seja, calcule a porcentagem depois de descontar taxas, impostos, INSS e vale transporte, para quem trabalha com carteira assinada.

Você pode utilizar nossa calculadora do salário líquido para te ajudar a realizar o cálculo.

Descobriu o valor a ser poupado? Agora é hora de fazer esse dinheiro trabalhar para você!

Apenas descartar a possibilidade de gastar esse dinheiro em qualquer coisa não vai fazer seu patrimônio crescer.

Quando estabilizado, você deve começar a pensar em investir em algo que traga rendimentos para fazer seu investimento crescer.

Enquanto esse valor estiver baixo e você estiver apenas iniciando a montagem da sua reserva de emergência (que deve ser o seu primeiro investimento), você pode manter no Tesouro Selic, como eu já citei.

Quando já tiver montado sua reserva e tiver mais dinheiro disponível para investir, o ideal é que procure alternativas ainda mais vantajosas e que possam garantir sua independência financeira no longo prazo.


O passo a passo para construir seu plano de investimentos


Vantagens de se pagar primeiro

Inicialmente, como já mencionei, a vantagem de começar esse plano de economia é que você poderá criar uma base para garantir seu futuro e também para que você tenha um pé de meia para emergências financeiras, como um veículo com defeito ou despesas inesperadas com saúde.

Sem poupança, muitas pessoas podem passar por uma grande quantidade de estresse.

E a desculpa mais utilizada por essas pessoas costuma ser que elas simplesmente não ganham dinheiro suficiente para guardar e o medo de que caso comecem a economizar, possam não ter dinheiro suficiente para cobrir suas contas restantes.

Não se pode ignorar também o fator psicológico. Criar uma poupança pode ser algo muito motivador e a longo prazo você sentirá os benefícios de ver seu saldo crescer.

Quando você prioriza a poupança, você está dizendo a si mesmo que seu futuro é o mais importante para você.

Embora o dinheiro não compre felicidade, ele pode fornecer motivação.

Além disso, para finalizar as vantagens, ao se pagar primeiro você aumenta bastante suas chances de ficar rico no longo prazo.

Pode ser que nesse momento isso até pareça muito distante para você, mas a mudança de hábito e de mentalidade vão te fazer alcançar feitos incríveis em algum tempo.


Como manter o foco, fazer o que é necessário e ter sucesso


Tomar conta do seu dinheiro é um processo vital

Seu dinheiro e sua habilidade em fazê-lo crescer são como uma criança.

No início, tudo parece difícil, tudo é novo. Ao ver outros caminhando por conta própria, essa criança vai tentar imitar, mas vai cair diversas vezes antes de conseguir andar sozinho.

Com seu dinheiro é a mesma coisa, mas há uma sutil diferença. Você pode fazer seu dinheiro aprender a caminhar sem deixar ele se machucar ou correr grandes riscos.

Tente treinar com quantias menores, valores extras, além daquele que você já estabeleceu. Seria como ensinar uma criança a andar sem que ela corresse o risco de cair.

Dicas adicionais para se pagar primeiro

O maior desafio do “Pague-se primeiro” parece ser a mentalidade de não fazer o suficiente para poupar e achar difícil começar a economizar.

Se você sentir que não está ganhando dinheiro suficiente para economizar, tente começar com uma quantidade muito pequena, como 1% de sua renda.

De cada salário ou receita recebida, simplesmente economize 1% do valor e ao longo do tempo você terá economizado algum dinheiro.

Quando você estiver livre de dívidas, com mais dinheiro sobrando no final do mês, ou quando sua renda aumentar devido a um incremento de salário ou promoção, você deve aumentar sua porcentagem de poupança.

E a melhor dica que eu poderia dar é, acredite em si mesmo!

No começo, será difícil adquirir novos hábitos e guardar dinheiro ao ver “promoções”, mas acredite, no final vai valer a pena e daqui a alguns meses ou um ano você vai olhar para trás e ficar feliz de ter começado.

Conclusão

O “Pague-se primeiro”, de fato, é a atitude inicial que todos que querem trilhar a jornada rumo ao sucesso financeiro devem implementar na sua gestão financeira pessoal.

Sem se pagar primeiro e sem pensar no seu bem-estar financeiro no futuro é muito difícil que você consiga alcançar riqueza nesta vida.

Além de fazer isso, obviamente que você deve controlar suas receitas e despesas mensais e buscar novas formas de economizar a cada dia, pois desse modo você conseguirá juntar mais dinheiro por mês.

Nesse sentido, a dica mais uma vez é que você utilize um aplicativo de controle financeiro pessoal, como o Mobills, o qual permite além de registrar ganhos e gastos em tempo real, fazer orçamentos, definir limites de gastos, objetivos financeiros, entre diversas outras funcionalidades essenciais para o seu planejamento.

E aí, vai começar a se pagar primeiro a partir de hoje? 😀


LEIA TAMBÉM:

25 livros para ler se você quiser se tornar rico


Banner convidando para o Mobills

Curtir entender por que você deve se pagar primeiro para ficar rico? Concorda com isso? Compartilhe sua opinião conosco!

Gostou do artigo Para ficar rico, pague-se primeiro!? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.