Escolher uma corretora de valores é muito simples e geralmente todo o processo é feito online, sem que você precise sair de casa.

Cansado de ler? Então ouça este artigo:

Você sabe o que é corretora de valores e como escolher uma?

Na hora de investir, você vai precisar escolher uma corretora de valores.

É essa instituição que fará a ponte entre o seu dinheiro e as diversas aplicações financeiras disponíveis no mercado

Uma corretora de valores funciona como uma espécie de prateleira de supermercado.

Ao comprar tudo o que precisa, você decide sempre entre ir a um ou outro estabelecimento, certo? 

No caso dos investimentos, é a mesma coisa.

Existem várias opções de corretoras para investir na bolsa de valores e outros ativos, como fundos de investimento, CDBs, títulos públicos do Tesouro Direto, LCI, LCA e por aí vai.

Então, a corretora de valores basicamente é a empresa que faz a intermediação entre você e as alternativas de investimento. 

O que é uma corretora de valores?

Como falamos ali em cima, são empresas que ligam o investidor às diversas opções de aplicações financeiras.

Como qualquer outra empresa do mercado financeiro, as corretoras de valores mobiliários (nome mais técnico dado a essas instituições) são reguladas e fiscalizadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) – que funciona como uma espécie de xerife do mercado de capitais brasileiro. 

Os grandes bancos (Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander) têm suas próprias corretoras.

Porém, nos últimos anos, foram criadas dezenas de novas instituições independentes, ou seja, não ligadas a nenhum grande conglomerado financeiro.

O caso mais conhecido, que ficou bastante popular, é o da XP Investimentos, hoje considerada a maior corretora de valores do país, com mais de 1,7 milhão de clientes ativos e volume total de R$ 409 bilhões sob custódia, conforme informações disponíveis em seu site.

Abrir conta em corretora de valores é simples?

O processo de abertura de conta em uma corretora de valores é bem parecido com abrir conta em banco, mas muito mais fácil.

Cada corretora tem seus procedimentos, entretanto, no geral são pedidos dados pessoais, como:

  • RG, CPF, endereço residencial com comprovante, informações financeiras (patrimônio, bens, valores já investidos) e ocupação profissional. 

Na maioria dos casos, abrir conta em corretora de valores é simples, sem qualquer dor de cabeça.

Basta preencher as informações solicitadas e aguardar a resposta, que costuma ser rápida, em questões de minutos na maior parte das situações.

Geralmente, esse processo de abertura de conta em corretora não custa nada e você também não precisa depositar nenhum dinheiro para ter o cadastro aceito. 

Como escolher uma corretora de valores

Escolher uma corretora de valores é uma decisão muito importante ao começar a investir.

É fundamental que a instituição tenha a ver com o seu estilo e perfil de investidor, ou seja, que tenha um portfólio de produtos que combine com suas necessidades e seus objetivos.

Banner convidando para pedir o cartão Méliuz

Por exemplo, para quem quer aumentar o investimento em ações, e está sempre aplicando nesses ativos, o ideal é que use uma corretora de valores com diversos serviços e ferramentas de home broker (ambiente eletrônico de negociação de ações). 

Como qualquer tipo de serviço ou produto, outra regra básica é procurar o máximo de informações sobre a corretora de valores na internet.

Por exemplo, checar os dados na CVM, para saber se a instituição está devidamente registrada, sem qualquer processo ou questões judiciais. 

No site da CVM, você pode consultar várias informações sobre as corretoras, inclusive telefones e endereços comerciais.

Pelo site da bolsa de valores (B3), dá para verificar a lista de corretoras de valores habilitadas. 

A recomendação principal é testar a qualidade dos serviços prestados para ver se vale ou não a pena.

Outra dica é pedir opinião de amigos e familiares que já investem e conhecem os serviços de algumas corretoras.

Mas se você não curtir a experiência, não pense duas vezes e mude. 


Saiba quais são as 10 melhores corretoras de valores do Brasil!


É possível mudar de corretora de valores?

Sim, é possível mudar de corretora de valores.

Do mesmo jeito que ninguém é obrigado a manter conta em um banco porque está tendo algum tipo de experiência ruim ou indesejada, é possível trocar de corretora.

Em geral, a portabilidade (conhecida nesse caso como transferência de custódia) é um processo simples e gratuito, sem cobrança de taxas ou tarifas. 

O primeiro passo é abrir uma conta nova em outra corretora e pedir o documento de transferência de custódia para a instituição em que você tem conta atualmente.

Esse documento precisa ter reconhecimento de firma em cartório.

Depois, você vai precisar entrar em contato com a corretora de origem para enviar o documento por e-mail ou Correios.

Ah, uma dica: tenha em mãos o nome e o CNPJ de ambas as corretoras (essa informação está disponível no site da CVM).

Vale lembrar que as corretoras de valores são responsáveis apenas pela intermediação e tem a chamada custódia dos ativos financeiros.

Isso significa que essa instituição não é a dona dos investimentos – todas as aplicações ficam em nome do investidor, com seu CPF (CNPJ, se o investimento for realizado por uma empresa). 

Qual a melhor corretora de valores?

Essa é uma pergunta que muita gente faz. Do mesmo jeito que não existe o melhor investimento, também não há a melhor corretora de valores.

Na prática, só você vai conseguir dizer qual é a melhor corretora, até porque cada uma tem características diferentes e estilos que agradam a uns e podem não ser interessantes para outros perfis de investidores.

Tudo vai depender do seu gosto e do que está buscando. 

Quem vai começar a investir pode encontrar em algumas corretoras, por exemplo, materiais educativos, simuladores, relatórios sobre determinadas ações ou setores, assim como contato com assessores e consultores de investimento.

Muitas corretoras de valores também têm páginas nas redes sociais e canal no YouTube com dicas de finanças pessoais. 

No entanto, também já fizemos uma lista com as melhores corretoras de valores do Brasil, você pode conferir clicando no link que destacamos um pouco mais acima no artigo.

Conclusão

Como deu pra perceber, a corretora de valores é aquela empresa que vai fazer a conexão entre sua grana e os investimentos de renda fixa (títulos públicos, CDB e outros) e renda variável (ações, por exemplo).

Escolher uma corretora de valores é muito simples e geralmente todo o processo é feito online, sem que você precise sair de casa. 

Para decidir qual a melhor corretora, faça uma boa pesquisa, pergunte opiniões de amigos e familiares e, claro, verifique a reputação da instituição em sites de notícias, jornais e no órgão regulador, a CVM.

Agora que você sabe o que é uma corretora de valores, baixe o app do Mobills para entender como está sua situação financeira e conseguir poupar mais. 

Dessa maneira, você terá mais dinheiro disponível mensalmente para investir e realizar os seus objetivos financeiros.

-> O que achou do artigo sobre as corretoras de valores mobiliários? Se gostou, então, compartilhe com seus amigos e familiares que possam se interessar.

Quer acompanhar nosso conteúdo também no Instagram? Clique aqui e siga o @mobillsedu!

A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, sugira novos temas, deixe seu comentário.


SAIBA MAIS:

Fundo Garantidor de Crédito (FGC): entenda melhor como essa entidade protege seu dinheiro

Postado em: Corretoras


Escrito por Equipe Mobills Edu


Hey, o que você achou desse conteúdo?

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar de

Junte-se a mais de 239.950 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

logo-mobills-app

Baixe agora para o seu dispositivo

logo-mobills-app
logo-mobills-app
logo-mobills-app