10 dicas fundamentais para você sair do vermelho
2.5 (50%) 2 votes

10 dicas fundamentais para você sair do vermelho

Banner convidando pra conhecer o Mobills Web

Você se encontra com muitas dívidas e não sabe mais o que fazer para sair do vermelho? Calma, embora sua situação financeira possa estar muito ruim, é possível revertê-la e melhorar de condições com algumas medidas relativamente simples.

A questão de sair das dívidas depende muito mais das suas atitudes do que qualquer outra coisa, acredite nisso, mas temos algumas sugestões que irão facilitar essa tarefa.

É muito importante você estar ciente que ter força de vontade é essencial. Não adianta querer sair do vermelho se você ficar acomodado à espera de um milagre. Nada cai do céu, então corra atrás.

Claro, que estamos aqui para te ajudar, por isso veja como sair do vermelho com 10 dicas fundamentais relacionadas à educação e ao controle financeiro:

Como pagar minhas dividas e sair do vermelho

1. Fortaleça o hábito de registrar tudo

menina no notebook usando o aplicativo Mobills
Ter um orçamento saudável é essencial para se ter uma vida melhor.

Se você pensa que as pessoas ficam ricas somente por causa do trabalho delas, você deve rever seus conceitos. As pessoas que são independentes financeiramente têm o controle efetivo das finanças pessoais. Elas sabem exatamente o quanto ganham e o quanto gastam.

Pensa comigo: sem ter noção do quanto você gasta diariamente, fica muito mais difícil saber como sair do vermelho e quando você conseguirá quitar suas dívidas, não é mesmo?

Dessa maneira, você pode utilizar um aplicativo de gerenciamento financeiro pessoal, como o Mobills. Eles são muito úteis na tarefa de anotar os gastos diários, principalmente por você não precisar estar sempre perto do computador (apesar de também ter a versão para a web).

Além de você poder anotar toda as suas despesas e receitas, o Mobills disponibiliza várias outras funcionalidades que vão te ajudar a ter um orçamento saudável, como Módulo de Investimentos, Objetivos e Modo Viagem.

Lembre-se que apesar de parecer difícil controlar suas finanças no começo, tudo é uma questão de hábito, e “o hábito faz o monge”.

2. Estabeleça uma meta de poupança

homem botando moedas em um cofre de porquinho
Sem uma meta financeira, fica mais difícil de você conseguir economizar.

Para obter êxito em qualquer atividade é muito importante que se estabeleça uma meta. Com as finanças pessoais não é diferente, é necessário que se crie uma meta de quanto é preciso poupar por mês para ter sucesso em quitar as dívidas.

Uma meta bem definida facilita a nossa vida, porque quando conseguimos alcançá-la antes do prazo, sabemos que fizemos um bom trabalho. Por outro lado, se estamos longe dela, sabemos que devemos nos esforçar mais.

Um ponto interessante sobre a meta é que o fato dela lhe ajudar a sair das dívidas provavelmente irá estimular você a mantê-la, para começar a acumular patrimônio, e alcançar outros sonhos como viajar, comprar uma casa, um carro, entre outras coisas.

A poupança, por mais que não seja o melhor meio de investimento, é o básico do investidor. Você cria uma conta-poupança no seu banco e bota uma parte do seu dinheiro lá, para ele render (lembrando que o rendimento da poupança é muito pequeno).

Este é um jeito de criar uma reserva de emergência e sair do vermelho.

3. Converse e se comprometa com alguém de confiança

duas pessoas juntando os dedos em ato de promessa
A mente humana, às vezes, consegue ser muito previsível, então use isso a seu favor.

Uma estratégia interessante é compartilhar seu orçamento com alguém de confiança e falar que você precisa poupar pelo menos 30% da sua renda a partir de agora.

Quando nos comprometemos com alguém, tendemos a ser mais responsáveis, até porque não queremos decepcionar as pessoas.

Se você espalhar para várias pessoas que vai economizar e contornar as suas dívidas, você irá se esforçar mais. É uma questão puramente psicológica.

Você já percebeu que fazemos muitas coisas para impressionar outras pessoas e não por nós mesmos? As mídias sociais são um grande exemplo disto. O Instagram, por exemplo, está cheio de famosos e influenciadores que nos induzem a querermos seguir uma certa tendência.

Precisamos ter cuidado com isto. Por mais que neste caso de economizar possa dar certo, faça tudo por você mesmo, pois a mais satisfação será conosco.

4. Renegocie suas dívidas

mulher usando a calculadora ao lado de várias contas
O importante agora é quitar as dívidas atuais e não fazer mais nenhuma!

Se a sua situação está muito complicada, esse passo será fundamental para que você alcance sucesso em melhorar a sua vida financeira.

Fale com as pessoas que você deve e tente renegociar as dívidas. Se possível, tente quitar o mais cedo possível e pagando a menor parcela de juros!

Evite também contrair novas dívidas. Caso contrário, você estará tapando um buraco e abrindo outro. Imagine a sua situação como um balde furado.

Primeiro temos que tapar os buracos para a água parar de vazar. Se a cada buraco que tapamos abrimos outro ficará difícil de fazer o nosso balde parar de perder água.

5. Pague as dívidas com juros mais altos primeiro

Pessoa anotando os débitos para começar a quitar as dívidas
Claro que as dívidas com os juros mais altos devem ser prioridade para não piorar a sua situação.

Dívidas com juros mais altos devem ser sua prioridade total. Afinal, são elas que estão levando você a se endividar cada vez mais.

O efeito bola de neve começa aqui. Quanto maior for os juros, maior será a sua dívida. Por isso, elabore uma lista das suas dívidas e veja as de maior valor para tentar saná-las primeiro. Faça um ranking de dívidas.

Lembre-se: os momentos de fraqueza virão, mas você deve passar por cima deles!

Outras dicas de como sair do vermelho

6. Abra mão do consumo por um tempo

três mulheres sentadas com várias sacolas de compras
Tenho certeza que existem vários itens de consumo que você compra com frequência e não precisa. Está na hora de rever seus atos consumistas!

Neste momento em que o seu objetivo principal é buscar formas de como sair do vermelho, você deve fazer alguns sacrifícios, para que possa colher os frutos depois.

Corte algumas coisas que não são exatamente essenciais na sua vida. Pense naquilo que você está comprando em excesso ou gastando sem necessidade, por exemplo: se você possui assinatura de TV a cabo e algum serviço de streaming, será que realmente é necessário você manter as duas assinaturas? Avalie muito bem os seus gastos.

Você precisa abrir mão de alguns luxos para alcançar o seu objetivo: se livrar das dívidas. Depois você pode ir gradativamente readquirindo os serviços que você abdicou, caso realmente sejam necessários.

7. Busque sempre conhecimentos sobre educação financeira

mulher segurando um livro em frente a uma estante enorme de livros
Se manter informado é muito importante!

Não importa a área que você quer se especializar e se manter informado, procure notícias, livros, vídeos, fóruns, etc. Você também pode recorrer à palestras, dicas de especialistas, cursos e tudo que te agregue conhecimento.

Lembre-se que o aprendizado é diário e ninguém nasce sabendo de tudo. Por isso, não sinta vergonha de perguntar e tirar dúvidas.

Como minha mãe sempre diz “a maior herança que podemos deixar para os nossos filhos é a educação”.

8. Venda itens velhos e usados

mulher olhando roupas em um brechó
Sabe aquele vestido que você usou apenas uma vez e está guardado no fundo do seu guarda roupa? Venda-o e ganhe dinheiro!

Tenho certeza que você possui alguns (e talvez muitos) itens velhos e usados que não utiliza mais, ou até mesmo itens em perfeito estado que você comprou e nunca usou.

Separe esses itens e veja se todos estão aptos para a venda, por exemplo: estão quebrados? Se sim, então não venda.

Organize um brechó e venda tudo! Um dinheiro extra nunca é demais.

9. Compre sempre à vista

Comprar à vista é a melhor opção, pois além de ter chances de você conseguir desconto, mostra que você é realmente capaz de comprar aquilo.

Se você está preocupado em como sair do vermelho, evite a qualquer custo as compras parceladas. Elas contribuem de maneira inigualável para o aumento do seu endividamento.

Quando você compra parcelado, você acaba tendo a falsa impressão de que gastou pouco porque não viu o dinheiro efetivamente sair do seu bolso e isso tem um fator psicológico por trás.

Alguns podem considerar besteira, mas se toda vez que for pagar algo você de fato tirar dinheiro do bolso, verá que está gastando muito. Quando chegar em casa, verá a sua carteira mais vazia e refletirá sobre isso.

Outra vantagem de usar o dinheiro é que você pode barganhar um desconto a mais, como explicado na dica anterior.

10. Se torne um freelancer

mulher segurando uma câmera fotográfica vintage
Sabe fotografar ou desenhar ou qualquer outra coisa bem interessante? Se torne um freelancer!

Você sabe o que é um freelancer? Freelancer é o profissional que trabalha de forma autônoma, podendo prestar serviços para empresas ou pessoas físicas.

Geralmente, eles desenvolvem trabalhos como de designers, redatores, fotógrafos, jornalistas, programadores, entre outros.

Se você sabe fazer algum trabalho que possa prestar como freelancer, então invista nessa área para ganhar uma renda extra e sair do vermelho.

FREELANCER: O QUE É, COMO COMEÇAR, COM O QUE TRABALHAR?

Conclusão

Agora que você conferiu as 10 dicas de como sair do vermelho, sabe que é super possível se livrar de todas as dívidas e voltar a ter uma vida financeira saudável.

Lembre-se que é muito importante você ter um aplicativo de gerenciamento financeiro pessoal para acompanhar o seu orçamento de perto e saber para onde exatamente o seu dinheiro está indo.

Nesse período de sair do vermelho, é essencial que você não crie novas dívidas e foque 100% em quitar as que já existem.

Você pode montar uma renda extra para te ajudar nesse período e também futuramente. Como fazer isso? Vire um freelancer, venda itens, crie uma poupança, enfim, não perca mais tempo e pense no seu futuro.

Gostou do artigo? O seu comentário é muito importante!

Banner convidando pra conhecer o Mobills Web

Comentários