Como sair das dívidas rapidamente: 7 passos simples 

Quando o assunto é se livrar das dívidas, não existe uma fórmula mágica que seja aplicável a todas as pessoas.

Se você não teve controle financeiro nos últimos tempos e acabou chegando a essa situação, saiba que você não é o único.

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), aproximadamente 60% dos brasileiros estão endividados, 24% têm contas atrasadas e 10% não terão condições de pagar as dívidas.

Sendo que, para alguns deles, a dívida pode chegar até 5 vezes o valor de suas rendas mensais.

Se você faz parte deste grupo, a ótima notícia é que você pode sair dessa situação complicada rapidamente.

Por outro lado, a notícia não tão boa assim é que será necessário esforço e disciplina.

Porém, entenda que isso vai ser maravilhoso para você no longo prazo, pois além de recuperar suas finanças, você poderá realizar seus sonhos e viver com mais tranquilidade.

A seguir, vou te ensinar como sair das dívidas muito antes do que você poderia imaginar, são 7 passos simples que com certeza irão te ajudar a alcançar este grande objetivo.

Confira o vídeo do nosso canal no Youtube e/ou leia o artigo completo para entender tudo sobre o tema!

Saiba como sair das dívidas rapidamente em 7 passos

1. Liste todas as suas dívidas e tente renegociá-las

Liste tudo que estiver com o pagamento atrasado: contas da casa, cartões de crédito, prestações, cheque especial, carnês etc.

Para cada item da lista, coloque o valor de pagamento mensal, a taxa de juros e o total devido.

Essa parte pode até ser considerada chata, mas é indispensável para que você se livre das dívidas.

Atenção! Se quiser tornar esse processo mais fácil e menos entendiante, aconselho que você utilize um aplicativo de controle financeiro, como o Mobills.

A renegociação também é essencial para que você possa melhorar a sua vida financeira.

Não tenha medo, converse com as pessoas que você deve e tente renegociar as dívidas.

Se possível, tente quitar o mais cedo possível e pagando a menor parcela de juros!


Controle de gastos pessoais: 5 dicas para não perder dinheiro


2. Pague primeiro as dívidas com juros mais altos

Dívidas com juros mais altos devem ter prioridade total.

Afinal, são elas que estão levando você a se endividar cada vez mais. 

Por isso, elabore uma lista das suas dívidas e veja as de maior valor para tentar saná-las primeiro. 

O ideal é fazer um ranking das suas dívidas, para a visualização e a ação ficarem mais simples.

Escreva também frases motivadoras para você ler quando tiver pensando em desistir. 

Lembre-se: os momentos de fraqueza virão, mas você deve passar por cima deles!  

3. Crie um orçamento doméstico e fortaleça o hábito de anotar tudo

As pessoas bem-sucedidas financeiramente têm o controle efetivo das finanças pessoais. Elas sabem exatamente o quanto ganham (receitas) e o quanto gastam (despesas).

Sendo assim, você precisa ter um orçamento doméstico

Aqui, mais uma vez, a dica fundamental é que você utilize um aplicativo de controle financeiro no celular.

Eles são muito úteis na tarefa de anotar os gastos diários, principalmente pela praticidade de ter o celular sempre por perto.

Veja bem, sem ter noção do quanto você gasta diariamente, fica muito difícil saber quando você irá quitar suas dívidas.

Apesar de parecer complicado no começo, tudo é uma questão de hábito.

Como dizia o filósofo Aristóteles, “Nós somos o que fazemos repetidamente. A excelência, portanto, não é um ato, mas um hábito”.


Orçamento pessoal: saiba como elaborar o seu corretamente em 5 passos


4. Não faça novas dívidas e corte os gastos

Você deve fazer um sacrifício neste momento para poder colher os frutos depois. Dessa forma, não faça novas dívidas, a não ser que sejam extremamente necessárias. 

Além disso, classifique as despesas que você colocou no seu orçamento em 3 categorias:

– Indispensáveis (alimentação, água, luz, aluguel, mensalidades escolares, plano de saúde etc.);

– Desejáveis (academia, viagens etc.); 

– Supérfluas (restaurantes, TV a cabo, cinema etc.). 

Logo após, decida quais desses gastos você pode eliminar. Comece pelas coisas  que não são exatamente essenciais na sua vida.

Ao invés de ir para a academia, faça exercício na rua ou mesmo em casa. Cancele a TV a cabo, se preciso. Evite ir a restaurantes ou cinema. 

Você precisa abrir mão de alguns luxos para alcançar o seu objetivo: se livrar das dívidas. Depois você pode ir gradativamente readquirindo os serviços que você abdicou.


15 despesas mensais para cortar e economizar dinheiro


5. Defina uma meta de poupança 

Para ter sucesso em qualquer atividade é muito importante que se estabeleça uma meta.

Com as finanças pessoais não é diferente, é necessário que se crie uma meta de quanto é preciso poupar por mês para conseguir quitar as dívidas. 

Uma meta bem definida facilita a nossa vida, pois quando a atingimos antes do prazo, sabemos que fizemos um bom trabalho.

Por outro lado, se estamos longe dela, sabemos que temos que nos esforçar mais.

6. Negocie sempre e compre à vista

Nunca feche um negócio sem negociar os preços dos produtos ou serviços que você for comprar.

Sugere-se que sempre tente negociar pela forma de pagamento, porque negociando por quantidade você poderá gastar mais do que estava disposto.

Outra dica importante é sempre comprar utilizando dinheiro.

Dessa maneira, você pode pedir um desconto a mais, porque não irá usar a máquina de cartão de crédito do vendedor.

Isso irá economizar taxas tanto para ele quanto para você! 


14 formas comprovadas de conseguir o melhor negócio através da pechincha


7. Aumente seus conhecimentos sobre educação financeira

Aqui no Blog Mobills, no instagram Mobills Edu e também no canal do Mobills no Youtube você pode aprender gratuitamente.

Postamos novos artigos praticamente todos os dias e toda semana postamos um vídeo tratando sobre: 

Ademais, ensinamos como economizar nos mais diversos aspectos de sua vida, algo que deve ser o seu foco principal agora.

A verdade é que você deve buscar sempre alternativas para poupar mais.

Entre em fóruns, vá a palestras, leia algum livro, enfim, tente se disciplinar.

Com certeza, você irá obter os resultados que espera.

Conclusão

Dependendo do seu volume de dívidas, talvez não seja tão fácil nem rápido quitar todos os seus débitos. Para conseguir esse feito, será necessário disciplina e planejamento.

Mas saiba que é totalmente possível acabar com todas as suas dívidas e alcançar a tranquilidade financeira em um prazo até menor do que você imagina.

O primeiro passo é controlar suas finanças com dedicação e responsabilidade.

Anote todas as suas receitas e despesas, crie um orçamento, defina tetos de gastos para cada categoria de despesas e veja quanto poderá destinar por mês para o pagamento das contas atrasadas.

O Mobills pode te ajudar bastante nesse passo.

Em seguida, procure seus credores e negocie os valores devidos.

Sabendo quanto poderá pagar mensalmente, a renegociação das dívidas fica muito mais simples.

Pronto, negociou tudo que estava devendo? Agora é realizar os pagamentos todos os meses e não vacilar para se endividar novamente.

Ao fazer isso e seguir nossas outras orientações de cada tópico do artigo, você não só vai sair das dívidas rapidamente como também começará a construir sua independência financeira.


LEIA TAMBÉM:

Vale a pena pegar um empréstimo para pagar dívidas?


Gostou do artigo Como sair das dívidas rapidamente: 7 passos simples? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.