Planejamento Financeiro

Como utilizar o 13º salário com sabedoria

Homem sentado numa cadeira em frente ao rio pensando como utilizar o 13º salário
Victor Leitão
Escrito por Victor Leitão

Você não pode, sob hipótese alguma, gastar todo o 13º salário em compras sem se preocupar com o que você realmente já tem.

Como utilizar o 13º salário com sabedoria

Banner convidando para o site do Mobills

Com o fim de ano cada vez mais próximo, quem tem direito ao 13º salário já deve começar a pensar sobre a melhor maneira de usar esse benefício, uma vez que é ele esperado durante o ano todo pela maioria dos trabalhadores.

Sendo assim, abordaremos esse tema antecipadamente, para que você possa, desde já, preparar-se para utilizar esse dinheiro com sabedoria.

A gratificação de Natal, mais conhecida como décimo terceiro salário, foi instituída no Brasil em 1962 pela Lei 4.090  e garante que o trabalhador receba o correspondente a 1/12 (um doze avos) da remuneração por mês trabalhado. Ou seja, consiste no pagamento de um salário extra ao trabalhador no final de cada ano, por isso o apelido “13º salário”.

Quem tem direito ao 13º salário?

Vários pessoas representando os trabalhadores que ganham 13º salário

Todo trabalhador com carteira assinada tem direito à gratificação, sejam trabalhadores urbanos, rurais, domésticos ou avulsos. A partir de 15 dias de serviço, o trabalhador já tem direito a receber o 13º salário. Aposentados e pensionistas do INSS também recebem a gratificação. 

O cálculo do décimo terceiro é realizado da seguinte forma: divide-se o salário integral por 12 e multiplica-se o resultado pelo número de meses trabalhados. As horas extras, adicionais de insalubridade e noturno e as comissões também entram no cálculo da gratificação.

No entanto, se o trabalhador tiver mais de 15 faltas não justificadas em um mês de trabalho ele deixa de ter direito ao 1/12 avos relativo àquele mês.  

O trabalhador também terá direito a receber a gratificação quando da extinção do contrato de trabalho, seja por pedido de dispensa pelo empregado, por prazo determinado, ou por dispensa do empregador, mesmo ocorrendo antes do mês de dezembro.

O único empregado que não tem direito ao 13º é aquele dispensado por justa causa.

Quando o décimo terceiro deve ser pago?

Relógio, cofrinho e dinheiro simbolizando o prazo para pagar o 13º

O 13º salário deve ser pago pelo empregador em duas parcelas. Segundo a legislação, a 1ª parcela deve ser paga entre o dia 1º de fevereiro e o dia 30 de novembro. Já a 2ª parcela, deve ser paga até o dia 20 de dezembro, tendo como base de cálculo o salário de dezembro menos o valor adiantado na 1ª parcela.

Se a data máxima de pagamento do 13º cair em um domingo ou feriado, o empregador deve antecipar o pagamento para o último dia útil anterior. Vale lembrar que o pagamento em uma única parcela, como feito por muitos empregadores (normalmente em dezembro), é ilegal, estando o empregador sujeito à multa.

Finalizada essa primeira parte sobre quem tem direito e sobre o período de recebimento, vamos agora às dicas para que você possa utilizar seu 13º salário da melhor maneira possível, de acordo com as suas necessidades financeiras.

 

Dicas para você utilizar o 13º salário com sabedoria

Pessoa segurando cédulas de 50 e 100 reais

A primeira coisa que você deve fazer é organizar suas finanças, saber exatamente para onde deve ir cada parte do 13º. 

Obviamente que todo mundo quer comemorar o Natal e o Réveillon, mas você só deve comprar presentes e até mesmo programar uma viagem, levando em consideração a capacidade financeira apresentada no seu orçamento, uma vez que o início do ano exige o pagamento de várias despesas como IPTU, IPVA, matrícula, material escolar, uniforme entre outras.  

SAIBA COMO ELABORAR SEU ORÇAMENTO CORRETAMENTE EM 4 PASSOS

Presentes

Claro que você pode comprar alguns presentes, mas deve ter bastante critério e ponderação no momento das compras.

Muitas vezes, um presente de menor valor pode ser bem mais importante do que um presente caro e luxuoso. Aquilo que possui sentimento e consideração sempre será melhor!

Viagem

Caso você consiga separar uma parte do 13º para viagens, ótimo. Se não for possível realizar a viagem nesse momento, guardar o dinheiro e esperar é a melhor solução para o futuro.

Veja como elaborar um planejamento financeiro para viagens.

Festas

Planejamento é a palavra de ordem para aproveitar bem o dinheiro destinado às festas. Anote tudo que você deverá comprar e registre o valor de cada item. Faça a soma. Se o dinheiro sobrou, parabéns!!!

Porém, caso perceba que faltará dinheiro, analise a lista e vá cortando os exageros. Mantenha apenas o que for essencial. Ao fazer isso, você perceberá o que realmente é necessário e o que não é.

Quais devem ser as prioridades para usar o 13º salário?

Flecha atingindo um alvo simbolizando suas prioridades

Tudo vai depender da realidade de cada família. Por isso, listamos alguns exemplos de utilização que podem ser mais adequados, dependendo da situação financeira em que você se encontra. 

O que fazer se você…

Está endividado e com contas atrasadas

O mais importante é pagar o máximo de dívidas possível. Comece por aquelas que cobram os juros mais altos, como as dos cartões de crédito e as do cheque especial. Elas são as principais responsáveis pelas dívidas.

Dessa maneira, será possível eliminar as contas mais caras e dar um fôlego no orçamento. Você também deve dar preferência ao pagamento de débitos que possibilitem que seu nome seja “limpo” em cadastros de inadimplentes como SPC, Serasa e SCPC.   

Está endividado, mas sem contas vencidas

Nessa situação, você deve antecipar o pagamento das faturas, negociando com a loja ou banco algum desconto. Se o dinheiro não for suficiente para quitar a(s) dívida(s), opte por pagar as parcelas com vencimento mais distante, pois sobre elas recai um juro mais pesado.    

Se sobrar algum dinheiro, você pode pensar em dividir entre as compras de fim de ano e a formação de uma poupança e ou reserva para emergências

Está pagando um financiamento

Aproveite o 13º para antecipar o máximo de parcelas. Você só não irá fazer isso, se o orçamento estiver muito apertado e o benefício puder ser melhor utilizado para o pagamento de dívidas ou outras despesas.

Tem família grande

Guarde parte do dinheiro para arcar com os gastos com matrícula e material escolar dos filhos e para pagar impostos como IPVA e IPTU. Não se esqueça que essa receita extraordinária não irá se repetir nos próximos meses.

O restante do dinheiro, se sobrar, pode ser direcionado para encaminhar, sem necessidade de parcelamento, as próximas férias em família.    

Não tem dívidas e nem planos para as férias

Uma parte do dinheiro pode ser utilizado para antecipar as compras de Natal, escapando da correria das lojas no fim de ano e encontrando promoções que desaparecem durante a época de maior procura por produtos.

Contudo, é importante destinar a maior parte do dinheiro a uma reserva financeira, que dê rendimento para compras futuras. Além disso, você pode antecipar o pagamento de IPTU e IPVA, conseguindo descontos.

Pretende sair de férias

Negocie com a agência ou hotel algum desconto para o pagamento à vista e antecipado. Normalmente, pacotes são cobrados de forma parcelada, mas o cliente poderá ter desconto de até 10% se pagar imediatamente.

Por outro lado, se a prestadora do serviço não conceder nenhuma vantagem no pagamento à vista, é melhor investir esse dinheiro e usá-lo para pagar as parcelas, desfrutando do rendimento.

Lembre-se também que o cálculo do valor a ser gasto nas férias deve incluir alimentação, combustível, passeios etc.

COMO SE PREPARAR PARA UMA VIAGEM DE FÉRIAS

Deseja fazer uma compra grande em 2016

Invista seu dinheiro em opções de curto prazo que ofereçam segurança, mas que também possam dar rendimento acima da inflação.

Opções como Tesouro Direto, CDB e fundos de renda fixa podem ser interessantes. Porém, deve-se observar as taxas de administração e a cobrança do Imposto de Renda para saber qual a melhor opção.    

Quer começar a investir

O décimo terceiro salário é uma excelente oportunidade para começar a investir ou para turbinar os investimentos. Nem que você invista apenas o dinheiro que sobrar após todos os gastos já previstos.

Você deve fazer o investimento pensando no futuro. Quer comprar sua primeira casa ou um carro novo? Reforçar a aposentadoria? Invista com um objetivo definido.   

O que NÃO fazer

Boneco vermelho com um ponto de interrogação na cabeça simbolizando dúvidas

Você não pode, sob hipótese alguma, gastar todo o 13º salário em compras sem se preocupar com o que você realmente já tem, ou seja, contas no início do ano ou dívidas com cheque especial ou cartão de crédito. Se agir assim, você somente irá criar novas dívidas, fazendo com que sua crise financeira se prolongue.

Não ceda a tentações de consumo, como comprar uma nova TV ou trocar de aparelho celular, nem use o 13º para dar entrada em um bem e financiar o resto.   

Lembre-se: controle financeiro requer disciplina e pensar a médio e longo prazo. Para isso, você tem que começar a modificar seus hábitos de consumo já! Se refletir bem sobre os pontos abordados neste artigo, este 13º poderá ser realmente útil e até mudar o seu modo de ver as coisas.

*****

APRENDA MAIS:

Como não gastar todo o seu salário

Saiba como organizar suas contas do dia a dia de maneira mais eficiente

Controle do orçamento familiar: os 7 erros mais frequentes

*****

Curtiu as nossas dicas sobre como utilizar o 13º salário com sabedoria? Tem mais alguma dica interessante? Compartilhe conosco!

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo Como utilizar o 13º salário com sabedoria? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários

Sobre o autor

Victor Leitão

Victor Leitão

Victor Leitão, coordenador de marketing e especialista em finanças pessoais do Mobills, além de ser o editor-chefe do Portal Mobills. Formado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Ceará - UFC e técnico em informática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE. Pesquisador incansável dos temas educação financeira e finanças pessoais. Principais hobbies: assistir filmes/séries, jogar futebol/Dota 2 e viajar.