6 cuidados fundamentais na hora de pegar dinheiro emprestado!
Por favor, avalie esse Post

6 cuidados fundamentais na hora de pegar dinheiro emprestado!

Banner convidando para o site do Mobills

Você nunca sabe quando vai precisar pedir dinheiro emprestado, não é mesmo? Seja em um momento de doença, por causa de gastos não previstos, ou em razão de uma oportunidade inadiável de negócios: se você não tiver uma reserva financeira, pode ser necessário contratar alguma modalidade de empréstimo para quitar suas contas.

E para não correr nenhum risco na hora de pegar dinheiro emprestado, no post de hoje traremos algumas informações sobre cuidados que devem ser tomados com relação aos empréstimos para evitar dores de cabeça. Confira!

Dinheiro emprestado: 6 cuidados fundamentais na hora de pegar

1. Planeje-se e organize-se para evitar pedir dinheiro emprestado

Primeiramente, devemos lembrar que o ideal para imprevistos e oportunidades é ter uma reserva financeira, evitando, assim, o uso de linhas de crédito.

Os especialistas afirmam que o ideal é salvar um terço da sua renda mensal (salário e outras gratificações), mas você pode começar guardando 10% do que recebe mensalmente e aumentar esse valor investido conforme conseguir economizar mais.

Sendo assim, anote todos os seus gastos e veja quais são os principais, quais podem ser cortados, e o que pode ser reduzido até que você recupere o equilíbrio financeiro.

Se você já chegou a fazer um empréstimo, elabore seu orçamento e veja quanto você poderá dispor mensalmente para cobrir as parcelas do empréstimo. Evite a todo custo atrasos no pagamento, que podem levar ao aumento no valor das parcelas ou até à cobrança de multas altas.

2. Busque informações

Antes de escolher a forma de empréstimo que você vai utilizar, pesquise bem as taxas de juros e outros custos aplicados, além das instituições que oferecem esse tipo de serviço. Alguns formatos de empréstimos, como o consignado, oferecem taxas mais baixas por estarem ligados ao salário, e, assim, têm uma garantia maior de serem pagos no prazo.

Já outros formatos, como o cheque especial ou o rotativo do cartão de crédito são de acesso mais fácil, mas cobram juros mais altos. Por isso, é fundamental estar bem informado antes de tomar uma decisão — para não acabar aumentando seus custos.

Busque informações sobre as instituições financeiras que podem te oferecer um empréstimo para saber o grau de confiança dessas empresas antes de fechar qualquer negócio.

Existem muitas instituições que oferecem esse tipo de serviço, mas muitas pessoas ficam sujeitas a aproveitadores nesses momentos de tensão — quando se está precisando de dinheiro.

Você pode consultar matérias publicadas pela imprensa ou mesmo o Banco Central, que possui um cadastro de instituições corretas que prestam esse tipo de serviço e oferecem dinheiro emprestado.

3. Confira outros tipos de empréstimos

Além dos empréstimos consignados e as linhas de crédito, como o cartão de crédito e o cheque especial, alguns bancos e financeiras oferecem, ainda, empréstimos pessoais. Essa pode ser uma boa opção para quitar dívidas mais altas ou com taxas de juros mais pesadas.

Mas fique atento às cobranças extras que podem ser incluídas, como o Custo Efetivo Total, que reúne os encargos de financiamentos e empréstimos.

Outras modalidades de empréstimo que podem ser usadas são a antecipação de décimo terceiro ou da restituição de Imposto de Renda. Muitos bancos oferecem essas linhas de crédito como formas mais fáceis e, em alguns casos, com custos menores do que dos empréstimos tradicionais.

Procure também o departamento de Recursos Humanos ou Financeiro do seu empregador para estudar a possibilidade de adiantamento do valor a ser pago nas férias ou do décimo terceiro — ou, ainda, cogite vender parte das suas férias para conseguir quitar parcial ou totalmente suas dívidas.

Vale a pena estudar todas as formas de se tomar dinheiro emprestado (ou antecipar o que você tem direito a receber) para evitar o aumento dos seus gastos com as parcelas do empréstimo.

4. Obtenha empréstimo mesmo negativado

Pessoas que já estão negativadas — ou seja, com restrições ao crédito, por falta de pagamento de outros empréstimos ou gastos — têm mais dificuldade em obter crédito, e acabam sujeitas a financeiras que oferecem propostas e facilidades que nem sempre são favoráveis. Portanto, fique atento a propostas que parecem milagrosas, pois elas podem colocar você em problemas!

Consulte seu banco para saber se ele oferece essa linha de crédito, mesmo depois de estar negativado. Em alguns casos, pela duração e pela qualidade do relacionamento, alguns bancos confiam no correntista e oferecem o dinheiro necessário, mesmo que seja com taxas de juros maiores.

Procure também seus credores para fazer acordos mais flexíveis, que facilitem a retirada do seu nome dos órgãos de proteção ao crédito, facilitando a obtenção de novas linhas de crédito.

5. Tenha cuidado com empréstimos de familiares e amigos

Amigos e familiares muitas vezes oferecem ajuda nas horas difíceis, mas tenha cuidado na hora de pedir dinheiro a eles. Tente firmar algum contrato que proteja as duas partes, estabelecendo um cronograma de pagamento e taxas de juros que sejam justas para todos.

Tenha a responsabilidade de pagar em dia as parcelas para não comprometer o orçamento de ninguém e causar um problema ainda maior — principalmente com pessoas que recebem pensões e aposentadorias, com mais facilidade de acesso a linhas de crédito em bancos e financeiras.

Não deixe que os problemas financeiros abalem relações de amor e de amizade!

6. Aproveite aplicativos de controle financeiro

Para quem vive conectado e não tem tempo de ficar anotando todos os gastos, já existem aplicativos de controle financeiro que ajudam a monitorar entradas e saídas de dinheiro.

Instalados no celular, esses aplicativos possuem diversas funcionalidades para facilitar o controle das finanças pessoais e apresentam gráficos que dão uma boa imagem de como seu dinheiro está sendo gasto. Isso pode ser bem útil para acompanhar suas despesas em tempo real!

O Mobills, por exemplo, está disponível nas lojas para Android, iOS ou Windows Phone, além da versão web, que pode ser acessada através de um computador ou notebook.

Agora que você já conhece os principais cuidados que deve ter na hora de pegar dinheiro emprestado, aprenda mais sobre como poupar dinheiro com o desafio das 52 semanas. Participe!

Curtiu nossas orientações sobre os cuidados na hora de pegar dinheiro emprestado? Conhece alguma outra? Compartilhe conosco!

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo 6 cuidados fundamentais na hora de pegar dinheiro emprestado!A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários