Estilo de Vida

Como economizar no Dia dos Namorados, sem deixar o romantismo de lado

Casal fazendo um coração com as mãos simbolizando o tema Como economizar no dia dos namorados
Victor Leitão
Escrito por Victor Leitão

Ao contrário do que muitos acham, não é necessário gastar tanto para agradar a pessoa amada.

Como economizar no Dia dos Namorados, sem deixar o romantismo de lado

Banner convidando para o site do Mobills

Muitos acreditam que no Dia dos Namorados é necessário gastar bastante dinheiro para agradar a pessoa amada, mas na verdade não é bem assim. As pessoas tendem a se apaixonar por presentes criativos e surpreendentes, não necessariamente caros.

Autores concordam que namorar não é barato, porém, seguindo algumas dicas é possível que a data seja bastante especial, sem criar problemas posteriores no orçamento.

Luciano Gissi Fonseca e Marília Cardoso, autores do livro “Você sabe lidar com seu dinheiro? Da infância à velhice”, afirmam que namorar envolve muitos custos. Idas ao teatro, cinema, jantares românticos ou viagens a dois representam gastos difíceis de encaixar nas finanças pessoais.

Contudo, para eles, os verbos “poupar” e “amar” não precisam ser opostos. Pelo contrário: o namoro é o momento ideal para falar sobre planos, sonhos e como pretendem administrar as finanças na vida a dois.

Fonseca explica que o Dia dos Namorados é uma excelente oportunidade para exercitar a inteligência financeira, embora a questão seja um pouco mais complicada para alguns casais. “No amor e nas finanças, muitas vezes os opostos se atraem, ou seja, não é raro vermos casais formados por um econômico e outro gastador”, defende ele.

“Para chegar a um consenso, é necessário que cada um aprenda a ceder um pouco. É vital que ambos assimilem a importância de uma boa gestão financeira”, complementa.

Já na percepção de Marília, há um certo tabu envolvendo dinheiro e amor, que faz com que muita gente acredite não ser adequado tocar no assunto, especialmente na fase do namoro. “É justamente o contrário! Evitar esse assunto constitui um risco ao namoro e às finanças pessoais. Pensando adiante, vale lembrar que um namoro sem gastos exagerados pode significar um casamento com tranquilidade financeira”, completa a autora.

Para esse ano, se o presente ideal parece estar fora do seu orçamento, ou se você deseja simplesmente evitar dívidas, saiba que é possível comemorar a data com economia e romantismo. Veja nossas dicas:

Como economizar no Dia dos Namorados

Onde ir?

A escolha do passeio deve ser feita a dois – conversem e cheguem a um consenso, respeitando o gosto e, principalmente, as condições financeiras de cada um.

Se possível, escolha espaços alternativos e gratuitos em sua cidade. Descubra espaços que possam ser usados para um momento romântico a dois, como praças, parques, sala de exposições, piqueniques ao ar livre… As possibilidades são diversas!

Quem paga a conta?

Se forem a um restaurante, cinema ou outro local, lembrem-se: pagar a conta não é atributo exclusivamente masculino. Se ambos têm renda, por que não dividir ou revezar?

O casal não deve andar com uma calculadora para saber quantos centavos cada um deve pagar, mas não há nada de errado em conversar sobre dinheiro. Comunicação e companheirismo são fundamentais para um bom relacionamento.

Caso seu namorado faça questão de pagar, assuma outros custos, como estacionamento, pipoca no cinema ou até o dinheiro para combustível etc.

Presente

Invista em um presente original. Não há ligação entre amor e presente valioso. Logo, mais vale um presente criativo, confeccionado pela pessoa amada.

Presenteie com algo feito por você: um porta-retratos, uma pequena flor plantada no vaso, uma caixa repleta de fotos de vocês dois… Use a imaginação!

Para os que preferem ficar em casa…

Preparar um jantar para o seu amor é, sem dúvidas, algo bem romântico. Algumas receitas que combinam com a ocasião são risotos e massas.

Uma tábua de queijos e vinhos também é uma excelente opção para um encontro romântico. Enfim, escolha um prato que tenha a ver com o casal e lance mão da internet para encontrar uma receita saborosa!

Crie um clima romântico. Coloque uma música suave, acenda as velas… Você pode estender a programação para uma sessão de cinema em casa – ou fazer uma maratona daquele seriado que vocês gostam.

O importante mesmo é aproveitar o dia para ficar na companhia da pessoa que você ama e entender que não necessário fazer nenhuma loucura financeira para agradar o seu amor.

*****

Leia mais:

Como organizar um casamento econômico

Controle financeiro familiar: como reduzir gastos com crianças?

Controle do orçamento familiar: os 7 erros mais frequentes

Já planejou seu Dia dos Namorados? Conhece alguma outra dica interessante sobre como economizar no Dia dos Namorados? Compartilhe conosco! 

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo Como economizar no Dia dos Namorados, sem deixar o romantismo de lado? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários

Deixe um comentário