Planejamento Financeiro

Como alcançar o seu primeiro milhão

Várias cédulas de 50 e 100 reais simbolizando o tema Como alcançar o seu primeiro milhão
Victor Leitão
Escrito por Victor Leitão

Conheça também os cinco princípios da aplicação financeira, segundo o especialista Mauro Calil.

Como alcançar o seu primeiro milhão

Banner convidando para o site do Mobills

Qualquer pessoa pode tornar-se um milionário. Quem garante isso é Augusto Sabóia, planejador financeiro. Para ele, “o grande segredo é controlar os pequenos gastos. Uma parcela muito grande das pessoas não sabe o quanto de dinheiro joga fora por mês. Você ganha todo mês na Mega-Sena e não sabe”, afirma.

O planejador financeiro tem uma teoria aparentemente simples e diferente do que é ensinado por alguns economistas: tente planejar o orçamento do ano inteiro.

Segundo Sabóia, é preciso prever o quanto de dinheiro você terá que gastar e o quanto irá ganhar durante todo o ano.  Elabore uma planilha de gastos anuais e considere todos os itens, como contas de energia, telefone, gasolina etc. O objetivo é ter dinheiro sobrando ao final de cada mês.

Após anotar tudo, procure repensar todos os seus gastos – o ideal é se esforçar para economizar ao menos 10% em todos os itens listados. Por exemplo, “Quanto você gasta de supermercado? Mil reais por mês? São 12 mil reais por ano. Passe a economizar 10%, indo a um supermercado mais barato ou indo à feira, e tenha R$ 1,2 mil por ano só com a economia do mercado”. Sabóia assegura que uma boa dica é buscar serviços mais baratos.

Além disso, para que o dinheiro sobre no final do mês, é importante se preparar para as chamadas “despesas anunciadas”, como o IPTU e o IPVA. “A maioria das pessoas não se prepara para as despesas que já sabe que irá ter. Guardar um pouco de dinheiro todo o mês para não ter um janeiro cheio de dívidas é fundamental”.

Você também poderá prever as despesas com as comemorações que necessitam de presentes. Antecipe a compra do presente de aniversário da sua mãe, mesmo que não seja perto da data, para aproveitar a promoção da loja que ela mais gosta, “tem uma época que o shopping tem descontos de 70%. As suas compras com presentes que custariam R$ 10 mil no ano, vão custar R$ 3 mil no total”.

Saiba como alcançar o seu primeiro milhão

Depois de repensar as formas de gasto e de fazer o dinheiro sobrar, é hora de poupar. De acordo com a teoria de Sabóia, o candidato a milionário deverá economizar R$ 500 por mês, para que alcance o primeiro milhão em 35 anos.

“Com o dinheiro aplicado, no dia de hoje, você ganharia uma bela grana. Uma média de R$ 120 mil por ano. Você começaria a entrar num processo de enriquecimento, ou seja, o seu trabalho já não seria tão importante para o seu orçamento”. Ele aconselha que o dinheiro guardado seja aplicado na renda fixa.

Para Sabóia, seguindo esse método será possível guardar dinheiro para as viagens da família, para eventuais emergências, para a aposentadoria e até para a troca do carro.

APRENDA A MONTAR SUA RESERVA DE EMERGÊNCIAS

E como fazer para saber se você está enriquecendo? Para Sabóia, o primeiro sinal é começar a ser chamado de pão-duro. “No Brasil, há a ideia de que quem economiza é miserável”.

Entretanto, Mauro Calil, outro consultor e educador financeiro, tem outra fórmula para acumular o R$ 1 milhão. Ele acredita que quem quer ser um milionário deve começar com um investimento de R$ 10 por dia (R$ 300 ao mês), rendimento de 1% ao mês e prazo de 30 anos. “Aplicando em renda variável (ações e fundos imobiliários) o investidor chega a R$ 1.048.000 no final do período”.

Calil ressalta que para diminuir este prazo é necessário aumentar o risco, o juro ou o aporte.

O especialista, autor dos livros “Separe uma verba para ser Feliz” e “Receita do Bolo”, garante que não é difícil conseguir o juro de 1%. Contudo, explica que é preciso deixar de lado a linearidade de pensamento.

“O aplicador espera conseguir 1% ao mês desde o primeiro mês e usando renda variável não vai conseguir isso logo no início. No entanto, após oito ou dez anos de investimentos vai ver que conseguiu mais de 1% por mês, desde que tenha seguido cinco princípios da aplicação financeira”, comenta.

Os princípios são: investir com consistência e congruência (ou seja, aplicar todo mês o valor definido); reinvestir todos os ganhos; investir em empresas de setores que estão em crescimento; fazer aplicações diversificadas e procurar manter-se atualizado e atuante no acompanhamento dos investimentos, tomando as atitudes necessárias.

Para Calil, “se a pessoa quer conquistar o primeiro milhão de forma mais rápida, e com menos esforço, tem que ir para a renda variável”, destaca, ressaltando que a aplicação pode ser via fundos de investimentos.

Observações

É importante ressaltar alguns pontos, o primeiro deles é que para a “fórmula do 1%” funcionar você deve procurar um investimento que renda anualmente uma taxa real de 12,68% em média. Há ainda a questão da inflação, não se pode desconsiderar o efeito dela na desvalorização do dinheiro, então, ao fazer as contas não esqueça que o poder aquisitivo da moeda tende a ser corroído ao longo do tempo.

Tem-se que levar em consideração também as taxas administrativas cobradas pelos bancos e corretoras e os impostos. Após toda essa análise, é que o investidor estará pronto para responder as perguntas-chave para começar sua jornada milionária, quais sejam:

  1. Qual o valor do objetivo? (no caso, um milhão de reais)
  2. Em quanto tempo gostaria de atingi-lo?
  3. Qual o valor do investimento inicial? (se você já tiver alguma poupança)
  4. Qual a rentabilidade estimada nas aplicações financeiras, líquida de impostos e taxas?
  5. Qual a expectativa de inflação do período?

Contudo, como bem frisado por Calil, o importante não é o rendimento mensal em si, mas a média ao longo do tempo, sua carteira de investimentos deve performar na média de 1% ao mês. Por causa da volatilidade de mercado, nem sempre será possível atingir esse patamar, mas como dito, isso não te condena ao fracasso, caso continue investindo com consistência e congruência.

Para conseguir essas médias, outros gestores financeiros indicam que sua carteira de investimentos tenha pelo menos 20% dos valores investidos em renda variável e os outros 80% em renda fixa.

Por onde começar

Se você está começando agora, e não tem nem ideia de como fazer a divisão do percentual citado, temos uma dica para te orientar, você pode começar aplicando no Tesouro Selic, Tesouro IPCA 2035 e em renda fixa privada.

Depois de um tempo, quando seu aporte de capital for maior e você tiver mais familiarizado com o mercado, pode investir 15% dos seus rendimentos em debêntures e fundos multimercado (analise a performance deles pelo últimos dois anos, antes de investir). E, por fim, invista 10% dos rendimentos em aplicações de risco como ETFs e ações.

COMO INVESTIR EM AÇÕES EM 8 ETAPAS SIMPLES

Outra opção seria investimento em Certificado de Operações Estruturadas – COE, que são investimentos que muitas vezes rendem próximo à bolsa, mas com o risco de uma renda fixa.

Alguns investidores como Marcelo Veiga tem uma posição mais radical sobre a renda fixa. Após chegar ao primeiro milhão em 6 anos, tempo bem abaixo dos cálculos normais de 25-35 anos que vemos nas fórmulas milionárias, ele afirma que o segredo do sucesso é investir em ações pelo home broker.

Claro que é uma tarefa mais complicada e que exige mais estudo, ele mesmo estudou incansavelmente, mas nos primeiros três anos ficava sempre no equilíbrio: hora ganhava, hora perdia.

Ao dominar a ferramenta, entretanto, descobriu como fazer para enriquecer com ela. A fórmula do sucesso que ele ensina é baseada em aplicações de R$ 150,00 a R$ 300,00 mensais com uma rentabilidade média real de 2% ao mês.

Como observado, os próprios especialistas divergem quanto à melhor forma de chegar ao primeiro milhão, mas em um ponto todos concordam, é preciso se manter firme no objetivo, poupar e investir com regularidade.

Clube do milhão

Segundo estudo da consultoria Capgemini, divulgados no relatório sobre riqueza “2017 World Wealth Report“, o número de cidadãos milionários no Brasil saltou de 148,5 mil para 164,5 mil no ano passado, voltando a crescer após dois anos seguidos de queda.

O relatório considera milionários aqueles com US$ 1 milhão ou mais em ativos disponíveis para investimento ou que podem ser facilmente vendidos, excluindo imóveis em que residem e artigos de coleção e bens de consumo duráveis.

*****

TEXTOS RECOMENDADOS:

Entenda cada um dos títulos do Tesouro Direto e saiba como investir

Será que vale a pena investir por conta própria?

Onde investir 100 mil reais e alcançar bons resultados

*****

Curtiu nossas dicas sobre como alcançar o seu primeiro milhão? Conhece outra dica interessante? Compartilhe conosco!

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo Como alcançar o seu primeiro milhão? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários

Sobre o autor

Victor Leitão

Victor Leitão

Victor Leitão, coordenador de marketing e especialista em finanças pessoais do Mobills, além de ser o editor-chefe do Portal Mobills. Formado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Ceará - UFC e técnico em informática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE. Pesquisador incansável dos temas educação financeira e finanças pessoais. Principais hobbies: assistir filmes/séries, jogar futebol/Dota 2 e viajar.

Deixe um comentário