Planejamento Financeiro

Faça seu plano financeiro funcionar

Pilhas de moedas representando o tema Fazer seu plano financeiro funcionar
Victor Leitão
Escrito por Victor Leitão

Elaborar um plano financeiro e se comprometer em segui-lo é um dos primeiros passos para a construção de riqueza.

Faça seu plano financeiro funcionar *

*Texto adaptado do conteúdo produzido originalmente por Miriam Caldwell no site The Balance

Banner convidando para o site do Mobills

Um plano financeiro é uma parte importantíssima para quem pretende ter qualquer sucesso em relação às finanças. É o primeiro passo para construir riqueza. No entanto, nem os melhores planos irão funcionar se você não tiver a capacidade de segui-los.

Não é incomum as pessoas tomarem a decisão de sair das dívidas ou começarem a poupar para dar uma entrada na sua primeira casa, dando-se conta (um mês depois) que não estão nem perto de alcançar as metas que o plano financeiro foi criado para cumprir.

Um plano financeiro pode te ajudar a determinar a ordem em que você irá trabalhar nas suas metas financeiras. Ele pode te guiar à medida que você vai tomando decisões financeiras importantes, e te ajuda a cumprir suas metas e objetivos, mas você precisa segui-lo para colher esses benefícios.

O que fazer para seu plano financeiro funcionar?

 

Comece com um plano efetivo

A verdade é que elaborar um orçamento, um plano para sair das dívidas ou metas específicas de investimento é a parte mais fácil de um plano.

Se você não tiver anotado seu plano em algum lugar, você não será capaz de segui-lo com êxito, porque não saberá se ele realmente funciona ou não. O seu plano precisa ser viável no papel ou ele não acontecerá na sua vida.

Por exemplo, se você se sentar agora e planejar que quer poupar R$ 1.000 por mês, mas sua renda mensal é somente R$ 1.800, é muito improvável que você consiga fazer isso.

Escrevê-lo no papel e destacá-lo em algum lugar para revisão vai ajudá-lo a ser bem-sucedido. Ter os orçamentos mensais e anual em um único local, facilitará para que seu plano funcione.

Defina expectativas realistas

Seguir seu plano é a parte mais difícil de alcançar suas metas e objetivos. Isto é especialmente verdadeiro se você está tendo que apertar o seu orçamento, a fim de alcançar seus objetivos. 

Alguns conseguem resolver esse problema, através de uma renda extra. Para muitas pessoas, porém, pode ser bem complicado ter um outro trabalho, por conta do tempo a mais que seria necessário para isso.

Contudo, se você não está conseguindo se dedicar a novas formas de ganhar dinheiro no momento, você pode ao menos controlar tanto o dinheiro que entra como o que sai e ajustar seus gastos de modo que possa alcançar suas metas e objetivos.

É por isso que é tão importante ter um orçamento realista a seguir.

Uma vez que você chegar ao ponto onde você está pronto para investir, consulte um planejador financeiro para solidificá-lo.

13 ITENS PARA CORTAR OU REDUZIR E ALIVIAR SEU ORÇAMENTO

Recompense-se por seu progresso

Uma outra parte essencial para o seu plano financeiro funcionar é ter um objetivo final em mente. Embora alguns objetivos, como aposentadoria financeiramente tranquila, possam parecer estar muito longe de serem alcançados, você poderá dividi-los em etapas menores e recompensar-se à medida que vai cumprindo cada uma delas.

Por exemplo, quando você conseguir pagar todas as suas dívidas você pode recompensar-se com umas férias bacanas ou ter uma noite agradável toda vez que pagar um valor X das suas dívidas.

Da mesma forma, você pode querer recompensar-se à medida que cumpre suas metas, como destinar 15% do que você ganha para a aposentadoria a cada ano e, em seguida, comemorar marcos, como o seu primeiro R$ 100.000 em poupança de aposentadoria. 

Após alcançar determinados pontos, você pode querer avaliar o seu progresso e definir novos objetivos para trabalhar.

Automatize tudo

Torne o seu plano financeiro o mais automático possível. Programe transferências mensais para sua poupança e aposentadoria. Ao ajustar o seu orçamento e limitar os seus gastos as coisas ficarão ainda mais fáceis.

Pagar em dinheiro também torna mais tranquila a tarefa de seguir seu orçamento porque você saberá instantaneamente quando tiver alcançado o limite que você determinou.

Programe suas transferências para ocorrerem no dia de pagamento ou um dia depois. Uma vez que o faça por alguns meses, já não fará falta o dinheiro poupado.

Trabalhe em conjunto para alcançar seus objetivos

Se você é casado(a), então seu plano financeiro não será bem-sucedido se você não estiver trabalhando junto com seu cônjuge. Isso quer dizer que os dois devem pagar as contas, organizar o orçamento e decidir sobre como gastar o dinheiro.

Ambos precisam acompanhar os gastos e ter uma ideia sólida de onde estão financeiramente.

Sendo assim, reúnam-se com frequência para planejar seus gastos, ou seja, pelo menos uma vez por semana. Isso vai deixar vocês a par de como anda o seu orçamento, como as metas estão indo e irá ajudar a eliminar a confusão sobre as finanças.

Obviamente que exigirá compromisso, mas uma vez que vocês trabalham juntos, as coisas tendem a ficar muito melhores. Seguir essas sugestões os ajudará a estar prontos para cada passo financeiro.

*****

LEIA TAMBÉM:

Como um plano financeiro pode ajudar você?

Estabeleça um plano financeiro em vez de metas financeiras

Como elaborar um planejamento financeiro pessoal incrível em 13 passos

Curtiu as dicas para fazer seu plano financeiro funcionar? Conhece alguma outra dica interessante? Compartilhe conosco!

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo Faça seu plano financeiro funcionar? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários

Sobre o autor

Victor Leitão

Victor Leitão

Victor Leitão, coordenador de marketing e especialista em finanças pessoais do Mobills, além de ser o editor-chefe do Portal Mobills. Formado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Ceará - UFC e técnico em informática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE. Pesquisador incansável dos temas educação financeira e finanças pessoais. Principais hobbies: assistir filmes/séries, jogar futebol/Dota 2 e viajar.