Conheça os 6 melhores investimentos para iniciantes

Aplicar o dinheiro e ter um bom rendimento é sonho de muitas pessoas.

Principalmente, daquelas que desejam fazer uma viagem de férias, adquirir algum bem ou, até mesmo, se preparar para a aposentadoria.

Os objetivos são os mais diversos, porém, todas as aplicações possuem a meta de fazer com que o seu capital se valorize com o passar do tempo.

Mas você sabe como começar a investir?

A mentalidade dos brasileiros tem mudado muito nos últimos anos, fazendo com que a procura por investimentos crescesse bastante.

No entanto, é importante saber que investidores iniciantes devem tomar uma série de precauções para não cometerem erros que podem levá-lo a perdas financeiras.

Logo, diversos especialistas alertam aos novos investidores para tomarem cuidado com as aplicações de retorno em curto prazo e, principalmente, evitar as mais agressivas.

Por isso, para obter sucesso nos investimentos é necessário estudar e conhecer o mercado financeiro, evitando correr riscos e, principalmente, perder dinheiro.

Para ajudá-lo a entender melhor as aplicações e conhecer as melhores formas de fazer o seu dinheiro valorizar, separamos os 6 melhores investimentos para iniciantes.

Confira!

Investimentos para iniciantes: conheça os 6 melhores

1. Fundos de investimento

Para os iniciantes no mercado, uma boa opção é o fundo de investimento, principalmente porque o banco ou a consultoria contratada fica responsável por procurar as melhores aplicações.

Além disso, por ter uma taxa de tributação regressiva, quanto maior o tempo que o dinheiro fica investido, menor a taxa.

Ou seja, é uma ótima opção para quem quer ter um bom montante em longo prazo.


Saiba quais são as 10 melhores corretoras de valores do Brasil


2. Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)

Este tipo de investimento é composto por títulos de crédito destinados ao agronegócio, que são garantidos por hipoteca.

Em outras palavras, a LCA é um empréstimo feito pelo investidor a uma instituição financeira que destina o valor para realização de financiamentos no setor agropecuário.

Quando o investidor aplica o dinheiro nestas letras de crédito, ele faz um contrato com a instituição, que garante pagar juros sobre o montante em um determinado prazo.

A LCA é um investimento de renda fixa e possui baixo risco e alta rentabilidade.

Além disso, ela remunera de acordo com o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) que são títulos emitidos por instituições financeiras que lastreiam as operações interbancárias — operações entre bancos.

Este investimento também tem atrativos como não possuir a incidência de impostos e contar com o Fundo Garantidor de Crédito.

Porém, com valor mínimo para aplicação e prazo para resgate.


Juros compostos: entenda melhor esse conceito que pode mudar sua vida financeira


3. Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Outro investimento extremamente atrativo para novos investidores é o CDB.

O Certificado de Depósito Bancário é um título emitido pelos bancos para conseguirem dinheiro a fim de financiar as suas atividades de crédito.

Em outras palavras, o cliente efetua um “empréstimo” para instituição financeira e recebe uma rentabilidade diária.

Existem três tipos distintos de CDB:

  • O prefixado, modalidade em que os juros são firmados quando cliente realiza o investimento;
  • O pós-fixado, que baseia seus valores em uma taxa de referência (geralmente próxima à taxa básica — Selic);
  • E, por último, a modalidade que paga os juros de acordo com o valor da inflação.

O CDB também é considerado um investimento de baixo risco, possuindo valor mínimo para aplicação, que geralmente fica em torno de R$ 500,00 e prazo de resgate com intervalos mais variados do que a LCA.

É possível encontrar títulos que possuem liquidez diária, entretanto, apresentando uma remuneração inferior aos demais.

O Certificado de Depósito Bancário possui incidência regressiva de Imposto de Renda, ou seja, reduz de acordo com o tempo de aplicação.

Assim como os demais investimentos, também é garantido pelo FGC.

4. Recibo de Depósito Bancário (RDB)

O Recibo de Depósito Bancário é um tipo de investimento que visa “emprestar” dinheiro para que um banco financie empréstimos para outros indivíduos.

Assim como os investimentos já citados, ele é garantido pelo FGC e possui baixo risco.

A diferença para o CDB, que também empresta para bancos, é que o RDB é inegociável e não pode ser transferido como a primeira opção.

A rentabilidade dependerá do acordo, que pode ser pré ou pós-fixado.

Para começar a investir no RDB é preciso um valor inicial de R$ 1000,00.

No entanto, isso variará de uma instituição para outra.

Banner convidando para o Mobills

5. Letra de Câmbio (LC)

Assim como os demais investimentos, a Letra de Câmbio também é um título de renda fixa, sendo emitida por financeiras.

O investidor empresta dinheiro para ser utilizado como lastro de contratos de financiamento em troca do pagamento de juros em cima do montante aplicado.

Normalmente, as Letras de Câmbio são indexadas ao CDI, mas podem também ser prefixadas.

Assim como os demais investimentos, possui valor mínimo para aplicação e conta com o Fundo Garantidor de Crédito.

Por ser similar ao CDB, a LC também possui incidência regressiva de Imposto de Renda.


O que é e como investir em Letra de Câmbio?


6. Tesouro Direto

Todos os investimentos mostrados anteriormente são títulos privados.

O Tesouro Direto difere deles, pois é um título público que tem a finalidade de financiar os investimentos do Governo Federal em educação, infraestrutura, saúde, entre outros.

Nesta modalidade, o cliente compra títulos da dívida pública em troca de uma rentabilidade. No Tesouro Direto, ela só é garantida quando o resgate é realizado no vencimento.

Este investimento é considerado um dos mais seguros e com menor risco do mercado.

Ele não é coberto pelo Fundo Garantidor de Crédito, mas sim pelo próprio Tesouro Nacional.

Cada título do tesouro possui uma rentabilidade e um prazo diferente.

Eles podem ser pré-fixados ou pós-fixados, possuindo vencimentos que variam do ano de 2022 até 2050. Os títulos à venda podem ser verificados do site do Tesouro Direto.

Os valores de aplicação variam de acordo com a percentagem do valor de um título (1% a 100%), sendo que este deve respeitar o valor mínimo de R$ 30,00.

Esta modalidade de investimento possui incidência de Imposto de Renda.

Conclusão

Todos os investimentos apresentados são indicados para investidores iniciantes, pois possuem riscos extremamente baixos e rentabilidade muito maior quando comparados à poupança.

No entanto, antes de investir é fundamental pesquisar bastante, conhecer o investimento, os prazos e os valores mínimos.

Você pode ter vários objetivos a serem realizados com este montante, mas uma coisa é certa, estes investimentos garantem a valorização do seu dinheiro e podem ajudá-lo a realizar sonhos e alcançar metas pessoais.

Agora que você já sabe como começar a investir, faça seu dinheiro gerar rendimentos!


LEIA TAMBÉM:

Conheça o Tesouro Direto e aprenda a investir nele em 5 passos


Banner convidando para o Mobills

Curtiu conhecer os melhores investimentos para iniciantes? Não deixe de compartilhar as suas experiências em investimentos com a gente!

Gostou do artigo Conheça os 6 melhores investimentos para iniciantesA sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.