Economizar

27 dicas práticas para você economizar no dia a dia

Extensão de tomada simbolizando o tema Dicas práticas para você economizar no dia a dia
Douglas Gonçalves
Escrito por Douglas Gonçalves

Pequenas atitudes diárias podem ajudar você a ter uma grande economia.

27 dicas práticas para você economizar no dia a dia

Banner convidando para o site do Mobills

É comum buscarmos uma renda extra ou investir e esquecermos que os gastos do dia a dia podem estar minando nosso futuro sucesso financeiro.

Adquirir uma renda extra e investir é de extrema importância, não me entenda errado. Mas é natural que, na maioria das famílias, quando a renda cresce, os gastos cresçam proporcionalmente.

Por isso, você precisa estar atento aos seus gastos do dia a dia.

Veja agora dicas práticas para você reduzir custos, economizar e adquirir mais consciência financeira.

Dicas práticas para você economizar no dia a dia

 

Nas finanças

1. Abra uma conta digital

As contas correntes digitais são, geralmente, mais em conta do que as tradicionais (algumas chegam a ser gratuitas), além de apresentarem muitas outras facilidades como: saques ilimitados, custo zero para TED/DOC, cartões, entre outras.

Veja, abaixo, algumas contas digitais:

2. Utilize cartões de crédito isentos de anuidades

As anuidades dos cartões de crédito variam de acordo com a bandeira do cartão e das vantagens oferecidas. A maioria das anuidades gira em torno de R$ 200,00 e R$ 500,00, porém, algumas chegam a mais de R$ 800,00.

Alguns cartões aparecem com valores mais baixos na primeira anuidade e, alguns, nem sequer cobram tal taxa. Veja uma lista com cartões totalmente isentos de anuidade:

Quanto maior o preço da anuidade, maior é a quantidade de benefícios. Contudo, devemos analisar se tais benefícios compensam o alto preço cobrado. Normalmente, não compensa!

3. Não espere a data de vencimento para pagar as contas

Pague suas contas assim que recebê-las e tenha anotado em algum lugar a data de vencimento delas. O pagamento em atraso gera multas e taxas que poderiam ser evitadas.

 

Em casa

4. Utilize lâmpadas LED

As lâmpadas LED chegam a durar 3 vezes mais que as lâmpadas eletrônicas e mais de 20 vezes mais que as velhas lâmpadas incandescentes.

Um investimento que se paga em pouco tempo de uso através da economia de energia.

5. Apague as luzes

A luz que você apaga você não paga!

Deixe de lado aquele velho costume de sair do local e deixar a luz acesa e adquira um novo hábito de, assim que sair, apagar as luzes.

6. Desligue aparelhos em stand-by

Não duvide! Retirar aparelhos pouco usados da tomada e que possuem luzes de stand-by como televisão, modem de internet, micro-ondas e outros, reduz consideravelmente a sua conta de energia.

7. Modere o uso do chuveiro elétrico

O chuveiro elétrico é um dos aparelhos que mais consomem energia elétrica na sua residência.

Não é necessário deixar de tomar banho, obviamente, mas você deve ter em mente que, no horário de pico (entre 18h e 21h), o uso da carga é maior. Logo, evite utilizá-lo neste intervalo.

8. Saiba usar o ar-condicionado

Tape todas as possíveis saídas de ar do cômodo, seja embaixo da porta, pela janela ou pela porta de um armário aberta. Limpar o filtro de tempos em tempos também evita o desperdício de energia.

A localização do ar condicionado é outro ponto extremamente importante. Fisicamente, o ar frio desce e o ar quente sobe.

Sendo assim, a melhor localização dele é no alto, pois faz com que resfrie mais rapidamente como um todo o ambiente.

Além disso, se possível, deixe o ar condicionado longe do sol.

9. Use a geladeira conscientemente

Alguns alimentos não precisam ficar na geladeira, podendo ser conservados em temperatura ambiente.

Quanto menor for a quantidade de alimentos dentro dela, menor é a sua demanda por energia.

Ademais, não deixe a porta da geladeira aberta por muito tempo e não a deixe perto do fogão, pois de ambos os modos o consumo aumenta.

10. Troque os galões de água por filtro

Pode não parecer, mas, de galão em galão, ao longo do tempo uma boa grana se vai.

Ao substituí-los por um filtro, além da economia de tempo e da praticidade, você verá uma economia no seu bolso.

No supermercado

11. Dê preferência a supermercados que vendem em atacado

Muitos produtos que utilizamos em casa podem ser comprados em atacado, pois são produtos duráveis e que podem ser estocados.

Neste caso, ao comprar em grandes quantidades, estes produtos costumam sair bastante em conta.

12. Faça uma lista do que precisa antes de sair

Sem fazer uma lista, as chances de você comprar produtos desnecessariamente aumentam bastante. E o pior é que você acaba nem percebendo.

13. Fique atento aos panfletos

Os supermercados sempre publicam suas promoções nos panfletos.

Fique atento também às promoções que passam nas propagandas da TV.

14. Compre em quantidades maiores

Quanto maior o produto, mais barato ele tende a ser proporcionalmente.

Produtos que possuem validades mais longas podem ser comprados em quantidades maiores, pois o preço por unidade costuma diminuir.

Atente para a data de validade.

15. Não saia com fome

Obviamente, com fome, a tendência é que você fique mais motivado a comprar mais produtos do que normalmente compraria se não estivesse com fome.

A fome funciona como um “motivador do mal”.

 

Com o carro

16. Modere o uso do ar-condicionado

Use moderadamente o ar condicionado, mas tenha em mente que desligar o ar-condicionado e abrir os vidros do carro em velocidades acima de 60 km/h não faz tanto sentido se você está pensando em economia de combustível, pois nas altas velocidades o vento gera arrasto no carro fazendo com que seja necessária uma força maior de tração e, consequentemente, gerando um gasto maior de combustível.

17. Acelere menos

O gasto de combustível é maior durante as acelerações, ou seja, quanto menos você frear, menos você precisará acelerar.

Não adianta ficar “colado” no carro da frente acelerando e freando, além de gastar mais combustível você pode se irritar mais e talvez até ocasionar uma batida.

18. Calibre os pneus

A correta calibração dos pneus do carro evita um maior consumo de combustível. Recomenda-se calibrar os pneus semanalmente.

19. Pague o IPVA em cota única

Pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, o famoso IPVA, em cota única lhe garante descontos.

Em alguns estados, o desconto pode chegar a 10%. Fique atento ao calendário anual do IPVA do seu estado para não perder o prazo.

 

Nas compras

20. Peça descontos

Eu diria que quase sempre é possível pedir descontos. Não tenha vergonha. O preço que pagamos em certos produtos é que deveria ser motivo de vergonha.

Muitos estabelecimentos, como os franqueados, possuem preços tabelados, o que torna difícil a tarefa de conseguirmos descontos, entretanto, a grande maioria das lojas já põe até no valor do próprio produto uma margem para aqueles clientes que pedem desconto.

Então, não se acanhe, pechinche!

21. Pesquise antes de sair para as compras

A pesquisa antes de sair para as compras é fundamental.

Alguns produtos podem apresentar uma enorme variação dependendo do estabelecimento ou do modo (loja física ou virtual) que você compra.

Variações essas que podem chegar a 20% ou até mais.

22. Utilize programas de fidelidade

Hoje em dia fazer uma compra sem antes verificar se não existe nenhum programa de fidelidade parceiro que ofereça um desconto é quase um pecado.

Veja alguns programas de fidelidade bem interessantes:

  • Premmia 
  • Km de Vantagens 
  • Programas dos Bancos como: Santander Esfera, Livelo, Ponto pra Você, Feito pra Você

23. Utilize cupons de desconto

Já existem diversos sites que oferecem cupons de desconto para lojas, restaurantes, viagens e para muitos outros lugares e estabelecimentos.

Dessa maneira, antes de realizar uma compra, faça uma breve pesquisa na internet para saber se não existe um cupom de desconto para ela.

 

No lazer

24. Vá ao cinema durante a semana

O cinema é mais barato de segunda a quinta-feira, exceto em feriados. Faça um esforço e vá ao cinema durante a semana.

Deixe os dias do final de semana para outros programas.

25. Diminua as idas aos shopping centers

Pode ser que você vá só para passear, mas cada vez que você entra em um shopping você tem a noção errada de que sempre falta algum enfeite para sua casa, um brinquedo para o seu filho ou uma peça para o seu guarda-roupa.

Tente, na medida do possível, evitar saídas como essa.

 

Nas viagens

26. Peça o bloqueio da internet e da TV por assinatura quando for viajar

Vai viajar de férias? Antes de viajar, peça o bloqueio da sua internet e da sua TV por assinatura.

Você não deve pagar o que não usa.

27. Assine programas de milhagens

Se você costuma viajar bastante, pense na possibilidade de fazer parte dos programas de milhagens das companhias aéreas.

Na maioria das vezes que se confronta o valor da passagem por milhas e o valor da passagem em dinheiro, o que sai mais em conta é o pagamento através das milhas.

Os participantes costumam, também, ter acesso às promoções antes das outras pessoas.

Conclusão

Enfim, existem milhares de oportunidades de economia no nosso dia a dia, basta uma análise mais crítica para repararmos o quanto desperdiçamos de dinheiro diariamente. Busque formas alternativas para os seus gastos e aplique-as.

Além disso, lembre-se sempre de acompanhar seus gastos. Somente sabendo para onde vai o dinheiro é que você pode cortar ou reduzir o que não é essencial.

*****

Leia também:

Por que você precisa fazer um controle de gastos pessoais

Como economizar dinheiro a partir de hoje: 10 dicas fundamentais

Aprenda a economizar dinheiro criando metas e orçamentos

*****

Curtiu estas dicas práticas para você economizar no dia a dia? Conhece alguma outra? Compartilhe conosco!

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo 27 dicas práticas para você economizar no dia a dia? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários

Sobre o autor

Douglas Gonçalves

Douglas Gonçalves

Douglas, 27 anos, formado em Ciências Aeronáuticas e Administração Pública. Criador do Dicas Financeiras e inconformado com o baixo nível de educação financeira do país apesar de acreditar na simplicidade do tema. Desde que começou a investir decidiu que iria transmitir seu conhecimento o tanto quanto possível. Hobbies: violão e leitura.