Pensando em financiar um imóvel? Confira nossas dicas.
Por favor, avalie esse Post

Pensando em financiar um imóvel? Confira nossas dicas.

Com a forte volta do crédito imobiliário, ficou mais fácil comprar imóvel nos últimos anos. Mesmo com a economia em crise, não falta dinheiro na praça para quem tem o nome limpo e deseja deixar o aluguel para trás ou, ainda, morar num imóvel mais adequado às suas necessidades.

Os prazos de financiamento se alongaram, o que permitiu uma redução significativa no valor das prestações. Atualmente, é possível obter um crédito por até 35 anos com uma taxa razoável.

Sendo assim, o crédito imobiliário tornou-se uma alternativa atraente até mesmo para aqueles que tem poupança e podem pagar à vista, já que não precisariam investir um valor tão alto a curto prazo e poderiam ter um melhor controle financeiro no orçamento familiar.

Por último, o aumento da concorrência beneficia os clientes. Os principais bancos privados estão operando de maneira ativa no mercado imobiliário.

Como começar

A compra de um imóvel é, muitas vezes, o grande investimento feito por uma pessoa ao longo de sua vida. Logo, é fundamental planejar minuciosamente esse passo tão decisivo.

Aconselhamos que você utilize um gerenciador financeiro, como o Mobills, ou uma planilha financeira para avaliar como andam suas finanças pessoais e também para calcular os juros e os outros custos provenientes do financiamento.

A diferença entre quem planeja e quem não planeja é notável quando analisamos os números, ainda mais num cenário de preços altos, como o que vivemos agora. Os financiamentos imobiliários têm muitas sutilezas, e uma parcela relevante dos compradores não tem informação suficiente para escolher a melhor proposta.

Taxas

Andreza Reis, consultora de uma empresa especializada na prestação de serviços na área imobiliária, afirma “Há muita desinformação no mercado. Muita gente compra um imóvel e não sabe que precisa reservar dinheiro para pagar o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), o custo do contrato e o registro no cartório”.

Os próprios bancos costumam dificultar a vida dos compradores. Alguns parecem querer confundir propositadamente os clientes, visando lucrar com a ignorância alheia. Para Frederico Porto, diretor da Pan Sua Casa, “É importante saber que não apenas os grandes bancos oferecem crédito imobiliário competitivo”.

Portanto, para facilitar sua vida e ajudá-lo a avaliar a melhor proposta, de acordo com o seu orçamento familiar, trazemos algumas dicas sobre o que você precisa saber para financiar um imóvel:

Dicas para financiar um imóvel com segurança

  • Cuidado com o valor do imóvel que está pensando em comprar e analise se o mesmo é adequado ao seu padrão de vida verdadeiro;
  • Coloque todas as despesas no Mobills, ou em uma planilha de orçamento, para saber qual o teto do valor das prestações que você poderá arcar. Fique ligado, não comprometa mais do que 30% de sua renda;
  • Se você paga aluguel, analise o valor que está pagando, se este for próximo ao valor da prestação de um financiamento, pode ser uma alternativa financiar a compra deste imóvel, para tal: analise suas reais possibilidades, o valor de mercado e somente depois converse com o proprietário;
  • O melhor caminho para adquirir um imóvel é poupar parte do dinheiro que se ganha. Simule nos bancos quanto custaria a prestação deste imóvel e comece a guardar em um investimento como CDB (Certificado de Depósito Bancário), poupança ou Tesouro Direto. “O financiamento é sinônimo de dívida e é necessário entender que o dinheiro aplicado rende juros, enquanto que o financiamento se paga juros”, afirma o economista e educador financeiro Reinaldo Domingos;
  • Certifique-se de ter sempre uma reserva estratégica em caso de qualquer urgência para não deixar de honrar este importante compromisso;
  • Lembre-se que o financiamento de um imóvel é considerado dívida ou investimento de valor, por isso deve ser garantido, priorizado e protegido no orçamento;
  • É recomendado dar preferência aos contratos com uma taxa de juros fixa mais a TR (Taxa Referencial), ou seja, pós-fixada, na hora do fechamento do contrato. Parcelas decrescentes e juros menores ganham diferencial competitivo diante das taxas pré-fixadas;
  • Utilizar o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) pode ser uma boa alternativa para dar entrada no imóvel, amortizar o saldo devedor a cada dois anos ou até mesmo quitar a moradia. Além disso, será essencial o controle de suas finanças pessoais para se precaver contra imprevistos, que possam comprometer o pagamento das prestações;
  • Consulte um advogado para sanar dúvidas. A opinião do profissional pode ser fundamental;
  • Para quem já contratou o crédito e não está conseguindo pagar a prestação da casa própria, o conselho é rever imediatamente os gastos, em especial as pequenas despesas que somadas podem levar uma família ao fracasso financeiro.

Conhece mais alguma dica sobre financiar um imóvel? Compartilhe conosco! 

Quer melhorar sua situação financeira? Acesse www.mobills.com.br para conhecer todos os recursos do aplicativo ou se cadastre diretamente clicando aqui.

Quer compartilhar dicas financeiras e ver as dicas de outras pessoas? Utilize o Mobills Social.

Gostou do artigo Pensando em financiar um imóvel? Confira nossas dicas.? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários