Economizar

O que fazer para gastar menos com combustível

O que fazer para gastar menos com combustível

O que fazer para gastar menos com combustível

Com o aumento de 6% no preço da gasolina e de 4%  no do diesel (autorizado pela Petrobras na noite de terça-feira, 29/09), exige-se, mais ainda, dos motoristas brasileiros, uma postura voltada para a economia de combustível.  Se economizar era a palavra de ordem desde o começo de ano, visto que o preço do combustível já estava muito elevado, a situação se tornou um pouco mais agravante. Essa nova alta de preços pode prejudicar bastante as finanças pessoais, principalmente quando o consumo ocorre de maneira exagerada.

Entretanto, existem algumas técnicas e costumes que ajudam a poupar litros de gasolina. Vale ressaltar que o consumo de combustível do carro está ligado diretamente à manutenção preventiva e à forma como o motorista dirige.

De acordo com o consultor técnico Waltônio Cysneiros, o comportamento do condutor é o primeiro passo para poupar. “O motorista não pode conduzir o seu veículo de maneira brusca. A vida hoje em dia está muito agitada e corrida, mas é preciso pensar que, mesmo diminuindo o tempo de deslocamento, ele está aumentando o consumo de combustível. Essa relação não vale a pena”, afirma.

Para Cysneiros, fazer as revisões no carro também é indispensável para a economia. “O veículo deve estar dentro dos padrões definidos pelo fabricante para ser possível economizar. Por isso, as revisões periódicas são necessárias, principalmente nos sistemas de injeção, ignição e elétrico do carro”, complementa.

Veja agora algumas dicas relacionadas tanto ao comportamento do motorista quanto à manutenção do carro que podem ajudar a reduzir o consumo de combustível:

O que fazer para gastar menos com combustível

Troca de marcha no momento certo

A troca de marcha faz muita diferença no consumo. Apesar de poucos olharem, todos os veículos trazem no manual do proprietário a velocidade certa para a mudança, que deve levar em conta o torque do carro. Um carro a 40 km/h não pode estar em 5ª marcha, por exemplo. Assim como você não deve chegar a 100 km/h em segunda. Nos dois casos estará gastando mais do que o necessário. E não é preciso aquela “esticada” nas marchas para mudar. A troca deve ser suave.

Para economizar mais gasolina, o ideal é fazer trocas de marchas de acordo com as rotações do veículo. Ou seja, com rotações altas, use marchas altas, e com rotações baixas, use marchas baixas, pois desse modo, você não faz com que o rendimento do carro seja prejudicado, e também economiza gasolina.

Evite acelerar sem necessidade

O ideal, especialmente em ambientes urbanos, é conduzir o carro acelerando gradativamente, o que garante boa resposta do motor e menor consumo de gasolina.

Evite aceleradas bruscas e desnecessárias. Cada vez que se pisa no acelerador o motor precisa trabalhar com mais força. Para isto, também exige maior consumo de combustível.

Nos carros novos não há mais a necessidade de aquecer o motor antes de sair. Ele vai se ajustando conforme vai aquecendo. Logo, você não precisa ficar cinco minutos acelerando parado antes de sair da garagem.

Parado no semáforo, a aceleração não só é desnecessária como também contribui para esvaziar o tanque mais depressa.

Outra prática que ajuda na economia é sempre ir observando o trânsito à frente e, ao notar que o tráfego vai parar, desacelere o veículo aos poucos antes de frear. Com o carro engrenado, mas sem acelerar, a injeção eletrônica envia menos combustível ao motor.

Não ande no ponto morto (banguela)

Mesmo nas descidas, o carro deve ficar sempre engrenado. Primeiro por questão de segurança, porque o carro aproveita o freio-motor. Segundo porque deixar o carro engatado na descida gasta menos combustível do que se ele estiver em ponto morto, a popular “banguela”. A injeção eletrônica identifica que não é preciso aceleração e corta o combustível.

Evite pesos desnecessários

Evite cargas desnecessárias! Não carregue livros, malas, roupas, calçados, entre outros. Faça uma revisão nos objetos inúteis deixados no porta-malas e livre-se do peso morto, para não jogar combustível e dinheiro fora.
O peso extra, além de forçar peças importantes, faz o motor trabalhar em excesso a cada acelerada, pois terá que fazer mais força para colocar o veículo em movimento.

Também é importante saber qual o peso máximo que seu veículo pode carregar, informação que também está no manual do proprietário. Um estudo do Escritório de Eficiência Energética e Energias Renováveis dos Estados Unidos mostrou que 40 quilos de excesso de peso aumentam o consumo em até 2%.

Diminua o uso do ar-condicionado

Você não vai passar calor, obviamente, mas em dias de temperaturas amenas é possível desligar o ar. O ar-condicionado ligado aumenta, em média, 20% o consumo do veículo.

Procure ligar o ar-condicionado apenas durante trajetos médios e longos, pois ele precisa de um tempo para realmente se tornar efetivo, e em trajetos muito curtos, ele não consegue se fazer útil, o que consome gasolina de modo desnecessário.

Se o dia na cidade não estiver tão quente e o trajeto não vai afetar sua segurança, desligue o ar, abra a janela e economize. Na estrada a situação é diferente, pois os vidros fechados contribuem para diminuir a resistência do ar.

Verifique a calibragem dos pneus

Circular com os pneus em boas condições é essencial para economizar combustível, pois pneus murchos influenciam diretamente no rendimento do veículo, porque geram mais atrito com a via. Se a pressão do pneumático estiver 30% abaixo da recomendada pelo fabricante do veículo, o consumo pode aumentar em até 2,5%. Além do desgaste irregular dos pneus.

A calibragem correta dos pneus evita o desperdício de combustível. Ela deve ser feita, em média, a cada 15 dias e precisa seguir as instruções da montadora. A indicação correta de calibragem está no manual do proprietário ou em um adesivo na porta do carro.   

Utilize combustível de qualidade

Quase todas as montadoras especificam qual o uso de combustível ideal para seu carro, se premium ou não. O uso do combustível correto vai fazer o carro ter o melhor rendimento possível com menos combustível. Por isso, abasteça sempre em postos com o selo da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) e dê preferência a grandes redes.

Como se sabe, gasolina adulterada tem baixa octanagem, o que por sua vez gera queimas rápidas, resultando em consumo além do previsto no desempenho oficial, conforme manual de proprietários.

Não deixe de fazer manutenções periodicamente

Qual foi a última vez que você trocou o filtro de ar do seu carro? Manter a manutenção em dia evita que o motor consuma mais combustível que o necessário, além de aumentar a vida útil do equipamento. É importante checar periodicamente e, se necessário, trocar os filtros de ar, de óleo, de combustível e fazer a substituição das velas. Componentes desgastados impedem que o motor opere com eficiência máxima.

Os filtros de ar e combustível precisam ser trocados nas datas previstas pelas montadoras, sem desculpas. Em caso de entupimento, eles interferem diretamente na mistura de ar e combustível na câmara de combustão, o que faz o veículo gastar mais, já que a mistura fica irregular.

As velas estão entre os itens de manutenção que mais influenciam no consumo dos carros. Elas precisam ser trocadas exatamente com a quilometragem recomendada pela montadora, que varia de modelo para modelo. E quando uma estragar, todo o jogo deve ser substituído por peças com as mesmas especificações. A função das velas é gerar energia na câmara de combustão para iniciar a queima da mistura ar/combustível. Se ela está ruim, essa queima fica irregular, o que reflete diretamente no aumento do combustível injetado.

A regulagem do motor também deverá ser feita constantemente, para que o veículo funcione corretamente, e para que não haja consumo excessivo de gasolina, por exemplo.

Portanto, leve o carro para fazer a regulagem e a revisão regularmente, pelo menos a cada seis meses, já que isso ajudará a economizar gasolina.

Deixe o carro na garagem

Isso mesmo, economizar gasolina também passa por deixar o carro na garagem de vez em quando. Se o seu trabalho, faculdade, curso, academia… for perto de onde você mora e não for tão perigoso ir a pé ou de bicicleta, prefira essas opções, pelo menos de vez em quando. Além de ser uma prática saudável, uma vez que você estará praticando exercícios, também é interessante para o seu bolso.

Quer melhorar sua situação financeira? Acesse www.mobills.com.br para conhecer todos os recursos do aplicativo ou se cadastre diretamente clicando aqui.

Quer compartilhar dicas financeiras e ver as dicas de outras pessoas? Utilize o Mobills Social.

Gostou do artigo O que fazer para gastar menos com combustível? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários

Deixe um comentário