Conforme o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a medida gratuita servirá para não prejudicar o recebimento do auxílio de R$ 600. Até o momento, cerca de 700 mil beneficiários tiveram contas digitais criadas devido a problemas com contas informadas.

Beneficiários com dificuldade em receber auxílio emergencial em outros bancos terão conta digital da Caixa aberta

A Caixa Econômica Federal está criando gratuitamente contas digitais para beneficiários que tiveram problema em receber o auxílio emergencial em outras instituições financeiras.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou na última segunda-feira, 4, que a medida tem o objetivo de não prejudicar o acesso ao benefício a nenhum brasileiro.

“Qualquer pessoa que tenha qualquer problema em relação a outro banco, nós abrimos gratuitamente a conta digital para que o cidadão brasileiro não saia prejudicado”, disse.

Até o momento, 3,5 milhões dos beneficiários que indicaram outra conta para recebimento do auxílio já realizaram saque.

O valor total é de cerca de R$ 2,3 bilhões.

Cerca de 700 mil tiveram algum problema na conta informada e o dinheiro foi direcionado para contas digitais da Caixa.

A consulta das contas digitais da Caixa Econômica Federal é realizada por meio do aplicativo Caixa Tem, disponível em Android e iOS.

Sobre o auxílio emergencial

Voltado para autônomos, trabalhadores sem carteira assinada, microempreendedores individuais, desempregados e contribuintes da previdência, o auxílio tem caráter emergencial devido à pandemia do covid-19.

O benefício tem valor de R$ 600 ou de R$ 1.200 no caso de mulheres chefes de família, pago durante três meses.

Para solicitar, basta acessar o site auxilio.caixa.gov.br ou o aplicativo Caixa Auxílio Emergencial.

Quais são os requisitos para receber o auxílio emergencial?

O trabalhador informal que desejar receber o benefício deverá cumprir todos os requisitos a seguir:

  1. Ser maior de 18 anos;
  2. Não ter emprego formal (Carteira assinada ou contrato de trabalho);
  3. Não receber benefício previdenciário (aposentadoria) ou assistencial (Benefício de Prestação Continuada), seguro-desemprego ou programa de transferência de renda federal, exceto o Bolsa-família.
  4. Ter renda por pessoa de até meio salario mínimo (R$ 522,50) ou renda total do grupo familiar (pessoas que moram na mesma casa) de até 3 salários mínimos (R$ 3.135).
  5. Não ter  recebido, no ano de 2018, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70, ou seja, não tenha tido obrigação de preencher a Declaração de Imposto de Renda 2019.
  6. Exercer atividade na condição de: MEI ou contribuinte individual ou segurado facultativo do INSS ou trabalhador informal cadastrado no CadÚnico do governo federal até o último dia 20 de março.

O ponto 6 admite algumas exceções

Por isso, se você não se enquadra exatamente nas categorias descritas por não ter cadastro único, há um dispositivo no projeto de lei, que prevê:

“As condições de renda familiar mensal per capita e total, de que trata o caput, serão verificadas por meio do CadÚnico, para os trabalhadores inscritos, e por meio de autodeclaração, para os não inscritos, por meio de plataforma digital.”

Assim, se o trabalhador informal não possui o CadÚnico, ainda poderá, por meio de autodeclaração, pleitear o auxílio emergencial.

Obs.: Quem tiver contrato de trabalho intermitente inativo (como garçons, atendentes e outros profissionais que atuam e recebem conforme a demanda), ou seja, se estiver sem remuneração, também poderá receber.

P.s.: O que achou da notícia sobre a Caixa abrir contas digitais para quem está com dificuldade em receber o auxílio emergencial? Se gostou, então, compartilhe esse post com seus amigos e familiares que possam se interessar.

Quer acompanhar nosso conteúdo também no Instagram? Clique aqui e siga o @mobillsedu!

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, deixe seu comentário.


SAIBA MAIS:

Postado em: Notícias


Escrito por Heloísa Vasconcelos

Jornalista formada pela Universidade Federal do Ceará. Tem experiência na cobertura de economia e cidades e aprende todo dia um pouco mais sobre mercado financeiro. Leitora ávida, apaixonada por literatura.


Hey, o que você achou desse conteúdo?

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar de

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

logo-mobills-app

Baixe agora para o seu dispositivo

logo-mobills-app
logo-mobills-app
logo-mobills-app