Saiba quais são os 10 maiores erros de quem investe em ações

Banner convidando para o site do Mobills

Vender quando o mercado está em queda, ter pressa para ganhar dinheiro ou comprar quando a Bolsa está em alta são alguns dos principais erros de quem começa a investir no mercado de ações, afirma o economista Leandro Martins, analista-chefe da Walpires Corretora.

Segundo o economista, quem investe na Bolsa sem o devido preparo age como aquela pessoa que fica olhando todo mundo se divertir na festa e só resolve entrar às 5 da manhã. “Chega no fim da festa e ainda vai pagar a conta”, diz.

Ele recomenda que antes de colocar dinheiro na renda variável, o investidor deve se informar sobre o funcionamento do mercado de ações, utilizando simuladores para entender as oscilações da Bolsa.

Outro fator importante, é começar a aplicar pouquíssimo dinheiro – “1% da renda disponível para investimentos, no máximo”, para sentir como é ganhar e perder. “O aumento da exposição à renda variável deve ser gradual”, explica.

O investidor também deve estabelecer um limite de perda e de ganho para comprar e vender as ações, obedecendo a esse limite com disciplina.

Para estabelecer esse limite, é preciso aprender a analisar ações. Martins sugere o modelo da análise gráfica, ou técnica, de ações, na qual é especialista. Esse tipo de análise verifica, por meio de gráficos, quais os momentos mais adequados para comprar e vender os papéis.

Outro meio de avaliar as ações é a análise fundamentalista, que estuda os balanços das empresas e seus fundamentos econômicos. Confira, a seguir, os 10 principais erros do investidor em ações na opinião do especialista:

Os 10 maiores erros de quem investe em ações

1. Não definir uma metodologia de investimentos

Sem uma metodologia de investimentos, o investidor opera de forma aleatória. Pede dicas, compra e vende sob pressão, se deixa influenciar por qualquer notícia. Antes de investir, é preciso ter um plano de operação e definir a estratégia para atingir seus objetivos.

2. Otimismo exagerado

Investir em ações exige conhecimento e prudência, você não pode se basear na crença de que “no fim, tudo dá certo”. Operações com alto grau de risco podem corroer todo o patrimônio da pessoa e ainda deixá-la endividada.

3. Falta de disciplina

Estabelecer limites de perda e de ganho (conhecidos como ‘stop’) e obedecer a estes parâmetros é essencial para operar no mercado de ações. O investidor não pode se deixar contagiar pelo otimismo nem se desesperar com quedas eventuais, típicas desse mercado.

4. Pressa de ganhar dinheiro

É recomendável conhecer o mercado antes de investir e começar com pouco dinheiro no início. A pressa de ganhar dinheiro faz com que a pessoa arrisque mais do que deve, o que pode resultar em grandes perdas.

5. Vender na baixa

O desespero de perder dinheiro demais leva a vender o papel. Mas os investidores mais experientes preferem comprar as ações quando elas estão com preço mais baixo. Estabelecido o limite de perda ou de ganho, este deve ser obedecido para evitar essa situação.

6. Comprar na alta

Nesse caso, o investidor só tem segurança de comprar a ação após várias altas consecutivas. Normalmente, porém, essa é a hora em que os grandes investidores já começam a vender o papel para embolsar os lucros.

7. Excesso de informação

O investidor precisa buscar conhecimento de todas as fontes disponíveis, mas deve tomar cuidado para não ficar confuso. Notícias são para enriquecer a cultura e o conhecimento, mas as decisões de investimentos devem ser baseadas na análise dos papéis.

8. Ganância em excesso

Quanto maior o risco do investimento, maior a possibilidade de ganho. Nessa situação, o investidor compromete não apenas o seu patrimônio mas também se endivida para conseguir realizar a operação. Essa situação pode levar o investidor a perder tudo e ainda ficar devendo.

9. Não ser objetivo ao analisar as tendências

O investidor inexperiente que está com uma ação com forte tendência de baixa tende a ignorar as notícias ruins e dar crédito apenas às boas, tentando justificar seu investimento. O remédio contra isso é definir uma estratégia prévia.

10. Falta de humildade

É o caso do investidor que leu dois livros de análise de ações, ganhou dinheiro com meia dúzia de operações e acha que já pode aplicar todo o capital na Bolsa. O mercado de ações exige estudo constante e cautela.

Leia mais:

Aprenda a investir na Bolsa de Valores em 7 passos

Descubra quais são os erros financeiros que você comete sem perceber

Os 10 erros que atrapalham a tão sonhada independência financeira

Curtiu conhecer os principais erros de quem investe em ações? Compartilhe conosco!

Banner convidando para o site do Mobills

Gostou do artigo Saiba quais são os 10 maiores erros de quem investe em ações? A sua opinião é muito importante para nós! Sugira novos temas, deixe seu comentário.

Comentários