A história do homem de 33 anos que vai deixar de trabalhar e viver de renda
Por favor, avalie esse Post

A história do homem de 33 anos que vai deixar de trabalhar e viver de renda

O norte-americano Brandon Sutherland*, 33 anos, decidiu abandonar seu emprego como programador e declara que não pensa em conseguir outro. Em entrevista concedida ao site Business Insider, Brandon contou que espera que seus investimentos forneçam uma renda que garanta as despesas essenciais para os próximos trinta anos, no mínimo – se não indefinidamente.

“Eu construí meu patrimônio simplesmente investindo o máximo possível do meu salário e controlando meus gastos. Você poderia imaginar que eu tenho uma habilidade mágica para saber os números da loteria, mas não é o caso. Isso foi fruto de planejamento e controle das finanças pessoais”, afirma Sutherland. Ele investe mais de 70% do que ganha, e é isso que permitirá sua aposentadoria precoce, em uma idade em que grande parte das pessoas ainda está tentando ou começando a “decolar” em suas carreiras.

Ele lembra que, quando se formou na faculdade, estava animado para trabalhar e ter uma carreira de sucesso como desenvolver de softwares na cidade em que vive com sua esposa. Mas ao começar a trabalhar, ele percebeu que não queria passar os próximos trinta anos fazendo a mesma coisa.

Sutherland explicou que ao invés de gastar com besteiras, juntava o dinheiro para viajar de tempo em tempo. A esposa dele é escocesa e, assim, a cada 5 anos eles largavam os empregos e passavam vários meses viajando pela Europa e outras regiões do mundo. Em uma viagem pelo Nepal e Tibet, ele conta que compreendeu que grande parte dos norte-americanos são muito ricos e que não havia tanta necessidade assim de acumular dinheiro para ter carros de luxo ou casas enormes, como os seus conterrâneos.

Baseado em dados históricos, Brandon afirma que esperava conseguir retornos reais, ou seja, já descontada a inflação, próximos de 5% ao ano e que necessitaria retirar apenas cerca de 4% de tudo anualmente para cobrir suas despesas essenciais. Dessa forma, seu portfólio nunca ficaria sem dinheiro.

A história do homem de 33 anos que vai deixar de trabalhar e viver de renda

Atingindo a independência financeira

Logo que descobriu ser possível se tornar independente financeiramente, Sutherland passou a pesquisar como atingir esse patamar da maneira mais breve possível. Ele conta que prefere estratégias passivas de investimento, como ETFs (fundos de índice, que ‘espelham’ algum indicador, ou seja, aplicam nos mesmos ativos que o compõe) ou fundos mútuos (companhias que reúnem dinheiro de investidores para fazer vários tipos de investimentos), ao invés de tentar acertar o tempo do mercado. “Eu invisto meu dinheiro principalmente em fundos diversificados de índice”, relata.

Estilo de vida mais simples é fundamental

Segundo Brandon, o fato dele e sua esposa terem poucas despesas foi essencial para a decisão de uma aposentadoria precoce. “Se você nos encontrar na rua, você não pensaria que somos diferentes de qualquer casal norte-americano – exceto pelo fato de que somos muito bons em viver de maneira simples e moderada”, salienta o desenvolvedor de softwares.

Para finalizar, Brandon explica que pretende cortar ainda mais os custos após deixar seu emprego, vivendo em países com baixo custo de vida como a Guatemala e a Tailândia. “Nós gostamos de conhecer novas culturas e viajar, então queremos simultaneamente conhecer o mundo e viver com simplicidade. Com sorte, eu ainda aproveito para viajar com milhas e pontos de recompensa”, conta Brandon Sutherland.

Conhece mais alguma história interessante? Compartilhe conosco! 

*Nome fictício

 

Quer melhorar sua situação financeira? Acesse www.mobills.com.br para conhecer todos os recursos do aplicativo ou se cadastre diretamente clicando aqui.

Quer compartilhar dicas financeiras e ver as dicas de outras pessoas? Utilize o Mobills Social.

Gostou do artigo A história do homem de 33 anos que vai deixar de trabalhar e viver de renda? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários