Comprar à vista: mais que um hábito, uma estratégia
Por favor, avalie esse Post

Comprar à vista: mais que um hábito, uma estratégia

Banner convidando pra conhecer o Mobills Web

Muito mais que um simples hábito, comprar à vista é uma estratégia para organizar as finanças pessoais, para se gastar menos e ter uma vida saudável financeiramente. Muitas pessoas, cada vez mais, têm adotado essa postura, conseguindo grandes resultados em suas vidas.

No texto abaixo, trazemos algumas reflexões sobre esse tema, com o objetivo de continuar desenvolvendo a consciência de que as pessoas são muito mais felizes quando assumem o controle total de sua vida financeira, algo que é possível para qualquer um.

Estratégia para organizar as finanças

Quando a situação está fora de controle, quando se gasta mais do que se ganha, as dívidas começam a criar volume e as preocupações tomam conta das madrugadas, é nesse estágio que muitas pessoas buscam ajuda de especialistas para lhes orientar num plano de recuperação financeira.

Certamente uma das principais orientações é parar de comprar a prazo e criar o hábito de fazer pagamentos à vista. Essa ação, dentro da estratégia de saneamento financeiro, é muito importante, pois traz a pessoa para dentro da realidade de que somente deve-se gastar, no máximo, o que se ganha. Ou melhor dizendo, primeiro se ganha, depois se gasta.

Mesmo que a pessoa esteja afogada de tantas contas atrasadas para pagar, num primeiro momento, é necessário parar de “pedalar” as dívidas e começar uma nova fase baseada na atitude de pagar as contas do dia a dia à vista.

Isso é de suma importância para estancar o hábito negativo de gastar mais do que se ganha, o que, normalmente, leva essas pessoas a essa situação de endividamento.

Logicamente que interromper o pagamento das dívidas é algo temporário. É preciso, em seguida, montar uma estratégia no sentido de renegociá-las de uma forma que seja possível uma amortização ao longo do tempo ao menor custo possível.

Para cada credor será uma negociação diferente, levando em conta o tamanho da dívida, os juros cobrados e sua disposição para ser flexível. Na maioria das vezes, os credores aceitam negociar de uma forma que torne possível a dívida ser paga. O interesse deste é diminuir o saldo ao longo do tempo e recuperar todo o valor.

Para esse tipo de situação, que leva muitas pessoas ao desespero, sempre há uma saída a partir de um planejamento financeiro, mudança de hábito e determinação de levar adiante as estratégias traçadas.

Após algum tempo dentro do novo hábito de pagar à vista, com o crédito já recuperado, é possível voltar a comprar a prazo. Sempre é preciso ter em mente que os financiamentos são saudáveis quando se deseja adquirir um bem de alto valor e a compra à vista torna-se inalcançável.

Isso é válido para automóveis, imóveis ou bens duráveis. Nesses casos, os prazos de pagamento são mais longos e os juros tendem a ser mais baixos e aceitáveis.

Estratégia para se gastar menos

Muitas pessoas, com alto grau de inteligência financeira, utilizam a estratégia de pagar somente à vista como forma de fazer o dinheiro render mais. Essa estratégia obedece à lógica de que a compra em dinheiro vivo, como se costuma dizer, proporciona maiores descontos nas compras.

Ou seja, o comprador, nessa situação, tem maior poder de barganha.

A estratégia consiste em sempre pedir desconto, não se podendo ter receio ou vergonha na hora de pedir. Todo bom negociador, seja vendedor ou comprador, já sabe que a negociação de preço é uma prática antiga e presente em praticamente todas as culturas.

Os preços iniciais da negociação sempre têm uma “gordura” para se dar de desconto.

Uma boa estratégia é postergar a compra, acumular o dinheiro e comprar à vista com desconto. É uma questão de controlar a ansiedade, vencer o impulso pela compra imediata e as táticas dos vendedores para convencer a se comprar parcelado.

Quando a compra é feita de forma parcelada, a loja ganha a sua margem de lucro mais o desconto que tinha na manga para uma possível venda à vista e entram em cena as financeiras que vão cobrar taxas e juros pelo financiamento.

Portanto, um produto financiado em doze vezes pode ser aumentado em 30% numa compra a prazo. É dessa forma que o “suado dinheirinho” some dos bolsos e se perpetua a pobreza ao longo da vida.

O hábito de negociar à vista, sem sombra de dúvida, ajuda a render o dinheiro no bolso do consumidor. No final do ano, somando-se todos os descontos conseguidos, pode-se chegar a valores interessantes, muito mais do que qualquer aplicação financeira.

Você não conhece pessoas que, mesmo ganhando pouco, conseguem fazer o dinheiro render em suas mãos? Certamente elas têm por hábito valorizar o dinheiro, buscar o melhor preço e pedir desconto sempre. Talvez esse seja o segredo.

Estratégia para se manter saudável financeiramente

Uma pessoa que tem como estratégia comprar sempre à vista consegue ter uma vida mais realista, pois comprar quando se tem dinheiro disponível, buscar o melhor preço e descontos, não gastar mais do que se ganha e gerar excedentes para a poupança são atitudes de gente, como diz o ditado popular, com o “pé no chão”.

Esses tipos de atitudes fazem com que as pessoas vivam com maior tranquilidade e equilíbrio.

Por outro lado, existe outro tipo de pessoa, que podemos qualificar como sonhadora, que vive dentro da ilusão do status, vivendo uma vida que não tem condições de bancar financeiramente. Nessa condição, vive cercada de dívidas, pagando juros exorbitantes e se afundando cada dia mais no desastre financeiro.

Outras pessoas não conseguem se conter diante da oferta de alguns produtos e acabam, precipitadamente, comprando sem necessidade ou no momento errado, pagando juros que reduzem ainda mais o poder de compra de sua renda. Essa também é uma forma de se tornar cronicamente pobre.

Manter-se equilibrado financeiramente é uma questão de qualidade de vida, por isso é tão importante se autoanalisar e se criticar no sentido de promover mudanças que trarão resultados imediatos a essa qualidade de vida.

O dinheiro pode proporcionar muitas coisas boas e trazer, inclusive, paz de espírito e felicidade. Porém, quando mal conduzido, pode trazer grandes preocupações e infelicidades.

Esse é um tema que não pode ser excluído dos aprendizados da vida, pois tem a ver com a felicidade das pessoas, com o equilíbrio e desenvolvimento econômico de um país. Uma economia com altos graus de inadimplência pode ser prejudicada através da estagnação do consumo.

Por isso é tão importante o desenvolvimento da inteligência financeira, matéria que deveria ser ensinada nas escolas já nos primeiros anos de ensino. Isso traria grandes resultados ao desenvolvimento de uma cultura de equilíbrio frente ao dinheiro para as gerações futuras.

Conclusão

Existem muitas formas para se manter equilibrado financeiramente. A que apresentamos neste texto é criar o hábito de pagar à vista. Isso não é nenhuma novidade, pois diversos especialistas, na área de finanças pessoais, sugerem essa prática, e podemos comprovar que muitas pessoas que adotaram essa estratégia conseguiram, em pouco tempo, o equilíbrio financeiro.

Também podemos constatar que as pessoas, independentemente de quanto ganham, que têm equilíbrio financeiro adotam essa estratégia. Portanto, ela é de comprovado sucesso.

Banner convidando pra conhecer o Mobills Web

Comentários