Investimentos

Onde investir 100 mil reais e alcançar bons resultados

Ana Cláudia Inez
Escrito por Ana Cláudia Inez

Economizou bastante e conseguiu acumular este grande volume de dinheiro? Veja as melhores opções para investi-lo.

Onde investir 100 mil reais e alcançar bons resultados

Banner convidando para o site do Mobills

Se você conseguiu realizar um excelente controle financeiro durante um tempo e agora tem 100 mil reais disponíveis para investir, é provável que esteja à procura de opções para aplicar seu dinheiro.

Ainda não está pensando sobre isso? É melhor mudar de ideia logo. Cada dia que passa, é um dia a menos que seu dinheiro poderia estar se valorizando em bons investimentos.

Sabe aquela máxima sobre “guardar dinheiro debaixo do colchão”? É basicamente isso que você está fazendo enquanto não investe seu capital.

É claro que uma decisão como essa não deve ser feita às pressas. Você precisa pesquisar e estudar as possibilidades que o mercado te oferece, antes de escolher quais investimentos são mais interessantes para você.

Você já aprendeu a investir 10 mil reais. Lembra? Agora, que tal conferir quais aplicações são interessantes para investir 100 mil reais? Vou te mostrar quais opções podem entrar em uma carteira de investimentos e te ajudar a fazer seu dinheiro trabalhar por você.

Onde investir 100 mil reais?

Esta é a pergunta que norteia todo este artigo. Você verá logo mais que suas escolhas vão depender diretamente dos seus objetivos. Afinal, você deve escolher aplicações que se encaixam no seu bolso e nos seus sonhos.

Digo isso porque o mercado financeiro oferece uma gama diversa de possibilidades. Quer ver só? Se você é uma pessoa de perfil mais conservador, ou seja, coloca a segurança do seu dinheiro como prioridade, existem boas opções para o que busca. E se você é mais arrojado e aceita correr riscos em troca de maiores retornos, também há alternativas interessantes.

É possível encarar o mercado a partir de dois grandes grupos: a renda fixa e a renda variável. Enquanto uma oferece mais estabilidade, a outra proporciona rentabilidades maiores. Como já disse, nessas horas não tem certo ou errado, existe aquilo que é mais adequado ao seu perfil.

Vamos entender um pouco melhor sobre cada uma dessas categorias?

Renda fixa

São considerados de renda fixa os investimentos que funcionam basicamente assim: você compra um título, com uma rentabilidade que pode ser prefixada, pós-fixada ou híbrida, e resgata o valor após o prazo combinado acrescido dos juros.

Esses títulos podem ser emitidos pelo governo, por um banco ou por uma financeira, por exemplo. É claro que esta não é uma regra restrita. Mas de forma geral, as aplicações em renda fixa funcionam assim. É o caso de:

Algumas modalidades já são bastante conhecidas pelos investidores brasileiros, outras estão começando a conquistar mais adeptos por aqui.

Seja como for, elas podem ser boas opções de investimento, especialmente para quem quer ter retornos melhores que a poupança.

Renda variável

Falando assim, você pode achar que não conhece essa categoria. Mas na verdade provavelmente já ouviu falar bastante dela. Isso porque é neste tipo que se encontra o investimento em ações, isto é, a Bolsa de Valores.

O próprio nome já explica muita coisa: por ser mais influenciada pela movimentação do mercado, os investimentos em renda variável podem oscilar bastante. E, se por um lado isso implica riscos maiores, por outro também pode oferecer oportunidades excepcionais.

Como eu disse, é aqui que se encontra as negociações de ações. Mas a renda variável não se resume a isso. Ela também engloba investimentos de contratos futuros de dólar, café, índices, entre outros.

Eu entendo que, para quem está começando, esse assunto pode parecer um pouco complexo. Mas prometo que, estudando um pouco mais, você verá que é bem mais simples  do que aparenta.

Agora vou te mostrar algumas possibilidades para investir 100 mil reais a partir destas duas categorias, considerando algo muito importante: seu perfil de investidor.

Perfil conservador

Se a primeira coisa que você pensa quando fala em investimento é segurança, é bem provável que tenha um perfil conservador. E não há nada de errado nisso.

Sua carteira de investimentos deve refletir sua personalidade e, portanto, aplicações com retorno previsível serão mais interessantes para você. A renda fixa, nesse caso, é a melhor opção.

Para diversificar seu capital (afinal, não se deve investir 100 mil reais em um lugar só), a orientação é buscar títulos diferentes com prazos variados. Portanto, vale a pena pesquisar sobre as melhores oportunidades de CDB, Tesouro Direto e Letras de Crédito do Agronegócio.

Uma dica que pode aumentar as chances de bons resultados é ficar de olho nos títulos prefixados e nos vinculados à inflação.

VOCÊ SÓ PRECISA DE UM POUCO DE ATITUDE PARA COMEÇAR A INVESTIR

Perfil moderado

Quem está disposto a correr alguns riscos para obter lucros maiores no médio prazo, tem um perfil conhecido como moderado. Se você se enquadra nessa categoria, sua carteira pode ser ainda mais diversificada, já que pode combinar títulos de renda fixa com investimentos em ações – desde que elas demonstrem baixo risco de perda.

Uma indicação é que 70% do capital total seja aplicado em títulos de renda fixa e os 30% restantes em ações de empresas de diferentes setores. Uma dica de analistas experientes para investir em ações com boas possibilidades de valorização este ano é focar em empresas dos setores bancário e de varejo, por exemplo.

Um aviso importante: antes de tomar qualquer decisão de investimento analise o mercado a fundo, especialmente nos investimentos em renda variável onde o mercado pode mudar de cenário em pouco tempo.

Perfil arrojado

Um investidor com perfil mais arrojado é aquele que não liga de se arriscar em troca de mais rentabilidade. Se você se sente confortável ao lidar com as oscilações e os riscos do mercado, esse provavelmente é o seu lugar.

As possibilidades para compor sua carteira de investimento são variadas: títulos de renda fixa, ações, contratos futuros e entre outros. Independente do que escolher, vale a pena considerar a regra: 40% em renda fixa e 60% em renda variável.

Aqui vale a máxima que já falei: os 60% dos 100 mil reais, isto é, 60 mil reais não devem ser aplicados em ações de uma única empresa. Diversifique seus investimentos e, de preferência, escolha papéis de boas empresas em setores diversos. Dessa forma, você intensifica a segurança e também aumenta as chances de ter bons retornos.

Como investir 100 mil reais de maneira inteligente?

Já dei um spoiler ali em cima sobre isso. A forma mais inteligente de investir 100 mil reais é não aplicar tudo em um mesmo lugar. Por mais que a promessa de rentabilidade seja excelente, não cometa o erro de focar em apenas um investimento.

Um investidor inteligente sabe que, para proteger seu dinheiro, é muito importante diversificar. Essa atitude faz parte de algo bastante conhecido no mercado: o manejo de risco. Quando feito da forma correta, esse manejo poderá possibilitar excelentes retornos.

Como funciona essa proteção na prática? Bem, digamos que você investiu 100 mil reais em apenas um título e, sem que ninguém pudesse prever, a rentabilidade do investimento começou a cair. Nesse caso, todo o seu dinheiro seria afetado negativamente.

Por outro lado, se você tivesse aplicado os mesmos 100 mil em 10 títulos diferentes, tanto na renda fixa quanto na variável, teria investido 10 mil em cada um. Assim sendo, se uma aplicação acabasse perdendo lucratividade, apenas 10% do seu dinheiro seria impactado. Muito melhor não é?

Você pode me dizer agora que, na verdade, prefere não perder nada. Mas preciso te contar que o universo dos investimentos não funciona bem assim. Infelizmente, não é possível prever o que vai ocorrer no futuro próximo, portanto os investimentos são baseados em cálculos de probabilidade.

Assim sendo, o cenário pode mudar de repente e seguir por um caminho diferente do que os investidores esperavam. Mas não precisa ficar alarmado. Além do manejo de risco, existem outras formas de proteger seu dinheiro e evitar perdas excessivas.

Nesse sentido, outra atitude importante para quem investe é limitar perdas. Peraí, perder? É isso mesmo. Quando se investe em renda variável é preciso compreender que as perdas são reais. A boa notícia é que existe uma ferramenta muito interessante para limitar prejuízos.

O PASSO A PASSO PARA CONSTRUIR SEU PLANO DE INVESTIMENTOS 

Estou falando do stop loss, uma ordem que você programa na hora de comprar ou vender uma ação. Em caso de o cenário mudar de repente, o stop loss vai agir e finalizar a operação antes que você tenha prejuízos exorbitantes. Quer um exemplo prático?

Digamos que você tenha realizado a compra de ações com valor de R$15 cada, com a expectativa de que elas se valorizassem. Na hora de preencher os dados de compra, você definiu o stop loss em R$14,85, correspondendo a 1% de limite de perda.

Ainda bem que fez isso, porque o mercado não evoluiu do jeito que você esperava e as ações começaram a cair. Em pouco tempo, as ações passaram a valer R$14,55, ou seja, caíram 3%. No entanto, enquanto a queda acontecia, o stop loss foi acionado automaticamente e as ações foram vendidas pelo preço que você estipulou.

Assim sendo, em vez de ter prejuízo de 3% como os investidores desavisados, você perdeu apenas 1% exatamente como havia definido. Isso significa que se você tivesse investido 10 mil reais nesses ações, teria uma perda de 100 reais ao invés de perder 300 reais.

Creio que já deu para perceber a importância de utilizar esse mecanismo. Ele é uma ferramenta poderosa para que você tenha perdas calculadas. No mercado de renda variável, isso é muito importante.

O que falei aqui é apenas uma direção sobre as possibilidades para investir 100 mil. Antes de tomar qualquer decisão sobre o seu dinheiro, sugiro que você procure ajuda com especialistas no mercado.

Não tenha vergonha de pedir ajuda caso esteja se sentindo inseguro. É melhor ouvir quem entende do assunto agora do que se arrepender de ter tomado uma decisão equivocada lá na frente.

*****

LEIA TAMBÉM:

Será que vale a pena investir por conta própria?

Investimentos em LCI e LCA podem perder isenção de imposto

Onde investir seu dinheiro antes dos 30 anos

*****

Curtiu conhecer as opções de onde investir 100 mil reais? Compartilhe conosco!

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo Onde investir 100 mil reais e alcançar bons resultados? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários

Sobre o autor

Ana Cláudia Inez

Ana Cláudia Inez

Ana Cláudia Inez, 28 anos, integra a equipe de comunicação do Toro Radar. Formada em Relações Públicas e mestre em comunicação pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Encantada pelo universo digital e entusiasta da educação financeira. Adora cozinhar e curtir uma maratona de séries em dias chuvosos.