Confucionismo: a filosofia asiática que busca o eterno aperfeiçoamento pessoal

A busca pela perfeição chega a ser irônica. Aprendemos que ninguém é perfeito e que temos que saber conviver com nossos defeitos.

Porém, para quem pratica o confucionismo a perfeição existe na mais perfeita utopia (ou seria distopia?).

Lealdade, justiça, conhecimento, perdão, respeito, integridade etc. Essas são algumas das palavras ligadas ao confucionismo que prega o eterno aperfeiçoamento pessoal.

Mas afinal, do que se trata essa filosofia?

A primeira vez que eu li sobre o confucionismo foi em uma matéria da revista Superinteressante.

Quando pesquisei sobre o tema descobri que o termo é muito mais do que estava na matéria e é até considerado por alguns como uma religião.

O confucionismo é uma filosofia que impactou boa parte do leste asiático e que até hoje é praticada. Neste artigo, explicarei sobre a doutrina e como isso impacta a vida dos praticantes.

Descubra mais sobre a filosofia do confucionismo

 

A humanidade é o centro

homem de braços abertos olhando para a cidade
O confucionismo é uma filosofia que abrange boa parte do leste asiático. Saiba tudo sobre ela!

O confucionismo surgiu no século VI a.C., a partir do filósofo chinês Confúcio que acreditava que a humanidade é o pilar central do universo.

Sendo assim, a filosofia prega que todos os humanos nascem naturalmente bons, sendo a educação o fator primordial que irá determinar quem realmente somos.

A família é a base central de tudo, onde aprendemos todas as nossas ideologias e como deveremos viver nossas vidas.

O respeito aos mais velhos e aos que estão em hierarquias maiores é intenso, sendo inadmissível o desacato.

Logo, os governantes são considerados os “pais do povo”, que cuidam e são um verdadeiro exemplo para a sociedade.

As pessoas são como súditas – não no sentido de obediência imposta – mas no sentido de ter prazer em servir alguém que é um exemplo ao próximo.

Assim, não é espantoso o respeito excessivo pelos chefes de estado nas culturas influenciadas pelo Confucionismo.

Apesar de ser considerado uma religião por alguns, o confucionismo é de fato uma filosofia que agrega boa parte da Ásia Oriental, como China e Coreia do Sul.

Aperfeiçoe seu controle financeiro pessoal e comece a utilizar o MOBILLS

Confucionismo x dinheiro

mulher desenhando um cifrão
Como se sai economicamente os países que praticam o confucionismo?

Países do leste asiático, como China e Coreia do Sul (citados anteriormente) que são adeptos do confucionismo, investem pesadamente na educação.

Mas por que estou falando da educação? Porque ela, com certeza, é um dos pilares do desenvolvimento de uma nação.

Uma sociedade que possui uma boa educação é uma sociedade que cresce produtiva e preocupada com a geração de valor e com o trabalho qualificado.

A Coreia do Sul, por exemplo, tem a educação como uma das maiores prioridades do país e, por consequência, em 2015 a Coreia tinha, em média, uma renda per capita anual de US$ 34.6 mil – mais que o dobro da média do Brasil, que estava com US$ 15.4 mil.

Mas onde exatamente o confucionismo se encaixa nisso tudo?

Já que a doutrina acredita que todos as pessoas nascem naturalmente boas, sendo a educação o fator primordial que irá determinar quem realmente somos (como dito no tópico anterior), o investimento na educação é indispensável!

Se a economia de um país vai bem, então mais empregos são gerados e o seu salário tem mais chances de aumentar!

7 DICAS PARA QUE VOCÊ CONSIGA AUMENTAR SEU SALÁRIO EM POUCO TEMPO

Lado negro do confucionismo

mulher triste de cabeça baixa enquanto abraça os próprios joelhos
Nem tudo são flores e com o confucionismo não é diferente.

Claro que nada é perfeito e tudo tem seu ponto negativo. O do confucionismo chega até a ser assustador.

No começo do texto falei que para quem pratica a filosofia a perfeição existe na mais perfeita utopia (ou seria distopia?). Agora, vocês irão entender o que eu quis dizer com isso.

Citando como exemplo a Coreia do Sul novamente, desde pequenos, eles acostumam se esforçar bastante em tudo que fazem. As crianças passam quase dez horas por dia na escola, e muitas também fazem atividades extras à noite.

Você não pode ser um dos melhores da sala de aula, você tem quer ser o melhor! E até onde a perfeição pode chegar?

A pressão em cima dos jovens é tão grande que a Coreia possui a segunda maior taxa de suicídio no mundo! O Japão não fica atrás, infelizmente.

O primeiro dia de aula japonês é conhecido como o dia mais triste do ano, pois é o dia que mais ocorre suicídio de jovens no país.

Os ídolos são tratados como “deuses” e eles devem ser exemplos para a sociedade. As empresas que cuidam da gestão desses ídolos controlam a vida deles para que nenhum passo em falso seja dado.

Namorar? Nem pensar! Fumar? Beber? De jeito nenhum!

O confucionismo, como eu já disse, prega o aperfeiçoamento pessoal eterno. As pessoas querem entrar na melhor faculdade e conseguir o melhor emprego.

Recentemente descobri que uma menina que estudou comigo há alguns anos está morando na Coreia, pois casou com um coreano.

Ela disse que seu marido sempre sonhou em trabalhar na maior empresa de tecnologia do país e não aceitaria outro emprego a não ser esse.

Podemos observar o quanto a perfeição é extremamente importante para o povo que segue a filosofia do confucionismo.

No entanto, embora querer dar o seu melhor e conquistar suas metas seja algo essencial, o exagero e a obsessão pode te atrapalhar, então tome cuidado.

A CAPACIDADE DE REALIZAR SONHOS E CONQUISTAR METAS

Confucionismo no Brasil

bandeira do brasil
Será que o confucionismo daria certo no brasil?

Você deve ter percebido o quanto essa filosofia foge do que o Brasil é atualmente. O confucionismo não é constatado em nenhum segmento da sociedade brasileira.

Mas será que se essa doutrina fosse empregada hoje daria certo? Ao meu ver, o Brasil não se acostumaria com uma filosofia que prega tanto o perfeccionismo como a obediência às autoridades.

Primeiro, que o sistema político brasileiro não agrada aos residentes do país.

Casos de corrupção, injustiças etc. só levam os brasileiros a não confiarem em seus chefes de estado. Imagina, então, prometer obediência “na saúde e na doença”?

Segundo, o nosso sistema educacional – que seria a base para o confucionismo – tem muito o que melhorar. Todas as crianças e adolescentes deveriam ter acesso à educação e, infelizmente, isso não acontece no nosso país.

E por último, as nossas primeiras referências em filosofia foram ícones ocidentais, ou seja, não aprendemos profundamente sobre outras doutrinas na escola.

Concluindo, o Brasil não está pronto para adotar o confucionismo em sua situação atual.

Conclusão

Como você pode ler durante o texto, o confucionismo é uma filosofia asiática que prega que a humanidade é o pilar central do universo. Sendo assim, a educação é base dessa doutrina.

Países como Coreia do Sul e Japão, que adotam essa filosofia, mostram pontos bastantes positivos em sua sociedade, mas também existem pontos negativos.

O perfeccionismo é tão intenso que os jovens não aguentam a pressão e acabam cometendo suicídio. É muito triste conviver com isso.

Ademais, o Brasil não está pronto para adotar o confucionismo em sua situação atual.

Mas deixo um questionamento para vocês: será que realmente traria uma melhoria significativa para o nosso país, mesmo com os pontos negativos?

Se você gostou do texto, deixe seu comentário. Adoramos ler e saber a sua opinião. Também não deixe compartilhe com os amigos.

*****

LEIA TAMBÉM:

O porquê da inércia ser sua maior inimiga financeira

*****

Comentários