Aprenda como determinar e alcançar seus objetivos financeiros

Milhões de brasileiros têm problemas com as finanças, os quais se iniciam basicamente por dois motivos, a falta de controle dos gastos e a incapacidade de estabelecer metas/objetivos financeiros.

No texto de hoje, vamos focar neste segundo ponto.

Afinal, qualquer melhoria na situação financeira pessoal deve começar com metas e objetivos claramente definidos.

Porém, o autoconhecimento e a organização financeira não são processos simples, principalmente para aqueles que não estão habituados a praticá-los.

Se você pretende ter maior conhecimento sobre sua vida financeira, é fundamental que faça uma análise dos seus hábitos diários, para poder entender quais deles são negativos e quais são positivos.

Este é o primeiro passo para que você consiga determinar seus objetivos financeiros.

Se você não tiver objetivos bem definidos para as suas finanças, fica muito mais complicado conseguir economizar e ter maior tranquilidade financeira.

Ademais, determinar aquilo que você pretende alcançar é essencial para o controle e a boa execução do planejamento financeiro e, consequentemente, para atingir a situação financeira que você deseja.

Dê atenção aos seus objetivos financeiros

A maioria de nós concordaria que é importante estabelecer metas e fazer planos para alcançá-las. Nós fazemos isso o tempo todo.

Por exemplo: Objetivo -> perder 10 quilos. Plano -> exercitar-se mais e comer menos.

Mas os objetivos financeiros – que podem ser os objetivos maiores e mais variáveis ​​para a vida de todos – são muitas vezes colocados para trás.

Montar um negócio de sucesso, aposentar-se antecipadamente ou criar uma carteira multimilionária de investimentos pode parecer um pouco difícil neste momento, dependendo da sua situação financeira.

No entanto, não precisa ser assim.

Você pode estabelecer objetivos menos ousados inicialmente e aprimorá-los à medida que for alcançando aquilo que quer.

Com um pouco de ajuda, os objetivos podem ser definidos, os planos podem ser implementados e a felicidade alcançada!

Por isso, separamos algumas dicas que vão te ajudar a determinar seus objetivos financeiros. Confira!

Como determinar seus objetivos financeiros?

Defina suas prioridades

Definir suas prioridades é fundamental para que você possa determinar quais serão suas metas e objetivos financeiros.

Ambos devem estar alinhados aos seus desejos pessoais e ao momento financeiro que você está vivendo.

Seus objetivos financeiros poderiam ser pagar dívidas atrasadas, começar a poupar para a aposentadoria, adquirir um bem de alto valor (apartamento, carro etc.) ou investir em ações.

Já uma meta aceitável seria finalizar sua reserva de emergência em 2 anos, por exemplo.

Atenção!!! 

Suas prioridades de vida devem ser claras e bem definidas e é imprescindível que você estipule um prazo exequível para atingir cada meta. 


Aprenda a montar sua reserva de emergência e proteja-se de imprevistos financeiros


Estipule objetivos alcançáveis

É necessário destacar esse ponto: seus objetivos financeiros precisam ser atingíveis, de acordo com o seu padrão de vida.

Por exemplo, suponha que você deseja comprar uma casa, ganha 3 mil reais mensais e gasta 1500.

Nessa situação, você não pode estipular como meta guardar 2 mil reais por mês para em 2 anos dá entrada no imóvel, porque você nunca conseguirá atingir esse objetivo, e poderá, inclusive, se frustrar.

Opte por começar juntando R$700, que já é um valor bem mais tranquilo e vá, aos poucos, tentando adaptar suas despesas e gerando renda extra para conseguir juntar mais dinheiro.


Como ganhar dinheiro extra? Veja 27 maneiras comprovadas!


Ao invés de objetivos financeiros, foque em metas

Se quiser ser bem-sucedido e alcançar seus sonhos, você deverá elaborar um planejamento financeiro e quebrar seus objetivos em metas financeiras.

As metas são mais mensuráveis que os objetivos e, por isso, facilitam tanto as fases de planejamento como implementação e medição do progresso de sua situação financeira.

Conheça cada uma das 5 características essenciais de boas metas.

Características essenciais de boas metas financeiras

Específicas

As metas precisam ser detalhadas e específicas.

Objetivos gerais, vagamente definidos, não levam a lugar algum.

Por exemplo, “Vou economizar 10% da minha renda no próximo mês” é uma meta bem definida e funciona muito mais do que “Vou gastar menos do que eu ganho”, um mero objetivo.

Ser específico faz as coisas caminharem!


Como economizar dinheiro a partir de hoje: 13 dicas fundamentais (Com Infográfico!)


Mensuráveis

As metas precisam ser mensuradas.

Novamente, as generalidades não funcionam.

Se você está trabalhando para a liberdade financeira, “Vou acumular um patrimônio líquido de Meio Milhão de Reais até 2033” é uma meta muito melhor do que “Vou continuar trabalhando para a liberdade financeira”, um objetivo bastante vago.

É necessário algo quantitativo, um modelo para fazer comparações e checar o progresso.

Alcançáveis

Você não pode ter tudo de uma vez.

É preciso perceber o que é atingível na vida e trabalhar para isso.

Assim como citei que os objetivos financeiros devem ser alcançáveis, as metas devem seguir o mesmo princípio.

Não defina metas absurdas como “Vou ganhar meu primeiro bilhão até os 32 anos”. Trabalhe para algo específico, desafiador, mas que seja possível alcançar.

Depois de realizar metas e conquistar um objetivo, defina outro, novas metas e mantenha-se cumprindo o que for planejado.


33 coisas fáceis de fazer para vender e ganhar dinheiro


Relevantes

Essa característica essencial de uma meta financeira está muito relacionada ao tópico onde falei da definição de prioridades.

Dificilmente você vai conseguir alcançar tudo que deseja na vida.

É normal que o ser humano nunca esteja satisfeito e que sempre queira mais, mas (na maioria das vezes) você não pode ter todas as coisas que deseja.

Então, no início, dê preferência a metas e, consequentemente, a objetivos que sejam relevantes para sua vida.

À medida que for conquistando tudo aquilo que considera relevante e indispensável, aí sim você deverá focar nos seus outros objetivos.


Como crescer na vida e alcançar o sucesso que você sempre sonhou


Temporais

Dê a qualquer meta uma data de vencimento.

Sem isso, nada será feito!

Ao definir que vai “Economizar 2.000 reais no próximo verão para realizar um mochilão para a Ásia” é muito mais provável que essa viagem se concretize do que dizendo que vai “Economizar para umas férias de mochilão no futuro”.

Sendo assim, estipule um prazo e lembre-se dessa data.

Esse é o dia que você começará a comemorar seu sucesso!


36 sites e aplicativos primordiais para quem quer viajar barato


Definindo seus objetivos e metas financeiras

A primeira parte na definição de metas financeiras envolve descobrir o que mais importa para você.

Como já fiz questão de frisar algumas vezes no tópico anterior, ter tudo o que você quer normalmente não é possível.

Por esse motivo, é tão necessário ter objetivos financeiros.

Eles nos “obrigam” a priorizar e concentrar-se no que é fundamental para nossas vidas.

Perguntas que podem te ajudar a formular seus objetivos e metas

  • Qual é a sua renda familiar total e quanto você quer economizar por mês?
  • Os seus hábitos de consumo lhe trazem satisfação? Ou você acha que eles são um desperdício?
  • Quanto dinheiro você precisa poupar antes de se sentir confortável deixando seu emprego?
  • Se você pudesse se aposentar hoje, o que faria com o resto de sua vida?
  • Se você tivesse 6 meses para viver, o que você faria com seu tempo e dinheiro?
  • Se você tivesse que escolher entre ter um carro novo ou ser capaz de se aposentar um ano antes, qual você escolheria?
  • Qual a renda mensal que você pretende ter quando se aposentar?

A definição de objetivos financeiros é muito pessoal, pois cada pessoa tem uma realidade de vida e hábitos diferentes, mas estas perguntas podem te dar um norte para que você comece a pensar no que pretende para o futuro.


Consumismo: saiba como evitar o excesso de compras por impulso


Ordenando suas metas financeiras

Agora que você está pensando em possíveis objetivos financeiros e na importância de cada um, é hora de se concentrar em definir prazos para as metas que vão te ajudar a conquistá-los.

Construa um sistema baseado no tempo e importância.

Em termos de tempo, eu gosto de definir três grupos.

Grupos de metas financeiras

  • Metas de Curto Prazo – Estas devem ser metas que precisam acontecer dentro de 1 ano. Muitas vezes, estes serão os objetivos mais urgentes como se livrar de alguma dívida em 6 meses, poupar 10% do seu salário ou começar a investir em 1 mês.
  • Metas de Médio Prazo – Mantenha essas metas dentro de uma janela de até 5 anos. Exemplos: comprar uma casa em 4 anos, acabar totalmente com as dívidas em 2 anos ou conseguir poupar 50% de sua renda daqui a 5 anos.
  • Metas de Longo Prazo – Isso inclui todas as metas que levam mais de 5 anos. Construir um fundo de educação para seus filhos em 12 anos ou alcançar a liberdade financeira em 15 anos.

Detalhe importantíssimo: Todas essas metas devem estar interligadas entre si e também com seus objetivos financeiros.

As metas de curto prazo são a base para as metas de longo prazo. Você não pode se livrar das dívidas sem pagar primeiro a dívida do cartão de crédito.

Do mesmo modo, você não pode atingir a liberdade financeira, sem poupar uma parte de sua renda e começar a investir para fazer seu dinheiro render mais e trabalhar por você.

Vale ressaltar também que alguns objetivos financeiros serão eventos de uma única vez, enquanto outros podem ocorrer todos os anos.

Lembre-se disso quando for definir os seus.


Como investir dinheiro: o passo a passo definitivo!


Priorizando suas metas financeiras

Após analisar sua vida e escrever todas as possíveis metas e objetivos financeiros, chegou o momento de classificar cada meta por horizonte de tempo, é hora de priorizar.

Se você está trabalhando com uma renda modesta, pode não haver dinheiro suficiente para dar continuidade a alguns planos agora.

Dentro de cada período de tempo, classifique as metas por importância.

Às vezes você terá que lidar com algo que é urgente, como milhares de reais em dívida de cartão de crédito, para que você possa passar para o próximo passo.

Como formar sua reserva de emergência e só depois começar a juntar dinheiro para a aposentadoria.

Definir suas prioridades é fundamental para determinar quais serão suas metas e objetivos. Ambos devem estar alinhados aos seus desejos pessoais e ao momento financeiro que você está vivendo.

Para te ajudar a ir na direção certa, criamos uma lista de possíveis metas financeiras. Sinta-se livre para modificar esta lista adequando-a à sua realidade.

Exemplos de metas de curto prazo (12 meses ou menos)

Definir metas financeiras de curto prazo lhe dará o impulso de confiança e o conhecimento fundamental para atingir metas maiores que levarão mais tempo.

Esses primeiros passos são relativamente fáceis de alcançar.

Enquanto você não pode adicionar R$ 2 milhões na sua conta, pode se sentar e criar um orçamento em algumas horas, descobrir realmente como anda sua situação financeira e definir que vai poupar 10% todos os meses para acabar com as dívidas e começar a formar seu fundo de emergência em 6 meses, por exemplo.


Orçamento pessoal: saiba como elaborar o seu corretamente em 5 passos


Crie um fundo de emergência

Um fundo de emergência é o dinheiro que você deve reservar especificamente para pagar despesas inesperadas.

Para começar, R$ 500 a R$ 1.000 é um bom objetivo.

Depois de atingir esse objetivo, você pode expandi-lo para que seu fundo de emergência possa abranger dificuldades financeiras maiores, como o desemprego ou um problema de saúde.

É recomendável economizar inicialmente pelo menos três meses de despesas para cobrir suas obrigações financeiras e necessidades básicas, mas o ideal para uma reserva mais consistente é no mínimo seis meses, dependendo de quão estável seja sua capacidade de gerar renda.

Aqui estão mais alguns exemplos de objetivos financeiros de curto prazo que começarão a ajudar de imediato.

  • Configurar pagamentos mínimos automáticos em todas as formas de dívida (na próxima semana);
  • Reduzir as despesas mensais entre R$ 100 e 400 reais (começando com o salário do próximo mês);
  • Economizar R$ 2.000 em um fundo de emergência (dentro de 6 meses);
  • Negociar um aumento de salário no trabalho (antes do próximo aniversário);
  • Vender itens domésticos não utilizados para eliminar completamente a sua dívida de cartão de crédito (dentro de 12 meses).

Exemplos de metas de médio prazo (1-5 anos)

Pense nos seus sonhos

Os objetivos de médio prazo também podem incluir metas como comprar uma primeira casa.

Talvez você já tenha uma casa e queira fazer uma grande reforma – ou começar a economizar para adquirir um lugar maior.

Uma vez que você estabeleceu um ou mais desses objetivos, comece a descobrir o quanto você precisa economizar mensalmente para alcançá-los.

Outros exemplos de objetivos de médio prazo:

  • Quando toda a sua dívida for eliminada, faça um planejamento imobiliário;
  • Economizar 20% da renda mensal total do lar para a aposentadoria;
  • Depois de alcançar uma taxa de poupança de 20%, economize R$ 500 adicionais por mês para o fundo de educação do seu filho.

15 Aplicativos para ganhar dinheiro e lucrar no seu tempo livre


Exemplos de metas de longo prazo (5 anos ou mais):

  • Juntar R$ 50.000 em um fundo para ajudar nos custos com educação de filhos e netos no prazo máximo de 10 anos;
  • Economizar R$ 300.000 para aposentadoria até 2039;
  • Atingir a liberdade financeira em 15 anos.

Enfim, estas são apenas algumas ideias rápidas para você começar. Suas próprias metas podem ser semelhantes, ou muito diferentes.

O que importa é trabalhar para os objetivos que lhe trarão a satisfação.

Ao trabalhar em direção a cada objetivo, certifique-se de documentar o processo.

Assim, você terá metas específicas e mensuráveis ​​para serem concluídas dentro de um determinado período de tempo.

Objetivos financeiros fundamentais aos 20 anos

Independentemente da sua idade, caso se organize a partir deste momento, você ainda conseguirá colher bons resultados nas suas finanças nos próximos anos.

No entanto, a grande maioria dos brasileiros perde um tempo valioso que poderia fazer toda a diferença no seu futuro.

Pensando nisso, listamos alguns objetivos financeiros que devem ser prioritários aos 20 e 30 anos para que você atinja a tranquilidade financeira muito mais cedo.

Caso você já tenha passado dessa idade, ainda sim poderá indicar estas atitudes para filhos, familiares ou amigos visando ajudá-los na caminhada rumo à liberdade financeira.

Economize dinheiro todos os meses

Nesta idade, muitos brasileiros ainda vivem com os pais, mas poucos se preocupam em começar a juntar dinheiro e já trabalhar sua independência financeira.

Se esta é sua situação, não perca mais tempo, comece a economizar hoje mesmo.

Quanto mais cedo começar, mais rápido você atingirá uma situação financeira confortável.

Caso você já tenha saído de casa, mas ainda não se preocupou em juntar dinheiro, inicie a montagem do seu fundo de emergência.

No mínimo, você vai querer algum dinheiro em seu fundo para cobrir reparos de carros, faturas de médicos inesperadas ou outros imprevistos financeiros.

Estabelecer uma reserva agora pode ajudá-lo a evitar a acumulação de dívida de cartão de crédito, cheque especial ou outros tipos de empréstimos em um momento de emergência.

Portanto, poupe pelo menos 10% da sua renda mensal para construir seu fundo de emergência.

Se para você é muito difícil internalizar o hábito de poupar dinheiro, algo que pode te ajudar é o desafio abaixo.


Desafio das 52 semanas para poupar dinheiro: veja como fazer e junte até R$ 13.780,00


Crie um histórico de crédito favorável

Evite se encher de dívidas e prejudicar seu histórico de crédito.

Seu histórico financeiro ajudará a determinar a sua pontuação de crédito, o que, por sua vez, determinará o seu valor de crédito quando se candidatar para empréstimos, financiamentos, etc.

Quanto maior a sua pontuação de crédito, melhor será a sua chance de ser aceito e até obter menores taxas de juro em seus empréstimos ou cartões de crédito.

Dicas extras

Ainda não acabou, vamos dar mais duas dicas que vão te ajudar a se colocar no caminho certo para alcançar seus objetivos financeiros.

Controle o orçamento

Controlar o orçamento serve para facilitar ainda mais a determinação dos seus objetivos e metas financeiras.

Nessa etapa, você deve se preocupar sobre como gasta seu dinheiro, uma vez que a administração de suas receitas e despesas é essencial para que você consiga realizar seus sonhos.

Anote, diariamente, todos os seus gastos. Seja aquele cafezinho antes de chegar ao local de trabalho ou uma ida ao cinema.

Se possível, utilize um aplicativo de controle financeiro (como o Mobills) no celular, pois isso irá te ajudar bastante na hora de cadastrar as despesas ou receitas.

É importante que você entenda: uma pessoa que não faz o controle financeiro raramente consegue alcançar seus objetivos, pois seus recursos podem não ser suficientes para realizar as metas estabelecidas.

Analise seus gastos, poupe e invista

Mude seu perfil econômico. Elimine os gastos supérfluos e excessivos.

Ao longo do tempo, você verá o quanto gastava com coisas desnecessárias.

Descobrirá, ainda, que é capaz de poupar e conseguirá guardar o dinheiro que precisa para alcançar a sua meta anteriormente estabelecida.

Assim, terá mais energia para continuar.

Se informe sobre as melhores maneiras de economizar e de investir seu dinheiro. Com um bom planejamento, você verá suas metas e objetivos financeiros serem alcançados!


Entenda o que é e aprenda como investir no Tesouro Direto em 5 passos


Resumo

Como uma revisão rápida, aqui estão os passos que eu recomendo que você tome:

  • Pense suas metas financeiras (com o seu cônjuge, se você tiver um);
  • Anote suas metas financeiras;
  • Classifique objetivos de acordo com o tempo: curto, médio e longo prazo;
  • Priorize os objetivos mais importantes em cada período de tempo;
  • Trabalhe para alcançar o(s) objetivo(s) mais importante(s).

Conclusão

Independentemente do estágio da vida em que você esteja, é provável que você tenha alguns objetivos financeiros pessoais de curto, médio e longo prazos.

Definir metas tangíveis e realistas, trabalhar para alcançá-las e acompanhar o seu progresso é a chave para o sucesso na consecução de todos os seus objetivos financeiros.

Se você é casado, é absolutamente essencial que você e seu cônjuge compartilhem os mesmos objetivos. Caso contrário, alcançar seus objetivos financeiros será quase impossível.

Desenvolva os seus planos financeiros juntos e reveja o seu progresso em conjunto para garantir que ambos contribuam para os mesmos objetivos.

Acho que é isso. Com esse guia, acredito que você conseguirá realizar seus objetivos financeiros.

Gostou do post? Tem outras dicas? Deixa aqui nos comentários que a gente vai ler com muita atenção!


LEIA TAMBÉM:

8 estratégias efetivas para organizar as finanças pessoais