Saiba qual a melhor maneira de pagar suas compras na Black Friday

Neste ano, a Black Friday acontece no dia 29 de novembro e já promete ser uma data cheia de descontos para conquistar os clientes que ainda estão em dúvida sobre as compras do final do ano.

A ocasião promete aquecer o comércio e é considerada a largada para as compras do último período de 2019.

Se você conferiu nosso post anterior com dicas para economizar de verdade na Black Friday já sabe o quão importante é verificar a loja e se certificar de que a compra vai ser segura, mas só isso não é suficiente.

Essa é uma data para ter cuidado redobrado com o bolso, descontos de 80% podem ser muito tentadores, mas podem motivar compras por impulso e a aquisição de produtos desnecessários.

A falta de planejamento para a Black Friday pode nos levar ao endividamento (ainda mais considerando as outras despesas de fim de ano).

Porém, acredito que ninguém queira começar 2020 com dívidas, não é mesmo?

Então, decidimos falar sobre a melhor maneira de pagar suas compras na Black Friday, para que você já vá pensando desde agora no que vai comprar e como vai pagar com segurança, evitando, assim, passar por apuros depois.

Cartão de crédito: a melhor maneira de pagar suas compras na Black Friday

Segundo Tom Canabarro, co-fundador da Konduto (empresa que fornece sistemas antifraude) e especialista em segurança, a opção mais segura para evitar que seu dinheiro caia nas mãos erradas nesta Black Friday é pagar com o cartão de crédito.

Para ele, “apesar do Brasil ser um dos países com maior índice de clonagem de cartão e fraudes, o cliente sempre estará protegido, pois se uma compra online for feita sem consentimento do titular do cartão, ele pode sim exigir estorno da compra junto ao banco ou à operadora do cartão”.


Cartão de crédito sem anuidade: saiba quais são os melhores disponíveis atualmente!


Pagamento por Boleto Bancário pode ser arriscado

É bastante comum ver a opção de pagamento por boleto nas lojas online.

E essa opção muitas vezes vêm acompanhada de um desconto extra por ser à vista. Contudo, o barato pode sair bem caro.

Neste caso, não há a mesma segurança presente em compras realizadas com o cartão de crédito.

“Uma vez que o pagamento é feito, as instituições financeiras se eximem de qualquer risco, e nesse momento o cliente desatento pode ser vítima de um golpe”, esclarece Tom.

Sendo assim, desconfie de sites que só aceitam uma forma de pagamento (à vista).

O golpe mais comum nessa data é feito a partir de sites “fantasmas”, com descontos absurdos, mas que aceitam somente pagamento através de boleto bancário.

É importante estar sempre atento ao site e procurar referências (fazer uma pesquisa árdua mesmo), pois se a loja ficar offline e você já tiver pago o documento, não haverá forma de conseguir seu dinheiro de volta.


10 sites indispensáveis para economizar na Black Friday 2019


Cartão pré-pago pode ser uma boa saída

Outra dica é utilizar cartão pré-pago, com um valor já pré-estabelecido.

O cartão pré-pago é fácil de conseguir e está disponível nas bandeiras mais comuns do mercado.

A principal vantagem desse tipo de cartão é ajudar a limitar seus gastos, uma vez que você vai definir um valor e ter que ficar atrelado a ele.

Como se proteger de golpes?

Como já dito, pesquisar ainda é a forma mais segura.

Procure saber se a loja que você está comprando realmente existe, se tem uma central de atendimento para te ajudar caso aconteça algum imprevisto com a sua compra, se pessoas de sua confiança já compraram nessa loja e se ela também possui estabelecimento físico, o que pode deixá-la ainda mais confiável.

Além disso, verifique se os descontos da Black Friday são realmente bons descontos.

Não se esqueça de deixar seu antivírus ativo durante todo o processo de compra e evite fazer transações em computadores públicos.


Consumismo: saiba como evitar o excesso de compras por impulso e viver melhor!


Entre em contato com as empresas

Não hesite em reclamar caso ocorra algum problema durante a compra ou mesmo no processo de entrega, a empresa precisa saber o que está acontecendo e tomar responsabilidade.

Se possível, ainda, salve todos os e-mails referentes à compra e tire “print” das telas.

Organizar as finanças é fundamental

Organize suas finanças antes de aproveitar os descontos da Black Friday.

Não saia comprando tudo apenas pelos descontos, verifique se a compra cabe no seu orçamento e não vai pesar no futuro.

No Mobills, já deixe listadas suas despesas essenciais do mês, aquelas que não podem ser adiadas, como água, luz, telefone, entre outras.

Verifique a receita que vai sobrar e se as parcelas cabem dentro desse valor.

Caso tenha certeza que precisa mesmo comprar o produto e o seu planejamento financeiro permita, aí sim você pode concluir a transação.

P.s.: Gostou do artigo “Saiba qual a melhor maneira de pagar suas compras na Black Friday”?

P.s.2: A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.


LEIA TAMBÉM:

Aplicativo de desconto: conheça 15 que vão te ajudar a reduzir muitos dos seus gastos!


View this post on Instagram

A forma como você utiliza o seu dinheiro pode não dizer tudo sobre você, mas, com certeza, é a principal influência para as suas conquistas financeiras futuras. ⠀ Por isso, identificar os motivos que te impedem de ter dinheiro é fundamental. ⠀ Dentre eles estão: ⠀⠀ 1. Não definir objetivos. ⠀⠀ Um objetivo nada mais é do que aquilo que se pretende alcançar quando se realiza algo. Logo, cabe a você concentrar sua energia e esforço diário para algo que você quer e que vale à pena, ou seja, seus sonhos. ⠀ 2. Ficar só na teoria. ⠀ Buscar novos meios de conhecimento é excelente! No entanto, conhecimento acumulado e não praticado de nada serve. ⠀ Cuidado com a obesidade mental. ⠀ 3. Ignorar gastos desnecessários. ⠀ Ignorar gastos desnecessários é um hábito bastante comum e sem dúvidas muito prejudicial. ⠀ Está fora do seu orçamento? Não é importante? Não compre. ⠀ 4. Fazer parcelamentos. ⠀ Milhões de pessoas atualmente estão endividadas no país. Dentre elas, milhares chegaram nesse ponto devido a dívidas de cartões de crédito, por exemplo. ⠀ E o pior, grande parte dos parcelamentos se referem a coisas desnecessárias e passam a consumir cada vez mais o orçamento familiar. ⠀⠀ 5. Não gerenciar suas finanças pessoais. ⠀⠀ Não ter controle dos seus gastos, incluindo os do seu cartão de crédito, é um descaso com a sua vida financeira e pode te prejudicar tanto no presente quanto no seu futuro. ⠀ Para isso existem aplicativos de controle financeiro. É o caso do @mobillsapp, o gerenciador financeiro mais bem avaliado do Brasil que vai te fazer entender onde seu dinheiro está sendo gasto e transformar a sua vida financeira para melhor. ⠀⠀ E aí, o que te impede de ter dinheiro? ⠀ 📲 Ative as notificações! 💙 Se gostou, não esqueça de deixar o like. 📌 Se não tem tempo para ler agora, salve este post para ler depois. ⠀ #mobillsedu #aprendizmb #trabalho #dinheiro #objetivos #economizar#metas #cartoesdecredito #dividas #financaspessoais #controlefinanceiro #planejamentofinanceiro

A post shared by Mobills Educação Financeira (@mobillsedu) on