Notícias

Como planejar e economizar em uma festa infantil?

Cecília Mesquita
Escrito por Cecília Mesquita

Quando o aniversário se aproxima, chega o momento de buscar descontos e priorizar quais serão os gastos.

*Conteúdo publicado originalmente por: Finanças Femininas

Banner convidando para o site do Mobills

Ao ter filhos, fica fácil se deslumbrar com o mundo de opções para as festas infantis. São inúmeros temas e possibilidades – que também acabam gerando orçamentos dos mais variados. Mas deixar para última hora é sinônimo de gastar mais. Quando o aniversário se aproxima, chega o momento de buscar descontos e priorizar quais serão os gastos.

Não há uma fórmula mágica para fazer uma festa barata. O valor da festa irá depender do formato do evento e da quantidade de convidados. O importante, antes de qualquer coisa, é fazer uma lista com o que se deseja e pesquisar por orçamentos, para ver se o sonho cabe no bolso dos pais. “É possível fazer festas pequenas, mais intimistas para poucos amigos e os membros da família ou fazer uma grande festa com adultos e crianças, animação, buffett. Essa escolha vai impactar diretamente o orçamento”, alerta a especialista em finanças Luciana Fiaux.

Buffet completo x contratação a parte

Os valores variam muito dependendo da região. Na hora de escolher quais serviços contratar, vale ponderar o que é importante para você: se é a praticidade da organização ou economizar no valor final. “Existem muitas vantagens em se contratar um buffet completo: a praticidade da organização, a liberdade de não precisar se preocupar com os detalhes dos comes e bebes da festa, a economia de tempo em contratar o serviço e poder dedicar o resto do tempo em outras coisas da festa ou da vida pessoal”, pondera Luciana.

Porém, os custos do buffet completo podem ser maiores do que pôr a mão na massa. “Isso porque existe um preço embutido em toda essa praticidade e qualidade que está sendo oferecida e, contratando os profissionais de forma separada, você pode negociar mais o preço e, assim, reduzir o custo total”, comenta Luciana.

A felicidade da criança é que conta

O primeiro item da lista de planejamento da festa é saber o que mais agrada ao aniversariante. Utilizar o personagem preferido na decoração, inserir as brincadeiras favoritas e chamar os amigos é sinônimo de sucesso no aniversário. “E nem sempre é preciso um grande evento, uma super festa, atrativos para os adultos e consequentemente muitos gastos. Criar um tema, ter brincadeiras, reunir os amiguinhos mais próximos e os familiares mais queridos é normalmente o que é necessário para deixar o aniversariante feliz”, observa Luciana.

Para economizar na comemoração

Algumas decisões irão influenciar no seu orçamento final, como decidir se a festa será em casa, na escola e em um salão de festas. Soluções simples podem ajudar quem não tem um grande orçamento disponível, como a família planejar as brincadeiras caseiras no quintal.

Pesquisar bastante na hora de comprar itens para a festa reduz ainda mais os gastos. “Os descartáveis podem ser comprados no atacado, os itens de decoração na internet, as lembrancinhas são facilmente achadas em mercados populares das grandes cidades. O que vai fazer a diferença nessa economia é o planejamento antecipado. O quanto antes começar a organização e quanto mais tempo de pesquisa e decisões de escolhas se puder ter, melhor vai ser o orçamento da festa”, frisa Luciana.

Auxílio profissional para diminuir os gastos

Já para quem não tem muitas habilidades para fazer pesquisas e planejamentos, contratar uma assessora pode ser uma boa opção. “Um planejamento mal feito pode fazer com que o orçamento fique acima do previsto e isso seria dinheiro jogado fora. Contratar um profissional que possa fazer todo esse planejamento vai ter um custo, mas que pode representar, lá na frente, uma economia se comparado a um planejamento mal feito”, pondera Luciana.

Na hora de começar a planejar a festinha, as dicas da especialista são:

  • Sente com a família alguns meses antes da festa – o ideal seriam 3 meses – e defina o que não pode faltar nessa festa e qual serão as principais necessidades.
  • Faça uma lista de tudo isso e comece a pesquisar com antecedência as melhores opções de preço e qualidade para cada um dos itens.
  • Monte isso numa planilha, assim vai conseguir comparar as opções e fazer a escolha.

Ao estabelecer o orçamento da festa, analise se você pode pagar esse valor. Se não pode, redefina os detalhes até chegar num valor que faça sentido para sua vida financeira. “Ninguém quer ter uma noite incrível de festa e depois passar meses endividado, certo? A festa de aniversário não é a única prioridade na vida da criança e da família e outras coisas legais como viagens e escolher a melhor escola são igualmente importantes”, conclui Luciana.

Exemplo da vida real

O nascimento da Ana Luiza, 8 anos, trouxe muita felicidade e novos desafios para a cabeleireira Natália Freire, 30. Desde o primeiro aniversário, o planejamento começava cerca de 6 meses antes. ‘Festa é sempre festa. Eu me realizava em cada uma delas. Celebrar a vida da minha pequena era o motivo mais forte”, conta Natália.

Para economizar, Natália segue todas as dicas e não poupa esforços para pôr a mão na massa. “Eu mesma faço as lembrancinhas, todos os personalizados e planejo todos os detalhes. Isso faz com que cada festa seja ainda mais especial, pois quando olho algum registro, lembro que fui eu quem fiz.”

Depois de sete anos com festas das mais elaboradas às mais simples, dessa vez foi diferente. Os doces e brinquedos infláveis deram espaço a um dia inteiro em um parque de diversões. “Pelo lado financeiro foi bom, não posso negar. Já gastei de R$ 1,5 mil até R$ 5 mil. Mas o motivo real é que a Ana está crescendo e não brinca mais com os brinquedos. Então, este ano ela mesma escolheu não ter festa”, comenta Natália.

Para Ana Luiza, a festa preferida foi a de oito anos. “ A gente passeou e fomos em vários brinquedos legais no parque de diversões”, relembra com alegria. Mas ela não pensa em deixar as festas totalmente de lado. Nos planos da menina estão a tão sonhada festa de 15 anos, que até tema já tem: será à fantasia. “Já posso começar a planejar e guardar dinheiro desde agora”, brinca Natália.

*****

LEIA TAMBÉM:

13 formas comprovadas de conseguir um preço mais baixo através da pechincha

Controle financeiro familiar: como reduzir gastos com crianças?

Entenda como ensinar educação financeira para crianças

*****

Banner convidando para o site do Mobills

Comentários

Sobre o autor

Cecília Mesquita

Cecília Mesquita

Cecília Mesquita, 25 anos, estudante de Jornalismo e estagiária de Social Media do Mobills. Desenvolveu uma paixão por estudar economia e educação financeira logo no início de estágio. Principais Hobbies: escrever, assistir séries e platinar jogos na Steam.