O que é e como investir em debêntures
Por favor, avalie esse Post

O que é e como investir em debêntures

Banner convidando para o site do Mobills

Como você já deve ter ouvido falar por aqui, o universo dos investimentos é bastante dinâmico e variado. São termos, taxas e modalidades que às vezes nós ouvimos, mas não fazemos ideia do que são realmente.

Um desses termos que talvez você já tenha ouvido falar é: debêntures. Dizem que elas surgiram na época da revolução industrial, em um momento em que as novas indústrias precisavam de dinheiro para conseguir crescer.

Depois de tanto tempo, elas continuam sendo uma alternativa para as empresas que necessitam atrair investidores para financiar seus projetos de expansão.

Não faz ideia do que estou falando? Relaxa. Neste artigo, vou te explicar direitinho o que significa e como investir nessa modalidade.

O que são Debêntures?

De forma bem simples: debênture é um título emitido por empresas que não são do setor bancário ou financeiro. As empresas emitem esses títulos como forma de angariar investimentos e, assim, crescer.

Os investidores, por sua vez, emprestam dinheiro para estas companhias e, em troca, recebem a quantia investida somada a juros.

O esquema parece familiar? Tem razão. Isso é bem parecido com o que acontece com o CDB e o Tesouro Direto, só que com um emissor diferente.

Com relação ao tipo, a modalidade se divide em duas categorias:

– Conversíveis: com o fim do prazo de investimento, o título pode ser convertido em ações da empresa.

– Simples: independente do prazo, não podem ser convertidas em ações da empresa

Outra diferença que você deve estar atento é se as debêntures são comuns ou incentivadas. Ficou na dúvida? É fácil distinguir uma da outra: as incentivadas estão ligadas a projetos de infraestrutura, como estradas, torres de energia e redes de saneamento.

Por causa desse detalhe, os títulos incentivados são isentos de Imposto de Renda, enquanto os comuns sofrem tributação de acordo com o tempo de investimento. Nesse caso, quanto mais tempo mantiver a aplicação, menor será a alíquota a ser paga.

Isso quer dizer que os títulos incentivados são muito melhores que os comuns? Nem sempre. Por isso é muito importante fazer as contas antes de fechar o negócio com a empresa emissora. Mesmo pagando IR, uma debênture comum pode oferecer retornos mais interessantes. Fique de olho!

Na hora de fazer a declaração do Imposto de Renda também não tem mistério. Caso você possua um título incentivado, você não paga nada mas deve declará-lo mesmo assim. É o que acontece também com outras modalidades isentas, como LCI e LCA.

No caso dos comuns, os impostos já são retidos na fonte e então você não precisa se preocupar. Basta preencher a declaração com os dados enviados pela sua corretora de valores e enviar tudo certinho para a Receita Federal.

VOCÊ SÓ PRECISA DE UM POUCO DE ATITUDE PARA COMEÇAR A INVESTIR 

Prazos de investimento

Imagino que você já tenha ouvido falar disso várias vezes, mas vale a pena dizer mais uma vez: o melhor investimento para você será aquele que se adequa à sua realidade e às suas expectativas.

Assim sendo, considerar o prazo de investimento é um detalhe importante para que você possa fazer uma boa aplicação. As debêntures costumam ser de médio e longo prazo. Isto é, normalmente duram pelo menos dois anos, mas podem ter prazo de mais de dez anos.

Por isso mesmo, antes de bater o martelo, tenha bem claro na sua cabeça qual é seu objetivo em relação a esse investimento.

Já pensou em ter que Vender o título antes do prazo combinado? As chances de perder rentabilidade e acabar com um valor menor do que imaginava aumentam bastante nesse cenário.

Veja agora cada um dos tipos de rendimento que essa modalidade oferece:

  • Prefixado: nesse caso, o rendimento estará atrelado a uma taxa de juros combinada entre a empresa e o investidor e ele sabe exatamente a rentabilidade do seu título já no momento da emissão.
  • Pós-fixado: nesta categoria se encontram os títulos que são atrelados a um indexador da economia, que pode ser o CDI ou a Taxa Selic, por exemplo. Devido à possibilidade destas taxas oscilarem durante o prazo de investimento, não é possível saber com exatidão qual será o valor final pago ao investidor.
  • Híbrido: esta é uma mistura entre o pré e o pós-fixado. Desse modo, o título tem uma parte prefixada e outra vinculada a um indexador, que pode ser por exemplo o IPCA. Aqui também não há como saber exatamente o valor recebido pelo investidor antes do fim do prazo.

Quais são os riscos de investir em debêntures?

Quando o assunto é dinheiro, essa é uma boa pergunta. Se você tem receio de investir nessa modalidade, saiba que o maior risco que você corre é o de crédito. O que isso significa? Este risco se refere à chance de a empresa que emitiu o título não pagar o que foi combinado.

Diferente de outros títulos de renda fixa, as debêntures não são asseguradas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Por isso, na hora de escolher esse tipo de investimento, o cuidado deve ser redobrado.

Uma dica para não cair em armadilhas é levantar o perfil da empresa que está emitindo o título. Pesquise sobre sua reputação, seu histórico e sua atuação no mercado. Outra forma de facilitar a busca por empresas idôneas é verificar a classificação de risco de crédito, que muitas pessoas também chamam de rating.

Essa classificação é feita por agências como Moody’s e Standard & Poor’s, que avaliam as chances de a empresa conseguir saldar suas dívidas. Dessa forma, quanto maior a nota, melhor.

Ainda há outros riscos que você precisa levar em consideração. Veja só:

  • Risco financeiro: você pode receber menos do que foi combinado no momento do contrato, caso a empresa não tenha fluxo de caixa suficiente para honrar os compromissos.
  • Risco de juros: esse fator tem a ver com a taxa de juros básica da economia. Se ela subir demais, por exemplo, seu investimento pode acabar perdendo rentabilidade.
  • Risco de câmbio: se a atuação da empresa que emitiu a debênture estiver muito ligada ao câmbio, uma oscilação forte pode acabar te atrapalhando. Isso porque, se o dólar subir, por exemplo, a companhia pode encontrar mais dificuldades em te pagar o combinado.

10 PERGUNTAS SOBRE DINHEIRO QUE TODOS DEVERIAM FAZER A SI MESMOS

Vale a pena investir em debêntures?

Para resumir tudo que falei até aqui, que tal juntar os prós e os contras de investir nessa modalidade?

Dessa forma, fica mais fácil você concluir se aplicar dinheiro em debêntures vale a pena e se elas poderão entrar no seu plano de investimentos.

Pontos positivos

  • A rentabilidade dos títulos pode variar bastante, mas normalmente oferecem bons retornos aos investidores.
  • Os títulos incentivados são isentos de Imposto de Renda, o que pode fazer seu rendimento ser ainda mais interessante.
  • As empresas que emitem debêntures têm a chance de crescer e expandir seus negócios com ajuda dos investidores. 
  • Investir em títulos deste tipo pode ser uma boa opção para fazer uma boa diversificação de carteira. Essa atitude é essencial para proteger seu dinheiro e aumentar as chances de sucesso.
  • Esse pode ser o primeiro passo para que uma empresa realize abertura de seu capital na Bolsa de Valores, especialmente se ela passa a oferecer títulos que podem ser convertidos em ações.

Pontos negativos

  • As debêntures costumam ter prazos mais longos. Assim sendo, quem precisar do dinheiro antes do prazo, deve vender seu título a outro investidor e, portanto, há chance de ter algum prejuízo.
  • Essa modalidade não possui garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Os investidores, então, precisam encontrar empresas sólidas para diminuir o risco de ficar na mão.
  • Outra desvantagem é que esses títulos não podem ser usados como margem de garantia na Bolsa de Valores. Alguns títulos de renda fixa podem ser usados para potencializar os resultados dos investimentos na Bolsa. Mas, infelizmente, as debêntures não oferecem essa facilidade.

Agora você conhece mais um tipo de investimento e já pode explicar para alguém próximo o que é debênture. Se ficou interessado em investir nessa modalidade, siga as dicas que dei aqui, pesquise um pouco mais e encontre um título que se encaixa direitinho no que você precisa.

*****

LEIA TAMBÉM:

O que é e como investir em Letra de Câmbio?

Onde investir 10 mil reais e aumentar seu patrimônio

Veja onde investir 5 mil reais e ter uma boa rentabilidade

*****

Curtiu entender o que são as debêntures? Investe nesta modalidade? Vai começar a investir? Compartilhe conosco!

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo O que é e como investir em debêntures? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários