Cartão de Crédito

Cartão de Crédito: 21 dicas para não perder o controle do seu

Cartões Visa e Mastercard simbolizando o tema Cartão de crédito
Victor Leitão
Escrito por Victor Leitão

Gerenciar o cartão de crédito não precisa ser algo complicado, saiba como fazer.

Cartão de Crédito: 21 dicas para não perder o controle do seu

Banner convidando para o site do Mobills

Os cartões de crédito são uma parte crucial quando se trata da nossa saúde financeira. Infelizmente, muitas pessoas só aprendem a maneira correta de administrar seus cartões de crédito depois de enfrentarem graves problemas relacionados a eles.

Por outro lado, hoje em dia, existem mais informações sobre crédito do que no passado, felizmente, e os consumidores podem aprender como dominar os cartões de crédito antes mesmo de ter seu primeiro cartão.

Cada pessoa que tem um cartão de crédito, ou pretende ter algum dia, deverá aprender essas 20 dicas sobre como ter controle sobre essa ferramenta financeira para poder utilizá-la da melhor maneira possível. Confira!

21 dicas para não perder o controle do cartão de crédito

 

1. Utilize um aplicativo de controle financeiro

A primeira dica para quem tem problemas para controlar os cartões de crédito é utilizar um aplicativo para controle de gastos que seja capaz de gerenciar essa ferramenta e facilitar a análise das despesas efetuadas nela.

Muitas pessoas acabam esquecendo de pagar as faturas, atrasando o pagamento ou pagando somente o mínimo, e consequentemente, juros exorbitantes ou comprando mais do que devem porque ou não sabem como funcionam os cartões ou não conseguem controlar os seus gastos neles.

Dessa maneira, ao utilizar um aplicativo de finanças pessoais, como o Mobills, o qual possui uma excelente funcionalidade para controle de cartões, fica muito mais tranquilo gerenciá-los e conseguir utilizá-los a seu favor.

2. Escolha o cartão de crédito certo para você

Existem centenas de cartões de crédito para escolher e qualquer um deles poderá ser o melhor ou pior cartão para você.

Antes de pedir o seu cartão, avalie o que você quer de um cartão de crédito – uma taxa de juros reduzida, recompensas ao viajar, sem taxas por transferências ou anuidade – e peça aquele que se encaixe nesses critérios.

3. Fique atento às letrinhas pequenas

Com muita atenção, você deverá ler os termos e condições de uso do cartão de crédito, o qual explicará os valores a serem cobrados pelo emissor do cartão.

Uma vez que o seu cartão tenha sido aprovado, você também receberá um contrato explicando todos os detalhes e regras do seu cartão. Vale a pena lê-lo.

Caso perca o  contrato, você pode conseguir uma cópia ao ligar para o SAC, verificando sua conta online ou visitando o banco responsável.

4. Entenda as taxas de juros

Muitas pessoas se enrolam com seus cartões de crédito e acabam endividadas simplesmente por não entenderem o conceito de taxas de juros.

É fundamental saber que os juros significam a remuneração cobrada pelo empréstimo do dinheiro, estando diretamente ligados ao valor do dinheiro no tempo.

A grande questão, no caso do cartão de crédito, é que essa remuneração cobrada pelo empréstimo do dinheiro é uma das mais altas do mercado e o fato de não quitar o valor da sua fatura em um mês fará com ele fique bem maior no mês seguinte.

5. Fique atento às taxas

Algumas taxas, como as anuidades, são debitadas automaticamente pelo simples fato de você possuir o cartão. Outras, são cobradas somente em certos tipos de transações.

Logo, entender as taxas cobradas pelo emissor do seu cartão é a única maneira para minimizar o custo final de ter um cartão crédito. Se você administrar o seu cartão de maneira sábia, poderá utilizá-lo gratuitamente.

6. Leia a fatura do seu cartão

Essa pode até parecer uma atitude extremamente simples, mas muitas pessoas a negligenciam, gastando dinheiro desnecessário e demonstrando falta de respeito com suas finanças.

A fatura do seu cartão de crédito contém informações de suma importância sobre as transações realizadas na sua conta no mês passado.

Portanto, não tome como verdade tudo que encontrar na sua fatura. Você pode encontrar pagamentos que não foram aplicados de maneira correta, estornos que nunca foram devolvidos, ou transações fraudulentas na sua conta.

Assim, se você não ler a fatura do seu cartão, nunca encontrará essas falhas ou fraudes. Acredite se quiser, diversas pessoas cometem esse erro.

7. Tenha sua conta online

Administrar seu cartão nunca foi tão fácil. Muitos emissores de cartões permitem que você crie uma conta online para gerir seu cartão de crédito, realizar ou programar pagamentos, revisar transações, acompanhar seu limite de crédito e muito mais.

Você ainda tem a opção de baixar os aplicativos, oferecidos pelo seu banco, para controlar sua conta com mais conveniência.

8. Conheça seus direitos

Todo solicitante e emissor de cartão têm direitos específicos.

Por exemplo, seu emissor do cartão tem que manter a data do pagamento no mesmo dia todos os meses e enviar a fatura do seu cartão antes da data de vencimento.

9. Não fique dependente dos cartões de crédito

Ficar dependente dos cartões de crédito é perigoso e pode levar a dívidas, problemas financeiros e péssimo score de crédito.

Por isso, se notar que está usando seu cartão de crédito mais e mais cada mês sem pagar o valor total da fatura, é hora de rever os seus hábitos financeiros. Pague e cancele seus cartões, se isso for necessário para mantê-lo longe de dívidas.

10. Fique atento às datas de vencimento

Pagar as faturas do seu cartão no dia estabelecido (ou mesmo antes) é a chave para evitar futuras taxas e permanecer com um bom score de crédito.

Toda fatura terá a data de pagamento no mesmo dia todos os meses, dessa forma, você não precisará lidar com diferentes datas de vencimento.

A maioria dos emissores de cartões vão permitir que você altere a data de vencimento das faturas se tiver alguma que seja melhor pra você.

Além disso, você pode fazer um check list ou programar alarmes no seu telefone para ficar sempre em dia com as faturas do seu cartão. 

11. Pagar tudo é ideal

A melhor maneira para controlar o saldo do seu cartão de crédito é pagar o valor total no final do mês. Ao pagar o valor total, você evita juros e fica fora de dívidas.

Assim, ao se disciplinar para pagar o valor total da sua fatura, você terá uma motivação extra para manter os gastos do seu cartão de crédito sob controle.

12. Sempre verifique seu saldo e o crédito disponível antes de gastar

Antes de efetuar novas compras com seu cartão de crédito, verifique o saldo do seu cartão ao ligar para o SAC ou entrando na sua conta online/aplicativo.

Isso é muito importante se você está planejando fazer muitas compras ou fará uma compra de alto valor com seu cartão de crédito.

13. Mantenha os gastos dentro do seu orçamento

O segredo para manter o limite do seu cartão de crédito, de uma maneira que seja possível pagar tudo cada mês, é considerar seu orçamento à medida que faz suas compras.

Uma vez que tenha excedido esse valor, o qual é possível acompanhar por meio da elaboração de um orçamento, você estará correndo risco de ficar sem recursos para pagar o valor total da fatura neste mês.

14. Assegure-se de que seus pagamentos foram feitos de maneira correta

Não importa se você realizou seus pagamentos de maneira online, por meio de aplicativos ou pagou diretamente na boca do caixa, você deve sempre assegurar-se que seus pagamentos foram feitos corretamente.

Portanto, entre em contato com o emissor do seu cartão se você perceber qualquer coisa errada com seu pagamento, especialmente se não estiver de acordo com os registros do seu banco.

15. Não faça um empréstimo do empréstimo

Isso mesmo, retirar o dinheiro do seu cartão de crédito é considerado um empréstimo e é a pior decisão a se tomar. Não só por que empréstimos sempre levam a juros, mas por que você nunca terá uma segunda chance caso chegue a atrasar um pagamento.

Os juros começam a contar assim que você retira o dinheiro. Logo, não importa o quão rápido você pague, sempre pagará juros.

16. Não hesite em ligar para o SAC

Você pode e deve entrar em contato com a empresa responsável pelo seu cartão para sanar qualquer dúvida que tenha sobre o seu cartão de crédito.

Portanto, entre em contato com eles, por exemplo, se você encontrou transações fraudulentas, perdeu seu cartão ou teve sua carteira roubada, tem perguntas sobre programas de recompensas, ou queira solicitar um aumento no limite do crédito ou reduzir as taxas de juros.

17. Denuncie cobranças indevidas

Entre em contato com o emissor do seu cartão se perceber transações feitas no seu cartão que você não realizou, sem importar o valor.

Às vezes, pessoas especializadas em fraudes lançam uma pequena despesa no cartão para confirmar que está válido. Mais tarde, essas mesmas pessoas, efetuam compras maiores com seu cartão de crédito.

As políticas de cartões de crédito normalmente limitam sua responsabilidade com respeito a cobranças fraudulentas, mas prevenir que isso ocorra te tira o trabalho de buscar soluções para os estornos.

18. Não tenha muitos cartões de crédito

Possuir muitos cartões de crédito dificulta bastante a tarefa de manter o controle. Será complicado manter-se em dia com as datas de pagamentos.

Existirão muitos pagamentos a serem realizados cada mês, podendo gerar uma confusão sobre qual cartão tem limite disponível ou não.

Porém, “muitos cartões de crédito” têm um peso diferente para cada tipo de pessoa. De qualquer modo, se está difícil manter o controle dos seus cartões atualmente, isso é um sinal que você já possui muitos.

19. Não esqueça que o saldo do seu cartão é um empréstimo

Estudos têm mostrado repetidamente que pessoas tendem a gastar mais com cartões de crédito que com dinheiro. Contudo, esse aumento das despesas nos cartões é o que acaba deixando as pessoas extremamente endividadas.

À medida que utiliza o seu cartão de crédito, sempre tenha em mente que terá que pagar cada centavo que usar nele. Assim, é interessante você pensar que cada compra feita no cartão está removendo uma parte do seu futuro salário.

20. Procure por cartões com propostas melhores

Fornecedores de cartões estão constantemente lançando melhores cartões de crédito ou atualizando os termos e condições de uso dos cartões antigos.

Ao passo que seu crédito melhora, você poderá se qualificar para um limite de crédito melhor do que você já tem. Se você está pagando uma alta taxa de juros ou seu cartão de crédito não possui um bom programa de recompensas, procure um cartão de crédito melhor.

O emissor do seu cartão poderá estar disposto a fazer-lhe uma proposta melhor só para evitar que você troque de cartão, entretanto, se ainda assim você conseguir alguma oportunidade mais conveniente, não tem motivos para não mudar.

21. Não tenha medo de cancelar um cartão que não te beneficia

Cancelar um cartão de crédito pode impactar o seu score de crédito, mas você pode reverter isso se tiver um bom histórico de crédito.

Logo, se o seu cartão de crédito tem uma taxa de anuidade muito alta, baixo limite de crédito, ou uma taxa de juros muito elevada, está bem cancelar esse cartão.

No entanto, assegure-se de pagar o valor total da fatura e checar os extratos para confirmar que o cartão foi mesmo cancelado.

*****

Leia também:

Os 6 piores erros que você pode cometer com o cartão de crédito

Aquilo que você talvez não saiba, mas deveria saber, sobre seu cartão de crédito

Como sair das dívidas do cartão de crédito em 5 passos

O que muda com a nova norma do rotativo do cartão de crédito?

Concorda com as dicas para não perder o controle do cartão de crédito? Conhece alguma outra interessante e efetiva? Compartilhe conosco!

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo Cartão de Crédito: 21 dicas para não perder o controle do seu? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários

Sobre o autor

Victor Leitão

Victor Leitão

Victor Leitão, coordenador de marketing do Mobills e editor-chefe do Portal Mobills, tem 26 anos, mora em Fortaleza-CE. Formado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Ceará - UFC e técnico em informática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE. Pesquisador incansável dos temas educação financeira e finanças pessoais. Principais hobbies: assistir filmes/séries, jogar futebol/Dota 2 e viajar.