Kakeibo: conheça a técnica japonesa para economizar dinheiroBanner convidando para conhecer o sistema Mobills Web

Um orçamento pode te ajudar a gerenciar suas finanças e aumentar suas economias, mas nem sempre é fácil de manter.

Por outro lado, kakeibo é um conceito que surgiu há mais de um século. É a palavra japonesa para um diário orçamentário. (A pronúncia adequada é “kah-keh-boh”.)

A ideia é acompanhar quanto você está ganhando e quanto está gastando. O objetivo final é economizar mais.

Se isso soa ridiculamente simples, é por que é! Sem aplicativos, sem tecnologia digital, sem cálculos matemáticos extravagantes.

Mas esse é o ponto – eliminando todas as complicações e chegando perto dos seus hábitos financeiros diários, você estará bem posicionado para tomar decisões financeiras sólidas.

O kakeibo remonta a 1904, quando foi popularizado pela primeira jornalista do Japão, Hani Motoko, como uma forma de as donas de casa administrarem os orçamentos.

Funciona como um caderno de economia, onde você escreve seus padrões de gastos para economizar dinheiro.

Embora o Japão seja uma cultura tradicional em muitos aspectos, o kakeibo era uma ferramenta libertadora para as mulheres, dando-lhes controle sobre todas as decisões financeiras.

Quando você usa o kakeibo, aprende que economizar dinheiro é gastar dinheiro bem.

Em vez de enfatizar todas as coisas nas quais você não pode gastar dinheiro, mude o foco para todas as coisas que você realmente valoriza e onde você pode gastar dinheiro.

O sistema é focado no rastreamento e na reflexão

Como funciona o Kakeibo?

Kakeibo - Pessoa fazendo anotação

A abordagem do kakeibo começa a cada mês registrando receitas e despesas fixas.

Depois, estabelecendo uma meta de economia para o mês, bem como uma promessa para si mesmo, o que aumentará a probabilidade de atingir essa meta.

Quer registrar seus gastos de maneira bem simples? Use o Mobills!

Um sistema simples e eficaz

Os gastos são divididos em quatro categorias: sobrevivência, opcional, cultura e extra.

Sobrevivência cobre gastos com alimentação, transporte e saúde.

Cultura é para livros, filmes e música.

Opcional: coisas que você não precisa, mas escolhe fazer, como restaurantes, compras, bebidas com amigos, delivery…

Extra: despesas imprevistas, como carros, presentes de aniversário, reparos, substituições…

No final de cada semana, uma caixa de reflexão encoraja os poupadores a verificar se estão no caminho certo para atingir sua meta.

Isso força os poupadores a saberem onde está indo o dinheiro e permite que eles façam alterações.

Também destaca todos os gastos que podem ter saído do controle sem serem percebidos, como táxis.

SAIBA COMO ALCANÇAR A TRANQUILIDADE FINANCEIRA EM 10 PASSOS

A chave está em ser disciplinado

pessoa fazendo anotação

O kakeibo também pede que os poupadores respondam a quatro questões-chave para ajudá-los a reconsiderar seus hábitos:

O “ciclo kakeibo” depende dessas quatro questões:

  • Quanto dinheiro você tem disponível?
  • Quanto você gostaria de economizar?
  • Quanto você está gastando?
  • Como você pode melhorar?

Não é tão diferente de qualquer outro método de orçamento por aí.

Não importa se você está acompanhando seus gastos automaticamente em um sistema de controle financeiro online, inserindo números em uma planilha ou escrevendo em um bloco de anotações, tudo se resume a gastar menos do que o necessário.

No entanto, a quarta pergunta no ciclo de kakeibo, “Como você pode melhorar?” acaba por ser fundamental.

VEJA COMO ELABORAR SEU ORÇAMENTO CORRETAMENTE EM 4 PASSOS

No final de cada mês, você responderá a uma série de perguntas de reflexão:

  • Você atingiu sua meta de poupança este mês?
  • Que maneiras você encontrou para economizar dinheiro?
  • Em quais áreas você gastou muito?
  • O que você vai mudar no próximo mês?

A chave é escrever tudo, o que te ajuda a lembrar e a ficar responsável perante seus gastos e a refletir sobre isso durante todo o mês.

Há algo sobre o ato de escrever números que faz com que os gastos pareçam mais sérios.

Esta abordagem japonesa para administrar os gastos das famílias pode ter mais de 100 anos, mas é tão relevante quanto antes.

O método do envelope

Para os menos disciplinados, existem ainda outros sistemas que podem vir a ser úteis. Um deles é o método do envelope.

Como o título indica, você deve colocar em um envelope, no início de cada mês, o dinheiro que quer destinar ao lazer.

Você pode usar esse dinheiro até que acabe, de modo que, a partir do fim do saldo, será preciso recorrer ao lazer de custo zero.

Qual a melhor técnica para fazer um orçamento?

É difícil dizer se escrever as coisas manualmente é mais útil do que usar uma ferramenta tecnológica.

No entanto, o kakeibo irá te ajudar a “pensar conscientemente” sobre seus objetivos e planos de poupança.

Ele sugere que nos lembramos melhor da informação quando escrevemos à mão do que digitando, provavelmente porque somos forçados a nos envolver mais com o texto.

Mas independentemente de qualquer opinião, o melhor sistema para orçar é o que você vai manter – e isso pode variar de pessoa para pessoa.

Certamente não há mal algum em usar um kakeibo por um período experimental; você pode acabar amando.

Dito isso, se você continuar esquecendo de registrar seus gastos e odiar a ideia de arrastar um caderno para onde quer que vá, então um aplicativo de gerenciamento, como o Mobills, pode ser mais sua praia.

Até porque é mais prático, você pode utilizá-lo no seu celular e ter acesso ao seu controle financeiro em qualquer lugar.

Conclusão

Kakeibo é um conceito simples.

No início de cada mês, você se senta com o seu caderno e planeja exatamente quanto vai gastar, quanto vai economizar e, em seguida, anota o que precisa fazer para garantir esse plano.

Então, no final do mês, você senta com seu caderno novamente e julga o último mês de gastos, descobre onde acertou, onde errou e planeja como vai fazer as coisas de maneira diferente no mês seguinte.

Entre esses dois pontos, você anota seus gastos semanais para poder acompanhar onde seu dinheiro está indo.

Fácil, não é mesmo?

É basicamente uma versão antiga do aplicativo de orçamento que você está usando, mas com o compromisso de avaliar honestamente seus gastos e hábitos de economia.

Você precisa confrontar quanto gastou e economizou para ver se alcançou as metas do mês.

Ao eliminar a tecnologia digital e registrar suas metas e gastos diários à mão, você ainda estará bem posicionado para tomar decisões financeiras sólidas.

O kakeibo ainda é popular em todo o Japão.

*****

LEIA TAMBÉM:

Aprenda como determinar e alcançar seus objetivos financeiros

*****

Banner convidando pra conhecer o Mobills Web

Gostou do artigo sobre o Kakeibo? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários