A liberação do pagamento da 1ª parcela para aqueles que estavam com o benefício em análise ocorrerá de maneira gradual a partir do dia 19, indo até o dia 29 de maio, conforme o mês de nascimento do beneficiário.

Cansado de ler? Então ouça este artigo:

Dataprev aprova liberação de pagamento do auxílio emergencial em análise para mais de 8 milhões!

Seu auxílio emergencial ainda estava em análise?

Segundo Gustavo Canuto, presidente da Dataprev, mais de 8 milhões de brasileiros tiveram o benefício aprovado ontem (15).

As informações também já foram repassadas à Caixa, que deve liberar aproximadamente R$ 5,3 bilhões nos próximos dias.

Pagamento da 1ª parcela para quem estava com o auxílio emergencial em análise

A liberação do pagamento da 1ª parcela para aqueles que estavam com o benefício em análise ocorrerá de maneira gradual a partir do dia 19, indo até o dia 29 de maio, conforme o mês de nascimento do beneficiário.

De acordo com Pedro Guimarães, presidente da Caixa, o pagamento não será liberado todo de uma vez justamente para evitar aglomerações e filas nas agências, uma prevenção necessária devido à pandemia do novo coronavírus.

Quem estava com o auxílio emergencial em análise, provavelmente recebeu (às 18h de ontem) a confirmação nos apps oficiais do auxílio emergencial se o seu benefício foi ou não liberado.

Datas de liberação do pagamento do auxílio emergencial em análise

Data (dia): Nascidos em:
19 de maio (terça) Janeiro
20 de maio (quarta) Fevereiro
21 de maio (quinta) Março
22 de maio (sexta) Abril
23 de maio (sábado) Maio, junho e julho
25 de maio (segunda) Agosto
26 de maio (terça) Setembro
27 de maio (quarta) Outubro
28 de maio (quinta) Novembro
29 de maio (sexta) Dezembro

O presidente da Caixa explicou, ainda, que os beneficiários que perderem o dia do saque, poderão sacar normalmente em uma data posterior.

Contudo, aqueles que nasceram em um mês superior ao da data de saque não terão a possibilidade de retirar o dinheiro num dia anterior.


Lei que amplia beneficiários do auxílio emergencial é aprovada com vetos; mães adolescentes terão direito ao benefício


Por que uma demora tão grande para liberar os benefícios?

Conforme o presidente da Dataprev, a demora para liberação da 1ª parcela do auxílio emergencial ocorreu porque a instituição teve que checar as informações dos beneficiários em 17 bases de dados do governo.

Para que a liberação do benefício para os mais de 8 milhões de brasileiros fosse possível, a Dataprev teve que processar 14,6 milhões de pedidos nos últimos dias.

Desse total, 6,3 milhões tiveram o benefício negado ou considerado inconclusivo (quando há necessidade de correção de informações).

Gustavo Canuto também apresentou as estatísticas gerais de processamento do auxílio emergencial.

Banner convidando para pedir o cartão Méliuz

Até o momento, a estatal de tecnologia recebeu mais de 118 milhões de requerimentos, dos quais processou um percentual de 95,2%.

Em relação ao total processado, mais de 16 milhões foram considerados inconclusivos, quase 37 milhões foram negados e cerca de 59 milhões de benefícios foram liberados.

Atualmente, a Dataprev está processando mais de 1 milhão e meio de requerimentos e começará a processar aproximadamente outros 4 milhões de pedidos nos próximos dias.

E a 2ª parcela, como fica?

Já a 2ª parcela do auxílio emergencial será depositada entre os dias 20 e 26 de maio.

Vale destacar que o depósito será exclusivamente nas contas poupanças digitais abertas pela Caixa.

Sendo assim, mesmo aqueles que informaram conta bancária no momento do cadastro, receberão os valores pela conta digital e terão que movimentar o dinheiro através do aplicativo Caixa Tem.

Segundo Guimarães, a Caixa fez a opção pelo pagamento apenas virtual (neste primeiro momento) visando evitar que as filas de saques em espécie da 2ª parcela coincidam com a fila de pagamento da 1ª parcela para os mais de 8 milhões de brasileiros que tiveram o auxílio aprovado somente agora.

Quando ocorrerá o saque em dinheiro da segunda parcela?

A possibilidade de retirada em dinheiro da 2ª parcela estará disponível a partir do dia 30 de maio indo até 13 de junho, sempre com base no mês de nascimento do beneficiário.

Por outro lado, quem faz parte do programa Bolsa Família receberá a segunda parcela normalmente, nos dez últimos dias úteis de maio (ou seja, entre os dias 18 e 29).

Para esses, a ordem de saque é embasada no dígito final do NIS (Número de Inscrição Social).

-> O que achou da notícia sobre a liberação do pagamento do auxílio emergencial em análise para mais de 8 milhões de brasileiros? Se gostou, então, compartilhe com seus amigos e familiares!

Quer acompanhar nosso conteúdo também no Instagram? Clique aqui e siga o @mobillsedu!

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, deixe seu comentário.


SAIBA MAIS:

Postado em: Notícias


Escrito por Victor Leitão

Victor Leitão, Líder de Conteúdo e SEO na Mobills. Consultor financeiro pessoal. Pesquisador incansável dos temas educação financeira e finanças pessoais. Formado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Ceará.


Hey, o que você achou desse conteúdo?

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar de

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

logo-mobills-app

Baixe agora para o seu dispositivo

logo-mobills-app
logo-mobills-app
logo-mobills-app