As seis decisões financeiras mais importantes que você deve tomar entre os 20 e os 30 anos *

Texto produzido originalmente por Miriam Caldwell no site The Balance

Banner convidando para o site do Mobills

Quando você está nos seus vinte anos, está construindo uma base sólida para o seu futuro financeiro. As escolhas que você faz agora irão afetá-lo ao se aproximar dos trinta em diante. Você pode dar passos neste momento para construir um futuro sólido para você e sua família (quando você decidir ter uma).

Essas decisões financeiras o ajudarão, ainda, a estabelecer hábitos que facilitarão o gerenciamento de suas finanças com sucesso nos próximos anos. Seguir esses passos, torna possível desfrutar dos seus vinte anos, enquanto ainda planeja o seu futuro.

6 decisões financeiras que você deve tomar entre os 20 e os 30 anos

1 – Pare de usar cartões de credito

Uma das melhores escolhas que você pode fazer é parar de usar seus cartões de crédito. É muito fácil entrar em dívida de cartão de crédito, e perceber que em poucos anos você conseguiu adquirir grandes dívidas.

Aproveite o tempo agora para parar de usar seus cartões de crédito, mesmo para emergências. Isso irá impedi-lo de ter que lutar para se livrar de grandes quantidades de dívida quando você estiver mais velho. Um orçamento e um fundo de emergência ajudarão você a alcançar esse objetivo.

2 – Comece a economizar para a aposentadoria

Você precisa começar a economizar para aposentadoria agora. Quanto mais cedo você começar, mais cedo você será capaz de se aposentar.

Além disso, seu dinheiro terá mais tempo para render, o que significa que você pode não precisar contribuir com uma porcentagem maior ao ficar mais velho e ficar tentando recuperar o atraso com sua poupança de aposentadoria. Você pode começar com uma poupança privada, mesmo se você não estiver empregado ou se você é autônomo.

3 – Crie um plano financeiro sólido

Você nunca iria em uma viagem sem um destino específico em mente. Da mesma maneira, é importante ter um plano financeiro sólido para que você saiba para onde você está indo financeiramente e para ajudá-lo a identificar os passos que você precisa dar para chegar lá.

Seu plano financeiro deve incluir tudo, desde a compra de uma casa até a aposentadoria. Ao se casar e ter filhos, você precisará ajustar o plano. Não adie a criação de um plano financeiro só porque você é solteiro. Você ainda precisa ter uma poupança específica e metas para sua aposentadoria.

4 – Economize para dar entrada em uma casa

Assim que você tiver pago a sua dívida de cartão de crédito, você deve começar a economizar dinheiro para dar entrada em uma casa.

Não precisa ser muito dinheiro enquanto você estiver pagando seus débitos, mas depois que você acabar de pagá-los, deve tentar economizar o suficiente para comprar sua primeira casa ao final dos seus vinte anos ou início dos trinta.

Com uma boa entrada se torna mais fácil você conseguir uma boa taxa de juros em sua hipoteca. Economizar agora irá ajudá-lo a estar pronto quando chegar a hora de comprar uma casa.

5 – Estabeleça um fundo de emergência

Seu fundo de emergência lhe dará paz de espírito. Ele pode ajudá-lo a lidar com as coisas inesperadas que a vida lança em você, como seu carro quebrar, reparos em sua casa ou até mesmo perder um emprego.

Quanto maior o seu fundo de emergência for, mais seguro você se sentirá. Enquanto você ainda estiver quitando suas dívidas, você não precisa separar R$ 1.000 para um fundo de emergência, mas você pode estabelecer um valor mensal de acordo com a sua renda.

Depois que estiver livre de dívidas, tente separar o valor para um ano de despesas. Você pode investir seu dinheiro em algum título público que tenha a mesma liquidez de uma conta poupança, mas que ofereça taxas de juros mais elevadas.

6 – Faça um orçamento todos os meses

O passo mais importante que você pode tomar em seus vinte anos é começar a fazer um orçamento. Você vai precisar de um orçamento para cada mês para o resto de sua vida. Quanto mais cedo você começar a fazer um orçamento melhor você será financeiramente.

Seu orçamento lhe dá a capacidade de decidir como você deseja gastar seu dinheiro. Ele lhe ajuda a acompanhar seus gastos e pode impedi-lo de gastar demais ou confiar em seus cartões de crédito. Quando você se casar, você precisará de um orçamento com o seu cônjuge.

É preciso tempo e trabalho, mas se você estiver orçando, pode estar confiante de que você está lidando com suas finanças de forma responsável. Cada real que você ganha deve ser atribuído a uma categoria antes que o mês comece, e quando você ficar sem dinheiro nessa categoria, você precisará parar de gastar. Se você conseguir dominar este passo, você pode vencer financeiramente.

Leia mais:

Finanças pessoais para universitários: como melhorar a situação financeira

Os principais erros financeiros nas diferentes fases da vida

9 passos para alcançar o primeiro milhão antes dos 30 anos

Curtiu conhecer as 6 decisões financeiras que você deve tomar entre os 20 e os 30 anos? Já tomou alguma delas? Vai tomar a partir de agora? Compartilhe conosco!

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo As seis decisões financeiras mais importantes que você deve tomar entre os 20 e os 30 anos? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

 

Comentários