Investimentos

5 motivos para você investir na renda fixa agora

Investir na Renda Fixa - Imagem principal

5 motivos para você investir na renda fixa agora  

Investir seu dinheiro na poupança definitivamente não é uma das melhores opções, pelo menos no atual momento econômico. A aplicação mais popular do país está com uma rentabilidade que não consegue chegar nem próximo de superar a inflação.  

Tendo em vista esse panorama, alguns especialistas listaram 5 motivos para os investidores priorizarem investir na renda fixa agora. Veja quais são: 

Investir na renda fixa: 5 motivos para fazer isso agora

1. Fundo Garantidor de Crédito (mesma garantia da poupança)

Certificado de Depósito Bancário – CDB, Letras de Crédito Imobiliário – LCI e Letras de Crédito do Agronegócio – LCA são garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito – FGC para aplicações de até R$ 250 mil. O FGC é a mesma entidade responsável pela garantia da poupança.

De acordo com Felipe Chad, sócio e planejador financeiro da DXI Planejamento Financeiro, “o FGC é um mecanismo de garantia de depósito dos investidores, ou seja, todos os bancos contribuem com um percentual de seus depósitos para que haja uma proteção em caso de falência de alguma instituição do grupo”.

Vale lembrar que não estão incluídos no FGC os fundos de investimento em renda fixa, as debêntures incentivadas, os Certificados de Recebíveis Imobiliários – CRI e os Certificados de Recebíveis do Agronegócio – CRA.

Veja também:

Você deixa de ganhar dinheiro ao investir na poupança

4 motivos para não deixar seu dinheiro parado

O passo a passo para construir seu plano de investimentos

2. Juros altos    

Há mais de três anos que a Selic (taxa básica de juros da economia brasileira) se encontra em um patamar elevado, atingindo agora 14,25% ao ano e fazendo com que o Brasil tenha uma das maiores taxas de juros do mundo.

Com esse cenário, os investimentos em renda fixa têm forte rentabilidade. Segundo Licelys Marques, assessora de investimentos da Praisce Capital, com a atual taxa de juros, é possível encontrar títulos no Tesouro Direto que seguem a Selic e que, nos últimos doze meses, renderam cerca de 12%, sem a cobrança de Imposto de Renda – IR.

Os títulos bancários que seguem o Certificado de Depósito Interbancário – CDI também se beneficiam diretamente do aumento da taxa de juros e apresentam rentabilidade ainda mais alta.

3. Ótimas opções de investimento  

A renda fixa conta, também, com diversas vantagens para o investidor iniciante. Uma delas é o Tesouro Direto, o qual permite aplicações de apenas R$ 30,00 por mês e oferece 3 tipos diferentes de títulos, com rentabilidade bastante interessante e com vencimentos em prazos diferentes. O programa é, em teoria, o mais seguro do país, uma vez que o governo é o melhor credor do Brasil.   

Para aqueles investidores que possuem uma quantia mais significativa de dinheiro, é possível encontrar, ainda, vários títulos bancários com rentabilidade superior ao Tesouro Direto. Licelys Marques, destaca como boas opções de investimento o CDB, a LCI e a LCA.   

4. Isenção de Imposto de Renda em determinados produtos

As LCA e as LCI são os investimentos isentos de IR mais comuns da renda fixa. As duas letras de crédito são isentas de qualquer cobrança, bem como os CRA, CRI e as debêntures incentivadas.

Antonio Carlos Antunes da Silva, assessor financeiro da 1st advisors, afirma que “a isenção de IR nesses produtos é algo, sem dúvida alguma, excelente para o investidor. Afinal de contas, em vez de entregar uma parte da sua rentabilidade para o governo, o investidor melhora sua capacidade de poupança”.

Leia mais:

Perfis de investidor: descubra o seu

Como funciona a bolsa de valores?

Home Broker: a tecnologia a favor de seus investimentos

5. Dificuldade de investir em ações 

Licelys Marques aponta que o mercado de ações brasileiro está “estagnado” nos últimos 4 anos. O CDI (uma das principais referências de investimentos de renda fixa) teve alta de aproximadamente 32% e a inflação acumulada ficou em torno de 24%, no mesmo período.  

Ademais, o mercado de ações muda constantemente, o que dificulta a vida daqueles investidores que não têm tempo nem vontade de acompanhar os altos e baixos da bolsa de valores.

Entendeu por que você deve investir na renda fixa agora? Não concorda? Onde você investe? Compartilhe sua experiência conosco!

Gostou do artigo 5 motivos para você investir na renda fixa agora? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários

Deixe um comentário